hagin

As mais diversas heresias de Kenneth Hagin

apologética haginAs mais diversas heresias de Kenneth Hagin

 Autor: Robson T. Fernandes

 “Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios” 1 Timóteo 4:1

                 Infelizmente tem se tornado cada vez maior o número de pessoas que dizem seguir a Cristo esquecendo-se de fazê-lo de acordo com a Sagrada Escritura. Observamos que toda sorte de misticismo, emocionalismo e deturpação doutrinária tem penetrado no seio da igreja.

                Os falsos profetas têm iludido milhares, ou talvez milhões, de pessoas através de suas práticas heréticas e costumes irreverentes, apesar da Bíblia Sagrada há muito já alertar sobre tais fatos.

                O que mais me chama a atenção é o fato dessas pessoas possuírem Bíblias e não atentarem para as Suas advertências. O texto Bíblico é claro acerca da necessidade de se atentar para o ensino Escriturístico, procurando não cair nas garras do erro. Vejamos:

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” (Oséias 4:6)

“Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” (Mateus 22:29)

                John Ankerberg e John Weldon resumiram essa falha, ao afirmarem:

“Muitos cristãos têm hoje a infeliz noção de que não necessitam estudar a Bíblia por si mesmos. Essa ideia é espiritualmente prejudicial, pois impede os cristãos de amadurecerem na fé e os torna suscetíveis a falsos ensinamentos e estilos de vida mundanos. Não obstante, a Bíblia está repleta de admoestações para os crentes estudarem as verdades da sua fé.”

(ANKERBERG, John & WELDON, John. Os Fatos sobre o Movimento da Fé. Chamada da Meia-Noite, 1996. p. 21)

                É preciso, todavia, entendermos que muitas pessoas o têm feito por inexperiência ou por uma orientação deturpada de seu líder. Esse é o caso dos neófitos, os novos convertidos. Hank Hanegraaff explica da seguinte maneira:

“Tenho encontrado pessoalmente diversas pessoas queridas que se enquadram nessa categoria. Não questiono sua fé nem sua devoção a Cristo. Eles integram aquele segmento do Movimento da Fé que, por alguma razão, não compreenderam nem internalizaram os ensinamentos heréticos apresentados pela liderança de seus respectivos grupos. Em muitas instâncias, são novos convertidos ao cristianismo que ainda não se firmaram bem na fé. Mas nem sempre é esse o caso.”

(HANEGRAAFF, Hank. Cristianismo em Crise. CPAD, 1996. p.43)

                 A Sagrada Escritura nos fala acerca das pessoas que apresentam falsos ensinos, denominando-as de ‘falsos profetas’. A definição apresentada pela Wikipédia é que: 

“Falso profeta é a rotulação dada a uma pessoa que ilegitimamente se proclama detentora de dons do Espírito Santo. Tal rotulação pode tanto decorrer de um falso dom carismático, como do uso do mesmo para fins demagógicos ou demoníacos.”

(Fonte: Wikipédia)

                Tais pessoas têm suas práticas em comum com outros em outras partes do globo e em outros períodos da história. Por isso, podemos ver falsos profetas com práticas semelhantes em locais e (ou) períodos de tempo distintos.  

“Os mestres do Movimento da Fé alegam que Deus opera por leis espirituais, e que é obrigado a obedecer aos comandos espirituais dos crentes cheios do Espírito. Ele não só revela a doutrina na prosperidade sobrenaturalmente aos mestres da fé, mas também confirma verbalmente e pessoalmente suas interpretações das Escrituras”

(Copeland, Laws of Prosperity, pp. 60–62. Fonte: AGIR – Agência de Informações Religiosas) 

                Deixemos, então, que o próprio Kennteh Hagin fale, mas a Bíblia também: 

“E você sabe o que vai acontecer agora? Vou contar-lhe um segredo. Alguém vai me dar US$ 50.000,00. Porque você pode ter aquilo que diz”

Fonte: Fé que move montanhas, p. 21 

“Vós tudo perverteis, como se o oleiro fosse igual ao barro, e a obra dissesse do seu artífice: Não me fez; e o vaso formado dissesse do seu oleiro: Nada sabe” (Is 29:16) 

“Nosso problema é que oramos e confessamos muito, mas não mandamos. É gostoso mandar! … Jesus pagou o preço para fazermos isso…”

Fonte: Commanding Power, p. 12-13 

“Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? (Rm 11:34-35)

“Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?” (Rm 9:20)

“O próprio Senhor me ensinou sobre a prosperidade…recebi isso diretamente do céu”

Fonte: How God Taught Me About Prosperity, p. 1

“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mt 6:25)

“O Senhor falou comigo e disse: ‘Não ore mais pedindo dinheiro. Você tem autoridade através do meu nome para reivindicar a prosperidade”

Fonte: New Threshold of Faith, p. 55

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo” (2Co 12:9)

“O maior fato da palavra de Deus: poder de comando … que todo … Filho de Deus é capaz de operar … Comandar é diferente de confessar … Nosso problema é que temos orado e confessado muito, mas não temos dado muitas ordens”

Fonte: How God Taught Me About Prosperity, p.16-19

“Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?” (Rm 9:20)

“O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Pv 28:13)

  “Deus” disse a Kenneth Hagin:

“Em primeiro lugar … não ore mais sobre dinheiro … Peça o que precisar.” … O Senhor continuou: “Você diz: ‘Satanás, tire suas mãos do meu dinheiro’ … Diga: ‘Ordeno…’, nomeando o que quer ou deseja.” Eu disse ao Senhor: “Senhor, não creio que queira que as nossas necessidades sejam satisfeitas – mas, sim, os nossos desejos?” Ele replicou… “no Salmo 23 está escrito… está escrito: ‘O Senhor é o meu pastor, nada me FALTARÁ’.” … [Portanto, Deus continua] “Peça o que precisa ou deseja. Diga: ‘Satanás, tire as mãos das minhas finanças’. Depois diga: ‘Ide espíritos ministradores, e façam o dinheiro chegar’.”

Fonte: How God Taught Me About Prosperity, p.16-19

 “Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor. Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção” (2Pe 2:11)

“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente” (Mt 6:6)

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome” (Mt 6:9)

“E ele lhes disse: Quando orardes, dizei: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu” (Lc 11:2)

“O diabo é quem impede o dinheiro de chegar a você … O Senhor me disse há anos quando eu me queixava de falta de verba: ‘Olhe, não posso fazer tudo a esse respeito. Depende de você. Ordene que ele venha em nome de Jesus … Você pode até falar com os anjos”, Ele me disse “e eles vão trabalhar para você…”

Fonte: Paul’s Revelation: The Gospel of Reconciliation, p. 25-26

 “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites” (Tg 4:3)

“Eis que Deus é grande, e nós não o compreendemos, e o número dos seus anos não se pode esquadrinhar” (Jo 36:26)

“Disse-lhe mais Deus: Eu sou o Deus Todo-Poderoso…” (Gn 35:11)

“Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso” (Ap 1:8)

“E ele lhes disse: Quando orardes, dizei: Pai nosso, que está nos céus…” (Lc 11:2) 

“Em lugar algum a Bíblia ensina que se você apenas crer no coração obterá uma resposta”

Fontes:    The Real Faith, p. 24

How to Turn Your Faith Loose, p. 20

“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” (Mc 9:23)

“Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido” (Rm 10:11)

“A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo” (Rm 10:9)

“E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis” (Mt 21:22)

                                “A morte espiritual significa ter a natureza de Satanás”

Fonte: O Nome de Jesus, p. 26

“Jesus provou a morte – a morte espiritual – por todos os homens”

Fonte: O Nome de Jesus, p. 27

 “Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim” (Jo 14:30)

“Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo” (1Pe 1:16)

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo 14:6)

“Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” (Cl 1:19)

“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade” (Cl 2:9)

 “Jesus se tornou aquilo que nós éramos, a fim de que nós nos tornássemos aquilo que Ele é.”

Fonte: O Nome de Jesus, p. 27

 “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rm 3:23)

“E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” (Gn 6:5)

“Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas” (1 Pe 2:21)

“Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” (Cl 1:19)

“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade” (Cl 2:9)

                   “A morte física não removeria os nossos pecados. Provou a morte por todo homem – a morte espiritual … Jesus é a primeira pessoa que já nasceu de novo. Por que o Seu espírito precisava nascer de novo? Porque ficou alienado de Deus”

Fonte: O Nome de Jesus, p. 25

 “Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” (1Co 15:3)

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5:8)

“Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei…Mas ele falava do templo do seu corpo” (Jo 2:19,21) 

“nem Jesus Cristo tem uma posição mais elevada do que nós diante de Deus”

Fonte: Zoe: a própria vida de Deus, p. 79

 “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas” (Hb 1:3)

“Ora, a suma do que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade” (Hb 8:1)

“Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?” (Rm 9:20)

“Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Ef 2:10) 

                Das 127 vezes que a palavra ‘poder’ aparece no Novo Testamento está ligada em 100 vezes a Jesus Cristo, Espírito Santo ou Deus, significando, assim, algo que é outorgado diretamente por Deus. Das outras 27 vezes restantes em que ‘poder’ aparece, está relacionado apenas com força normal, ou autoridade, referindo-se a homens ou demônios.

                Contudo, 11 vezes o Novo Testamento afirma que nós, crentes, temos poder. Só que, diferentemente do que muitos ensinam, não é aquele poder de colocar Satanás debaixo dos pés ou o poder de fulminar com uma palavra – que mais parece um crente nuclear – que com um simples estalo de dedos você já era, pois “eu sou o filho de DEUS”.

Quem usa esse tipo de frase, nesse contexto que estamos trabalhando, parece até que está querendo dizer: “eu sou deus”.

 

                O Novo Testamento afirma que temos poder para: 

  • Ser filho de Deus (Jo 1:12);
  • Dar testemunho de vida (At 4:33);
  • Poder para apresentar o Poder, que é o Evangelho (Rm 1:16);
  • Apresentar a Palavra da Cruz (1 Co 1:18);
  • Ser aperfeiçoado na fraqueza (2 Co 12:9);
  • Viver para os outros (2 Co 13:4);
  • Ser constituído ministro do Evangelho (Ef 3:7);
  • Fortalecer o amor, para ser tomado da plenitude de Deus (Ef 3:16-19);
  • Servir e glorificar a Deus (1 Pe 4:11);
  • Possuir tudo o que conduz à vida e à piedade (2 Pe 1:3);
  • Julgar as nações (só após o Milênio) (Ap 20:4 cf. Ap 3:21).

Recebemos, ainda, poder para: 

  • Julgar os anjos (só após o Milênio) (1 Co 6:3);
  • Suportar aflições, fome, humilhações e escassez (Fp 4:11-13);
  • Pregar o Evangelho (1 Pe 1:12);
  • Resistir ao Diabo, desde que sujeitando-se a Deus (Tg 4:7).

Sabe o que é resistir? Não é atacar! Apenas suportar, aguentar, manter-se firme!

                 Outro problema ensinado quanto ao poder espiritual a nós investido por Deus, é que muitos se acham tão poderosos que desejam se comportar como um Rambo, como se saíssem por aí com uma metralhadora espiritual assustando o Diabo, fazendo-o correr, pisando-o, humilhando-o. Desconhecem assim a Palavra de Deus, achando que possuem certos atributos, quando, na verdade não possuem.

                Se observarmos o que ensina a Bíblia, quanto aos anjos, veremos que são mais poderosos que os seres humanos, mesmo os crentes:

“ao passo que anjos, embora maiores em força e poder, não proferem contra elas juízo infamante na presença do Senhor.” – 2 Pe 2:11

                Note o que diz a Bíblia a respeito de anjos: “maiores em força e poder”.

                E lembre-se que tanto Satanás quanto os demônios são anjos, decaídos, é claro, mas nem por isso deixam de ser uma espécie de anjos.

“Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés,não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda.”- Jd 9

        Note que mesmo um anjo de hierarquia superior, arcanjo, como Miguel, não usou de autoridade própria, apesar de ser superior como está escrito em 2 Pe 2:11, mas disse: “O Senhor te repreenda”.

Mas, ao contrário do que ensina a Bíblia, muitos querem sair por aí afrontando o diabo e colocando-o debaixo dos pés. Se isso pudesse realmente acontecer, eu creio que quem terminaria debaixo dos pés não seria o diabo.

É claro que não devemos temer o diabo, pois somos Templo do Espírito Santo e o anjo do Senhor acampa ao nosso redor (Sl 34:7; Sl 91:11), mas é o Senhor que nos protege, e não nós mesmos.

                Os defensores de tais ensinos posteriormente terminam em dois caminhos: ou ficam frustrados, ou enveredam por heresias maiores e mais comprometedoras, como é o caso de “ícones” nacionais e internacionais, igrejas e cursos bem conhecidos e muito frequentados, mas que possuem uma fétida negridão doutrinária.

                Que Deus nos abençoe, guie e proteja.

 “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?”- (Lc 18:8)

robsontfernandesRobson Tavares Fernandes é bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional). Tem se dedicado desde 1998 ao ensino e pesquisa bíblica na área de Apologética, sendo autor de vários artigos já publicados. Atuação como professor: Curso de Teologia da Igreja Batista da Palmeira, CBA (Curso Básico de Apologética) e ITESMI (Instituto Teológico Superior de Missões). Atuação como pesquisador: VINACC (Visão Nacional para a Consciência Cristã). Atuação como palestrante: Encontro para a Consciência Cristã, Simpósio Criacionista da Paraíba, Seminário Criacionista da Alagoas. Tem ministrado, ainda, palestras em igrejas, escolas e universidades.

Contato:  cristovira@bol.com.br  rtf75@bol.com.br

Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional. OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 

Deixe uma resposta