Arquivo da categoria: Acontece Cada Uma

Notícias sobre HERESIAS e ABSURDOS que acontecem no “meio” dito “evangélico”, mas que, na verdade, só envergonham o verdadeiro Evangelho do Senhor Jesus.

Cantora pop Madonna afirma que usou drogas por necessidade de se “conectar com Deus”

Director Madonna arrives for the gala screening of her film W.E. during the BFI London Film Festival at Leicester Square in London

A cantora pop Madonna afirmou recentemente que buscou Deus através das drogas, mas recuou por medo da morte.

Conhecida como Rainha do Pop, Madonna coleciona polêmicas em sua carreira, e muitas vezes foi acusada de profanar a religião.

Numa entrevista à revista Interview, Madonna, 56 anos de idade, afirmou que o uso de drogas é motivado pela necessidade de encontrar Deus.

“As pessoas usam drogas para se conectarem a Deus, ou chegarem a um nível mais potencializado de consciência”, afirmou a cantora.

De seu ponto de vista, Madonna acredita que o uso de entorpecentes é feito por pessoas que necessitam de experiências sobrenaturais: “É uma questão de se ligar à Matrix. Algumas drogas dão esse tipo de experiência. Mas o uso induz a um tipo de curto-circuito. Esse é o problema, as drogas dão uma ilusão de aproximação com Deus, só que podem te matar”, disse, antes de frisar que hoje em dia não usa mais nenhuma droga.

As declarações de Madonna sobre o uso de drogas foi feita enquanto ela comentava a música “Devil’s Pray” (“Preces do diabo”, em tradução livre), que fará parte de seu próximo álbume fala sobre o consumo de substâncias ilícitas e seus efeitos.

Fonte: Gospel +.

demonio-prova-edir-macedo-serve-deus

Bispo da Igreja Universal recorre ao demônio para “provar” que Edir Macedo serve a Deus; Assista

acontecedemonio-prova-edir-macedo-serve-deusBispo da Igreja Universal recorre ao demônio para “provar” que Edir Macedo serve a Deus

 

A Igreja Universal do Reino de Deus divulgou um vídeo em seu canal no YouTube com uma espécie de “teste” para provar que o bispo Edir Macedo serve a Deus. O curioso é que, para provar isso a denominação recorreu ao demônio.

Durante uma das reuniões de exorcismo promovidas pela Universal, um bispo entrevista uma mulher supostamente endemoninhada e faz um desafio ao espírito maligno. A Igreja Universal do Reino de Deus é conhecida pela doutrina baseada em um tripé composto pela ênfase na teologia da prosperidade, a crítica severa ao catolicismo e o exibicionismo de sessões de exorcismo.

No vídeo, curto, o bispo está vestido de branco e diz que “sem quem dirige o bispo Macedo é Deus, ele [o demônio] não vai conseguir sentar” na cadeira que está no palco do templo, fazendo as vezes de um trono que pertenceria a Deus.

Antes de realizar o teste, a mulher supostamente possessa se aproxima do bispo que dirige a reunião e, com voz gutural, diz que é “satã, o maioral de todos” e que a alma daquela pessoa que ele possuiu “vale mais do que mil almas juntas”, pois ela havia sido sua adoradora.

O bispo ordena que ele abra os olhos da mulher “sem machucá-la”, e vira o rosto dela para que os frequentadores vejam. O vídeo, editado, tem um borrão para evitar que o rosto seja identificado.

“Se quem dirige o bispo Macedo é Deus, você vai tentar sentar nessa cadeira, não vai conseguir e vai cair e bater cabeça”, diz o bispo da Universal, que se afasta e, dirigindo-se ao público, diz: “Olha o que vai acontecer”.

A mulher se aproxima da cadeira, e com gestos incompreensíveis tenta se aproximar, batendo os pés e recuando. Depois de algumas tentativas, a mulher que estaria possessa cai para trás, com os braços retorcidos, e os fiéis da Igreja Universal aplaudem a cena bizarra. Assista:

  

AGUA UNGIDA

IGREJA MUNDIAL VENDE ÁGUA UNGIDA DE R$100,00 A R$ 1.000,00

AGUA UNGIDAIGREJA MUNDIAL VENDE ÁGUA UNGIDA DE R$100,00 A R$ 1.000,00

A FÉ MATERIALIZADA

Ah, mas se não fizer o depósito antes, NÃO RECEBE A BENÇÃO!

pastor-Ed-Young-cinema

Pastor transforma sua igreja em uma sala de cinema e usa filmes famosos para pregar

pastor-Ed-Young-cinemaPastor transforma sua igreja em uma sala de cinema e usa filmes famosos para pregar

 

No final de junho, o pastor Ed Young da Fellowship Church em Grapevine, no estado norte americano do Texas, iniciou uma inusitada série de sermões em sua igreja. Com o título de “At the Movies” (Nos Filmes), ele literalmente transformou o templo durante várias semanas em uma sala de cinema, com o direito de distribuição de pipoca e refrigerante na entrada.

Durante essa série de pregações, os fiéis que vão à igreja estão ouvindo uma série de pregações relacionadas a filmes famosos. A ideia, de acordo com o site da igreja, é aprender o que Deus pode ensinar a partir de grandes títulos de Hollywood.

Na primeira semana, o sermão foi baseando no filme de guerra “O Grande Herói”, de 2013, que conta a história real do oficial da marinha norte-americana Marcus Luttrell (Mark Wahlberg), enviado ao Afeganistão em busca de um homem de confiança de Osama Bin Laden.

Outro filme utilizado recentemente nas pregações foi a comédia “Debi & Lóide – Dois Idiotas em Apuros”. O sermão começou com uma cena do filme em que o personagem Lloyd (Jim Carrey), diz: “Estou cansado de viver com essa miséria que eu ganhei. Cansado de ser um ninguém, e principalmente eu estou cansado de não ter ninguém”.

- Deus pode pegar um “debilóide” e transformá-lo em alguém grande – afirmou o pastor durante a pregação, enquanto cenas do filme eram projetadas atrás dele no palco.

- Se você também acha que você é um ninguém… Jesus morreu na cruz por você – começa Young, que é conhecido por fazer sermões criativos.

Segundo o Noticia Cristiana, durante as pregações, os filmes não são exibidos em sua totalidade, mas apenas as cenas que servem como uma “ponte” para as falas do pastor. Ele afirma acreditar que é possível descobrir as verdades bíblicas em cenas de filmes famosos, que são uma forma de pensar sobre a salvação, do perdão e da necessidade de um encontro com Deus.

Um material sobre as pregações que foi publicado no site da igreja mostra que a série irá incluir filmes antigos como “De Volta para o Futuro” e “Rocky, Um Lutador”, e também produções novas, como “Jogos Vorazes”.

Embora os comentários nas redes sociais mostrem que muitos gostaram da experiência, alguns argumentam que a Bíblia tem sido posta de lado e que a imagem da igreja é a de um lugar divertido quanto qualquer outro. Alguns ainda criticaram o pastor por “eliminar a reverência com o templo”.

Porém, Ed Young está acostumado a controvérsia. Há algum tempo ele e sua esposa colocaram uma cama no telhado da igreja para mostrar que “Sexo é de Deus”. Eles também levaram ao púlpito durante seus sermões um leão e até mesmo já pregaram em uma Ferrari. A polêmica mais recente foi quando eles prometeram que iriam devolver o dízimo se Deus não cumprissem as suas promessas para aqueles que doam à igreja.

Fonte: Gospel+

culto dancante

Culto “dançante”

acontece

Culto “dançante”

culto dancante

 Comentários de responsabilidade do Pr. Edson Poujeaux.

   Quando a gente pensa que já viu de tudo infiltrado em “igrejas evangélicas”, sempre aparece mais uma de fazer cair o queixo… 

   Francamente, nunca imaginei viver para ver uma coisa dessas acontecendo em nosso “meio (Deus me livre!). 

   Todavia, a Bíblia nos diz em Mateus 18:7  – “Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo!”

 Mateus 21:13 – “E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração!”

CULTO DANÇANTE! 

   No altar, o “pastor” dança alegremente com a “pastora”. No salão do templo, os irmãos – cada um com seu par – dançam animadamente ao som da música “Meu Barquinho”, gravada pela cantora Giseli Cristina… 

   Dá para imaginar? Até onde vai a “criatividade” desse pessoal?  

    Duvida? Veja o vídeo: 

sal-ungido-

Apóstolo unge 50 Kg de sal para “ritual sagrado” e causa polêmica; Repercussão internacional alerta para distanciamento da Bíblia

sal-ungido-Apóstolo unge 50 Kg de sal para “ritual sagrado” e causa polêmica

 Repercussão internacional alerta para distanciamento da Bíblia

 

Os rituais realizados por igrejas neo pentecostais no Brasil a pretexto de reproduzir narrativas bíblicas estão causando polêmica e atraindo a atenção da mídia cristã internacional.

O “ato profético” da Igreja Apostólica da Plenitude do Trono de Deus em que o apóstolo Agenor Duque “ungiu” 50 Kg de sal e espalhou o condimento no templo para que os fiéis participassem do rito foi destaque no portal em língua espanhola Acontecer Cristiano.

A ideia do ritual era que se recriasse a narrativa de 2 Samuel 8:13, quando o rei Davi enfrentou 18 mil soldados no Vale do Sal. Fiéis, obreiros e pastores auxiliares caminharam ajoelhados por cima do sal, e ao término do “ritual sagrado”, os frequentadores da igreja jogavam sal em seus corpos, como se preparassem para uma guerra. A foto do momento em que o apóstolo ora pelo sal mostra os fiéis da denominação à espera do final do ritual para que possam ser “ungidas” através do condimento.

Assista ao vídeo do momento em que o apóstolo “unge” o sal que foi usado no ritual na fonte de Eliseu, em Jericó:

Controvérsias

O portal Acontecer Cristiano diz que os cristãos devem “permanecer alerta para as novas tendências que promovem ‘estranhos rituais’ e costumes que estão longe do cristianismo bíblico”.

As igrejas neo pentecostais são conhecidas pelo sincretismo religioso em suas celebrações, trazendo elementos ritualísticos de outras religiões – em sua maioria emprestados do judaísmo – e são alvo de muitas críticas justamente por adicionarem “ingredientes” no Evangelho descrito na Bíblia Sagrada.

Dentre líderes e teólogos das igrejas evangélicas tradicionais e históricas, tais práticas são consideradas uma aproximação destas denominações ao catolicismo, e teriam nos artefatos e “unções especiais” os elementos que ritualísticos semelhantes aos da igreja sediada em Roma.

Numa entrevista concedida ano passado, os pastores e músicos da banda Resgate (ex-bispos primazes da Igreja Renascer em Cristo, uma das principais denominações neo pentecostais do Brasil), classificaram o uso de elementos ritualísticos como “badulaques”.

“O Evangelho de Jesus Cristo era contracultura. E a gente criou uma cultura para se alimentar dela, e nem a nossa cultura brasileira a gente usa. Então a gente é muito tapado, hoje […] Era assim no começo: todo mundo tinha que vir pra Israel. Jesus Cristo veio e disse assim: ‘agora a Igreja vai para todo o mundo’. E a gente voltou pra dentro… A gente virou Israel de novo. A gente virou Israel de novo! […] Porque a gente só pensa na gente, no nosso umbigo, nas nossas coisas […] Jesus Cristo foi lá contra os religiosos… comia com as prostitutas, sentava lá com o publicano… Tava no meio dos pecadores. A gente se voltou para uma Igreja que se volta pra si. Virou uma Igreja judaizante, que só pensa nela. Ela é o umbigo do mundo”, disse o pastor Marcelo Amorim.

Fonte: Gospel+

Jesus tem que voltar logo

safadeza

PASTOR NO QUÊNIA PROÍBE MULHERES DE USAREM ROUPAS ÍNTIMAS DURANTE OS CULTOS PARA “SENTIREM-SE MAIS PERTO DE DEUS”

safadeza

Pastor no Quênia proíbe mulheres de usarem roupas íntimas durante os cultos para “sentirem-se mais perto de Deus”

As doutrinas evangélicas pentecostais têm se aproximado cada vez mais da bizarrice: em Nairóbi, Quênia, um pastor proibiu as mulheres que frequentam sua igreja de usarem roupas íntimas durante os cultos.

A ordem do pastor veio acompanhada do argumento de que, sem calcinhas, elas poderiam sentir-se mais próximas de Deus. Esse modo estranho de se aproximar de Deus se assemelha à estratégia do pastor sul-africano que mandou os fiéis comerem grama durante o culto.

O pastor Njohi, líder da Lord’s Propeller Redemption Church, em Nairobi, acredita que se as mulheres estiverem sem sutiã e calcinhas, poderiam ficar livres em sua “mente e corpo” e tornar o contato espiritual mais simples.

Segundo o site inglês Metro, “estranhamente o pastor não ordenou aos homens que fossem sem cuecas ao culto”.

Para fazer valer sua ordem, o pastor frisou que as mulheres seriam punidas caso não aderissem à nova regra. Aparentemente a nova doutrina foi acatada, porque a maioria das mulheres que frequentam a igreja diziam ter atendido o pedido do pastor.

Fonte: Gospel+

Jesus tem que voltar logo

macedo

Bispo Macedo critica o primeiro milagre feito por Jesus

apologética

macedo

Bispo Macedo critica o primeiro milagre feito por Jesus

Jesus tem que voltar logo

A coisa anda tão complicada que nem Jesus serve mais! Infelizmente o evangelho pregado por alguns é tão humanista que fica difícil eles acreditarem num Deus soberano.

O Bispo primaz da IURD, Igreja Universal do Reino de Deus, senhor Edir Macedo afirmou com todas as letras que o Senhor Jesus cometeu o equivoco de transformar água em vinho, (veja o vídeo abaixo) quando deveria prioritariamente ter transformado as vidas das pessoas. Macedo também diz que ele não viu propósito no primeiro milagre de Jesus e que no seu ponto de vista o Senhor não deveria tê-lo feito.

Caro leitor, eu tenho uma posição firmada quanto a Igreja Universal do Reino de Deus e conforme já escrevi anteriormente não acredito que esta seja uma igreja genuinamente evangélica.

A afirmação do Bispo Macedo não me surpreende em nada, até porque, seus ensinamentos, doutrinas e pregação em muito se contrapõe as verdades defendidas pelas Escrituras.

Ora, quem somos nós para questionarmos as ações do Senhor? Quem somos nós para questionarmos a justiça de Deus? Quem somos nós para não aceitarmos a vontade soberana de Deus? Pois é, o problema é que  a IURD e suas parceiras de fé  pregam um evangelho diferente dos evangelhos e a consequência direta disso é a multiplicação de desvios doutrinários.

Prezado amigo, nós protestantes cremos que o nosso Deus é Soberano e que majestosamente reina e governa sobre tudo. Além disso, cremos na Bíblia como palavra inerrante de Deus e que tudo que nela está Escrito é Palavra infalível do Senhor.

Isto posto, sou obrigado a concordar que as doutrinas de Edir Macedo não são cristãs e que afrontam de forma veemente tudo aquilo que os apóstolos e reformadores ensinaram. Resta-nos portanto rogar ao Senhor que tenha misericórdia do povo brasileiro livrando-os dos enganos ensinados pela universal do Reino de Deus.

Com lágrimas nos olhos…

Fonte: http://www.cacp.org.br/bispo-macedo-critica-o-primeiro-milagre-feito-por-jesus/

Nota: Veja o vídeo:

macumbaria

Macumba Evangélica

apologética macumbariaMACUMBA EVANGÉLICA
Pastor Wagner Antonio de Araújo
Palestra apresentada em 18 de junho de 2008 – No culto inter semanal da Igreja Batista Boas Novas de Osasco SP


INTRODUÇÃO

Ao anunciar esta palestra em rede de comunicação virtual (internet), centenas de irmãos em Cristo, obreiros e pastores das mais variadas denominações e estados brasileiros (e também da América do Norte e Europa) solicitaram que lhes fosse concedida uma cópia do texto, áudio e vídeo, uma vez que não poderiam estar pessoalmente nesta noite, participando da apresentação. 

Tal explosão de solicitações vem demonstrar, de forma contundente, que o problema que abordaremos não se restringe a uma denominação, uma região geográfica ou uma opinião isolada. A magia evangélica invadiu igrejas, comunidades, denominações, congressos, vigílias, lares, programas de rádio, televisão, jornais, e hoje a confusão que reina faz estarrecer até o mais cético dos escatologistas. 

Parece-nos que o tão proclamado “reavivamento mundial”, “nova unção”, “despertamento da noiva” e tantos outros títulos que apontavam para uma generalizada conversão maciça da população nacional e mundial, deu lugar ao que é chamado de “A Grande Apostasia do Fim dos Tempos”, prenunciada por Paulo em suas epístolas pastorais.

Quero estabelecer alguns limites importantes a esta palestra. 

Ela é apenas uma palestra, e não um tratado, uma tese, um livro, um artigo doutrinário ou um curso. Pode ser que no futuro venhamos a concentrar esforços no sentido de recolher material e efetuar análises exaustivas, preparando algo que cubra um tratado, uma tese ou um livro. Esta palestra não pretende ser mais que uma palestra de um pastor de igreja batista tradicional local, com uma linguagem simples, de cunho pastoral, visando alertar o rebanho de Deus a ele confiado quanto as modernas manifestações estranhas no dito “mundo evangélico”.

Há um farto material referencial, espalhado em centenas de links pela internet, dos mais variados teólogos e articulistas cristãos ou seculares, cujo conteúdo deve ser criteriosamente lido e analisado, e não pretendemos, com esta palestra, servir de material exaustivo sobre a matéria, senão uma breve análise elementar dos fenômenos neopentecostais modernos, a sua relação e semelhança sincrética com as religiões afro-brasileiras e também com a feitiçaria mundial, apontando referenciais bíblicos na sólida direção da autêntica vontade de Deus e do culto racional, espiritual e bíblico.

Também não é o nosso propósito acusar uma denominação evangélica em particular, uma vez que o fenômeno acontece em muitas denominações por toda a parte, sendo injusta qualquer atribuição de culpa a esta ou aquela denominação. 

É importante dizer que, conquanto não acusemos grupos, nossa tese parte da absoluta rejeição do que se conhece hoje por “neopentecostalismo”, um sistema moderno de perversão da igreja cristã, que relê a bíblia sob a ótica da prosperidade como fundamento para a fé e que luta com os demônios como causa única de toda pobreza, doença e problemas humanos. O neopentecostalismo tem sido rejeitado de forma ampla pelas denominações cristãs de cunho protestante tradicional, e atualmente também tem sido alvo de críticas dos pentecostais clássicos. O neopentecostalismo tornou-se algo estranho ao evangelho e ao protestantismo.

Nosso propósito é pinçar atos e fatos em cultos de algumas igrejas, filmados e disponibilizados através da internet, que demonstram que, ainda que falem o “evangeliquês”, estão longe de serem de fato, evangélicos. É papel da igreja e dos ministros do Evangelho protegerem o rebanho de Deus das investidas de Satanás, que, não raras vezes, traveste-se de Anjo de Luz, faz sinais e maravilhas, opera milagres e, se possível fora, enganaria aos escolhidos de Cristo. Graças, porém, a Deus, que ainda há quem clame pela verdade original da Palavra de Deus.

Essa é a nossa tentativa, e esse é o nosso esforço.

I – CONCEITOS E DIVISÕES CRISTÃS

Há muitas classificações do atual “mundo evangélico” pelos analistas de história da igreja e professores de teologia. A cada dia surgem ramificações em grupos pré-existentes e, não raras vezes, desatualizam nossas tabelas.

Proponho uma tabela que atualiza em um quadro o mundo cristão evangélico e o mundo carismático. Classificaríamos as denominações e grupos da seguinte maneira:

· FUNDAMENTALISTAS – São aqueles que interpretam a Bíblia de forma literal e não aceitam quaisquer outras alternativas. São inimigos de todas as outras ramificações cristãs. Consideram-se a continuidade da Reforma Protestante. Sem nos atermos em sua formação histórica, são críticos das versões modernas da tradução da bíblia e do uso de determinados textos gregos mais populares. São anti-pentecostais, anti-cooperativos, anti-ecumênicos, individualistas e absolutamente rigorosos e independentes. Esse grupo possui nomes, mas também co-existe em igrejas denominacionais separatistas.

· PROTESTANTES (EVANGÉLICOS) TRADICIONAIS – São os “crentes” das denominações evangélicas históricas mais antigas, surgidas na Reforma Protestante ou no tempo dela. São as denominações que deram origem às Missões Modernas e que trouxeram o evangelho ao Brasil. Possuem uma pneumatologia conservadora, não crêem na experiência pentecostal (batismo no Espírito Santo após a conversão, com manifestações visíveis e audíveis de sinais e dons). São estruturados, possuem uma longa história e representam o início de toda igreja cristã evangélica no mundo.

· PENTECOSTAIS – São as denominações evangélicas surgidas após o início do fenômeno Pentecostal, iniciado nos Estados Unidos, em 1906, na famosa Rua Azuza, onde pela primeira vez na história moderna da igreja foram manifestados os modernos “dons de línguas” como provas de batismo com o Espírito Santo. Esse fenômeno atraiu a atenção de crentes ávidos pelo poder de Deus, que, ao presenciarem e admitirem a experiência, originaram novas denominações, seja do zero, seja como facção das antigas. Sua teologia é tradicional, protestante, elaborada, com muita convergência, exceto no que tange à “glossolalia” e ao arminianismo extremado (em alguns casos). Sua liturgia é animada, entusiasmada, e seus cultos são ruidosos, onde todos oram ao mesmo tempo. Estão no Brasil desde 1911, com o início da Assembléia de Deus, em Belém do Pará. São muitas as denominações pentecostais.

· NEOPENTECOSTAIS – Teologia moderna, surgida do pentecostalismo, que, unindo-se à filosofia do “poder da mente”, passou a explorar a prosperidade como sinal de bênção divina e, em decorrência da fé, a cura de todas as enfermidades. Eles consideram que os demônios estão em toda parte e devem ser expulsos, através de rituais que misturam elementos bíblicos localizados (exemplo: o novelo de lã de Gideão ou os sete mergulhos de Naamã). Eles crêem em rituais especiais para realizar coisas especiais: quebra de maldições, determinar pela fé, desafios para prosperidade financeira, oração em montanhas de Israel, amuletos para trazer sorte, etc. Seu objetivo é criar mega-denominações e tornar seus líderes autênticos semideuses, com poderes extremos, que decretam anos especiais, curas especiais, revelações especiais. Sua teologia é confusa, mística, sem consistência. Parecem-se pentecostais, pois também falam em línguas estranhas e usam elementos pentecostais, mas fogem à ética cristã pentecostal, não são orientados á conversão, mas a terem em Cristo um poderoso realizador de milagres e doador de bênçãos. Raramente se comportam como autênticos crentes, criando, assim, novos caminhos para a salvação, mediante seus líderes e igrejas. São os maiores “evangélicos” do mundo, crescendo a uma proporção fantástica. Suas denominações geralmente são dirigidas por líderes que se auto-intitulam bispos, missionários, apóstolos, etc. Atualmente estão infiltrados em várias denominações tradicionais e pentecostais, que adotam suas práticas esdrúxulas (noite dos empresários, sessão de descarrego, louvor extravagante, nova unção, etc)

· NEOAPOSTÓLICOS – Não satisfeitos com o que tinham, os neopentecostais evoluíram a um passo mais ambicioso ainda: criaram o chamado “mover apostólico”, “poder apostólico”, “evangélico apostólico”. Trata-se de ressuscitar o dom de apóstolo, equiparando a autoridade de seu líder ao da canonicidade de Paulo, João ou Pedro, tornando a palavra deles como inspirada pelo Espírito Santo. São ambiciosos, desejam dominar o país, possuem poder político e estão influenciando grande parte dos neopentecostais declarados e dos infiltrados neopentecostais das demais denominações, que já estão a consagrar também os seus “apóstolos”. Também lutam uns contra outros, buscando dominar um rebanho maior e realizar um apostolado mais poderoso, mais completo.

· CARISMÁTICOS – São os chamados “católicos carismáticos”. Até então um grupo separado dos evangélicos. Contudo, com o império do neopentecostalismo e do neoapostolismo, os carismáticos estão se misturando a eles, com a experiência similar de glossolalia, com canções copiadas dos evangélicos, com uma liturgia praticamente idêntica, mantendo, contudo, o credo católico (dulia, hiperdulia e latria). Crêem em santos, em Santa Maria, na Eucaristia, no Purgatório, mas lêem a bíblia, fazem orações, pregam parecido com os evangélicos e falam em línguas estranhas. A Igreja Católica os mantém sob controle. Canção Nova é a maior expressão atual dos carismáticos. Atualmente os neoapostólicos estão realizando “louvor extravagante” e “horas de louvor e adoração” (Casa de Davi, Mike Shea, Marcos Witt) juntos, e grupos musicais neopentecostais (Diante do Trono) comungam e profetizam vitórias e unidade sem mudanças doutrinárias.

Essa é uma classificação pessoal, que varia de professor a professor, de historiador e sociólogo para outro. Contudo, tem servido de referencial para classificar e auto-classificar a nossa posição dentro do evangelicalismo brasileiro e mundial.

II – NÃO HÁ CRÍTICA AO PENTECOSTALISMO

Nossa posição doutrinária batista, tradicional e cessacionista (posição particular deste pastor) não objetiva nem de longe analisar, criticar ou combater a ramificação pentecostal da Igreja Cristã. Além de não haver tempo hábil, não há motivo para faze-lo, pois, quando há respeito de ambas as partes, pode haver um convívio pacífico, sem que se abra mão de princípios, sem que se negue as diferenças, comungando da convergência e mantendo a separação no que é divergente.

O pentecostalismo é o berço do neopentecostalismo, do neoapostolismo ou apostolicismo, assim como o tradicionalismo é o berço do pentecostalismo. Portanto, não nos cabe analisar aqui o berço e as causas do surgimento. Cabe-nos avaliar o resultado.

Ambos, tradicionais e pentecostais, quando lúcidos e não contaminados com o neopentecostalismo, são unânimes em declarar que tal movimento é falso, é grotesco, é estranho ao evangelho, é engano e engodo de pessoas que querem enriquecer às custas do povo, e seus fenômenos ou são mentirosos, ou produto de treinamento mental, ou ação direta de demônios.

III – O SINAL DE ALERTA

Dias atrás um abalo císmico foi sentido em São Paulo, vindo de São Vicente, a primeira cidade do Brasil. Algo raro, mas um abalo sísmico apenas. Foi quando uma notícia “evangélica” acendeu o sinal de alerta:

Profecia lançada, profecia cumprida!

Mídia brasileira anuncia tremores de terra 24 horas após liberação de decreto profético estabelecido pelo Apóstolo Renê Terra Nova no útero da Nação

Lilian Bartira

No dia 21 de abril, em Santa Cruz de Cabrália, Apóstolo Renê Terra Nova e congressistas se uniram para reconsagrar o território de Porto Seguro ao Senhor Jesus, entendendo que a partir do solo materno todo o Brasil será atingido com essa demarcação espiritual.

Cinco escunas conduziram cerca de 800 profetas no percurso que foi marcado com intercessões e liberação de palavras proféticas. Pão, óleo e vinho foram lançados nas águas porto-segurenses como sinal de tomada completa do território brasileiro.

Em Cabrália, outras 500 pessoas já os aguardavam para o segundo momento do ato profético. A fim de estabelecer um memorial eterno de demarcação e posse de um novo Brasil, o Apóstolo Renê Terra Nova fincou uma estaca na primeira faixa de terrra brasileira avistada pelos portugueses. 

Contendo óleo de Jerusalém em sua parte interna e a profecia de um outro Brasil em 2008 e rendido aos pés do Senhor em 2010, a estaca foi fincada naquele local ao som de um clamor e de expressões de adoração dos cristãos apaixonados e ansiosos pelo mover de um Brasil diferente.

Pastores de vários estados e representantes da Comunidade Pataxó, dentre eles o Cacique Aruanã testemunharam e se aliaram ao Apóstolo Renê Terra Nova que selou o momento com a palavra de que todo ato profético lançado no mundo espiritual é seguido de um sinal no reino físico num prazo de 24 horas.

No dia seguinte, no púlpito do 9° Congresso de Resgate da Nação, o Apóstolo anunciou o fenômeno císmico que atingiu 5,2 graus na escala Richter e refletido em dezenas de cidades paulistas e em pelo menos quatro outros estados – Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. 

O abalo císmico ocorreu a 215 km de São Vicente-SP. A diferença entre o tremor de terça (22/04) e os que ocorrem comumente é de que ele teve uma proporção pouco comum para o território nacional. 

O decreto determinado pelo Apóstolo Terra Nova, debaixo dos céus proféticos do útero do Brasil, foi respaldado por Deus e anunciado aos quatro cantos da nação brasileira. Muitos desconhecem a causa do tremor, mas para os congressistas presentes no evento, apenas a resposta de um ato profético.

Pauta para toda a mídia nacional, o terremoto constituiu-se como emblema de um sinal que estabeleceu o “sim” de Deus para um Brasil que se moverá nos dons do Espírito e levará para todas as nações da Terra um avivamento sem precedentes em toda a história. A prova real e concreta de que nasceu em 2008 um novo Brasil.

(Fonte: site do MIR)

O comportamento desse “apóstolo”, seguido por esses “profetas”, mostra algo incomum entre o culto evangélico-cristão: elementos como DECRETO, ATO PROFÉTICO, ESCUNAS, ÓLEO, PÃO E VINHO DERRAMADOS NAS ÁGUAS, ÓLEO DE JERUSALÉM, ESTACA FINCADA NA PRIMEIRA FAIXA DE TERRA, PRAZO DE 24 HORAS PARA O EFEITO.

Esses elementos todos, juntos e misturados, demonstram terem sido emprestados não do cristianismo, mas das religiões afro-brasileiras, conhecidas como Candomblé, Umbanda, Quimbanda, e dos trabalhos polularmente apelidados de macumbas. 

Toda pessoa é livre para exercer sua religião de espiritismo, mistério, misticismo e feitiços. Mas trazer sincreticamente aquelas religiões e aqueles elementos para o ato de culto a Deus, para selar compromissos e pactos com Deus, fazer coisas similares aos trabalhos de macumba e consagrações para orixás, foi realmente estarrecedor.

Gerou então uma garimpagem pelo extenso mundo visual da internet, aliado às múltiplas informações recebidas de amigos, colegas, irmãos, amigos, e inimigos, através de contatos pessoais, através de correspondências, etc.

Limitar-nos-emos à comparação entre o culto do candomblé, da umbanda e da quimbanda, e a similaridade com esse movimento sincretista esparramado, que não apenas faz esses decretos, como desenvolve atividades de exploração espiritual, apelidado jocosamente de RETETÉ. “Vigília do reteté”, “fogo da unção do reteté”, “restauração espiritual”, etc.

IV – OS VÍDEOS

Todos os vídeos selecionados, sejam do Candomblé ou da Umbanda, ou neopentecostais, são de absoluto domínio público, postados em links no site YOUTUBE, à disposição de quem quiser assisti-los. Como esses vídeos não ficam muito tempo no ar, armazenamos seus arquivos em DVD e os numeramos, comentando-os à seguir:

1ª. Série

01 Gira de Umbanda

02 Gira Africano

03 Vigília da Obra de Restauração em Itaquara, Jacarepaguá

04 Vigília Igreja Pentecostal Paz com Deus em Bonsucesso

05 Vigília da Obra da Restauração em Santa Maria

Lista de links onde atualmente estão os vídeos que usei na palestra:
http://www.youtube.com/watch?v=dUnxR_K_uh4&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=7_I_FjxFI90&feature=related  http://www.youtube.com/watch?v=pAihnyApeTs&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=6AMg11mfqiY
http://www.youtube.com/watch?v=F_TJm6ebMSk&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=J9isEoF2VFA&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=D1rSrApukfQ&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=zI4F5N6YT1Y&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=6AKpolc8T54
http://br.youtube.com/watch?v=ShndmrYHvRc&feature=userhttp://br.youtube.com/watch?v=a3ramsCu5Ms&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=Kr3nUf4TMPg&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=3WBujEMWnp4&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=krBG_fdZw38&feature=related  http://br.youtube.com/watch?v=q3OaovjquVE&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=Ywrf17VIPCQ&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=YlZpyAAKiOI&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=Irke2HI1V9g&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=iO1bcCFUJZY&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=T93HhPU-8FU&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=sveevxvAQm4http://br.youtube.com/watch?v=HqysHJezAT4
http://br.youtube.com/watch?v=DrwDFSqE41Q&feature=relatedhttp://br.youtube.com/watch?v=kBM7UuLZWA8&feature=related

Comentários: 

Os vídeos 01 e 02 são cenas de rituais de Umbanda, não são brasileiros, mas seus rituais são similares aos realizados no Brasil.

Os vídeos 03,04 e 05 retratam as chamadas “vigílias do reteté”. Essas vigílias são conhecidas por serem realizadas geralmente às sextas-feiras, com início à meia-noite. São muito populares entre as camadas mais pobres e periféricas das grandes cidades. Geralmente acontecem sem qualquer limite de comportamento, e às vezes coisas estranhas são vistas, como fenômenos paranormais.

Se notarmos com cuidado, a prática do GIRA, que vemos na Umbanda, motivada por demônios e oferecidas a eles, é similar à prática do GIRA nas vigílias filmadas, onde irmãos emocionadamente e descontroladamente rodam, rodam, rodam, até caírem, ou até onde aguentarem.

Nota-se também que há mulheres com vestimentas similares às roupas da Umbanda, roupas que não são do uso contínuo, especiais, para o ritual do reteté. 

Perguntas para reflexão:

    1. Para que girar?
    1. Será que o Espírito Santo tornaria a pessoa possessa dEle, como se fosse um demônio possuindo miserável perdido?
    1. Não há como dominar esse fenômeno do rodopio?
    1. Por que os passos que os irmãos dão, juntamente com as irmãs, são similares aos da Umbanda, e também do Carnaval?
    1. Por que o cantor canta e faz voz de quem está a ser esganado?
    1. Onde está na Palavra de Deus que o Criador se manifesta girando os cultuantes?
    1. Que tipo de culto é esse, onde o povo canta, gira, grita e transpira sem parar?
    1. Não seria esse tipo de culto um entretenimento substitutivo aos bailes-funk, aos pagodes e ao próprio Candomblé? Seria isso o tipo de motivação para uma vigília e um culto?
    1. Se alguns ficam tomados “pelo Espírito” e se esse espírito não é Deus, quem seria? Um espírito de anjo? Um demônio?

2ª. Série 

06 Gira de Umbanda – Festa da Coroa de Mãe Jandira

07 Culto na Assembléia de Deus em Santa Cruz

08 Vigília do Reteté na Assembléia de Deus

09 Apóstolo Carlos Ribas – Avivamento na Bahia

Perguntas para reflexão:

    1. Por que o salão de cultos tem um guerreiro com espada na mão, pintado na parede?
    1. Por que o cantor está vestido de Pai-de-Santo ou de enfermeiro?
    1. Por que as pessoas giram como se estivessem em transe, sentindo choques e calafrios, e com movimentos idênticos ao da Umbanda?
    1. Por que a vigília do reteté parece uma gira de umbanda, e bem malfeita? Por que aquelas mulheres fazem postura como se estivessem a receber os mesmos espíritos da umbanda?
    1. Por que o Apóstolo Ribas grita tanto? Por que aquelas mulheres estão em histeria? Por que o povo que chacoalha e se contorce, e cai, é considerado “reavivado”, sendo que, no terreiro seria considerado possuído pelo “santo”, e na Bíblia seria considerado endemoninhado? Por que o povo cultiva a loucura generalizada no auditório?
    1. Por que o Apóstolo tem prazer em ir e sugestionar às pessoas que elas devem cair para se levantar espiritualmente? Onde está isso na Bíblia?
    1. Por que esses cultos são tão sincréticos, cheios de espiritismo, rituais, emocionalismo e desajuste emocional?

3ª. Série

10 Umbanda – Umoloco

11 Batismo no Candomblé

12 Série de cenas chocantes, de gente “possuída pelo Espírito Santo”, a manifestar a “unção de animais”, “unção da alegria/unção do riso/nova unção”, “unção da striptease”.

13 Campanha Pega no Tapete de Fogo de Quintino

14 continuação da Campanha Pega no Tapete de Fogo de Quintino

15 idem

Perguntas para reflexão:

    1. Por que o rapaz cai descontrolado, imitando um macaco, e o pastor, ao invés de providenciar socorro, ou expulsar o demônio, realimenta o gracejo e o povo faz dele um palhaço, e ainda consideram tudo como “unção do Espírito Santo”?
    1. Por que o Espírito Santo levaria as pessoas à demência, como aconteceu com esse rapaz?
    1. Por que aquela mulher tira a roupa e grita como uma possuída de espírito imundo ou age pior do que um espírito de Umbanda ou de Candomblé?
    1. Por que a vigília se chama Pegar no Tapete de Fogo? Teria Deus inventado um tapete mágico? Seria um espírito isso?
    1. Por que as pessoas estão vestidas com roupas como um ritual de Candomblé, e rodopiam como no Candomblé?
    1. Por que a mulher grita até perder o fôlego?
    1. Por que as pessoas caem e não são libertadas, mas conduzidas a acalentar essas emoções e espíritos?
    1. Por que uma mulher, no penúltimo vídeo, dança a dança dos orixás?
    1. Por que se tem a impressão de que tornou-se na mesma coisa, uma cerimônia afro-espírita? Por que a letra da música é tão ridícula e sem qualquer significado para ninguém?
    1. Não seria tudo isso uma imitação muito mal feita do batismo do Candomblé?

V – O QUE DIZ A BÍBLIA

Tudo o que vimos foi o resultado do sincretismo religioso, isto é, da mistura entre o sacro e o profano, entre o cristão e o pagão. O fenômeno não é novo, mas o formato e a linguagem sim.

O fenômeno foi combatido por séculos, mediante profetas que instavam com Jerusalém e com Samaria, para que não se misturassem com as nações que o Senhor desarraigava de diante deles. Eles deveriam destruir tudo, e sequer mencionar os seus deuses, não aprender a sua cultura, nem vivenciar a comunhão e intercâmbio de elementos.

Israel falhou. Samaria, a capital do Reino do Norte, foi sitiada e o país desapareceu. Jerusalém falhou. Foi cativa para a Babilônia, voltou para a Palestina e novamente foi destruída. 

A Igreja é chamada de Geração Eleita, Israel de Deus, Povo de Propriedade Exclusiva de Deus. A Igreja é o povo que Deus escolheu. E, nessa escolha, escolheu também a sua conduta diante do mundo e do sincretismo religioso:

    1. Deus não é cultuado através de rituais, em locais geográficos ou pela beleza estética. Deus só aceita um culto que seja feito “em espírito e em verdade” (“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”, João 4.23-24). Note que Jesus diz: É NECESSÁRIO (importa). Não é necessária roupa especial. Não são necessários adornos. Não precisa de coreografias e rodopios. Esses rituais são pagãos. A adoração do Pai deve ser espiritual, no íntimo, sem giras ou celebrações delirantes. (“Mas faça-se tudo decentemente e com ordem”, I Coríntios 14.40).
    1. Deus é santo e importa que os seus adoradores também sejam santos, isto é, separados do mundo (do presente século, do pensamento dominante e do culto sincrético-cultural do lugar). Diz a Palavra: “porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo.” (I Pedro 1.16). Também diz:”E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”, Romanos 12.2. Afirmou Deus a Israel algo que plenamente se aplica à Igreja: ” Sucederá, porém, que, se de qualquer maneira te esqueceres de Senhor teu Deus, e se seguires após outros deuses, e os servires, e te encurvares perante eles, testifico hoje contra ti que certamente perecerás. Como as nações que o Senhor vem destruindo diante de vós, assim vós perecereis, por não quererdes ouvir a voz do Senhor vosso Deus.” (Deuteronômio 8.19-20)
    1. Fomos chamados para salgar, não para sermos salgados; iluminar, e não sermos iluminados; conduzir, e não sermos conduzidos; influenciar, e não sermos influenciados. Assim, ao invés de tomar a forma do mundo e cultuar como as religiões pagãs, deveríamos seguir o ensino da Palavra de Deus e cultuar a Deus sem essas magias, feitiçarias e macumbarias.
    1. O culto a Deus é composto de proclamação da palavra, explicação da mesma, louvores ao Senhor, orações e intercessões e comunhão. Não há lugar para palhaçada e feitiçaria na igreja. Atos como esses não passam de sensualidade e libertinagem, vasão à carne e oportunidade ao pecado, criancice espiritual e brechas para Satanás agir e roubar a atenção, mal testemunho e confusão.
    1. E não andeis nos costumes das nações que eu expulso de diante de vós, porque fizeram todas estas coisas; portanto fui enfadado deles. (Lv 20:23)
    1. Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos? (1Co 14:23)
    1. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. (Gl 5:22)
    1. Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. (1Co 14:26)
    1. E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. (Ap 13:13)
    1. Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria. (Tg 3:13)
    1. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. (Cl 3:16)
    1. Porém Nadabe e Abiú morreram quando trouxeram fogo estranho perante o Senhor. (Nm 26:61)

CONCLUSÃO

As práticas sincréticas dos neopentecostais, esparramadas pelas diversas denominações cristãs, motivadoras de decretos com implantação e distribuição de objetos e líquidos, a celebração de rituais similares aos das religiões pagãs de quaisquer espécies, as manifestações de possessão espiritual, os descontroles emocionais e a exploração desse misticismo por parte dos cultuantes se chama PECADO, é abominação ao Senhor e deve ser não apenas banido de cultos cristãos, como abominado pela nossa consciência e inteligência.

Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem (1Tm 4:16)

Wagner Antonio de Araújo

OBSERVAÇÕES

Não há tempo hábil, numa palestra e num culto, para o desenvolvimento de tema tão amplo e tão profundo. Sugiro aos que leem e veem essa palestra, que procurem aprofundar-se e contribuir para o enriquecimento dos esclarecimentos e que alertem as suas comunidades, para que não vivam sendo presas do Maligno.

Enquanto preparava essa conferência, Satanás se opôs o quanto pôde, buscando-me dissuadir de terminá-la. Recebi um sem-número de e-mails, de pessoas a criticarem a minha atitude, isto é, procurando desmoralizar a minha iniciativa, afirmando que eu estava a trabalhar para Satanás. Pessoas das mais diversas procedências ofenderam-me na minha moral e agrediram-me publicamente. A internet que uso, (AJATO), em dois anos de funcionamento, nunca me dera problema, mas, quando precisei das comunicações finais hoje, para pesquisa e complementação, ela simplesmente parou, e a justificativa no atendimento público era: “decidimos fazer a manutenção no seu bairro até às 20 horas”.

Às cinco horas da manhã, depois de passar toda a madrugada a trabalhar no texto e nos vídeos (e há uma seqüência de outros quatro, que não consegui desenvolver o comentário), TODOS OS AZULEJOS da cozinha da minha casa começaram a estralar, ameaçando sair da parede com força e violência. Não estranharia o fato deles caírem, pois são antigos, mas por que TODOS fizeram um barulho generalizado por meia hora, ameaçando cair, e NENHUM caiu, e agora estão todos normais? 

Não tenho dúvidas. Satanás está sendo desmascarado, e não ignoro os seus ardis. Seu propósito foi impedir a realização desta palestra. Assim, se você estiver lendo esse texto, é porque a palestra aconteceu e Cristo Jesus me protegeu, e o Espírito Santo deu poder de resistência.

A Deus seja toda a honra, toda a glória, toda a sabedoria, todo o louvor, desde agora e para todo o sempre.

Amém.

 http://opbcb.org/abaclass/tag/pastor-wagner-antonio-de-araujo/
Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional.OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 

uncao_riso

A UNÇÃO DO RISO

apologética uncao_risoA UNÇÃO DO RISO

(Esboço baseado no livro El avivamiento de la risa. Caos teológico en la iglesia contemporáneade Jorge Erdely. Cidade do México: MBR, 1996O texto integral pode ser lido aqui)

I -INTRODUÇÃO

     Atualmente há em todo o planeta distintos “avivamentos”. Um dos mais notórios é o das religiões orientais, particularmente do hinduísmo. O mundo ocidental está vendo nestes últimos dias uma invasão de gurus, lamas tibetanos, mestres iluminados, e uma infinidade de técnicas de meditação, yoga e cursos para alcançar “graus elevados de consciência”.

     Em meio a tudo isto temos uma ala do movimento carismático (também chamado de neopentecostal) que decidiu ter sua própria versão comercial do misticismo oriental para não ficar atrás na conquista das massas. Este novo fenômeno religioso se chama “O Avivamento do Riso”, “A Unção do Riso”, “A Bebedeira Espiritual”, “A Bênção deIsaque” e “A Bênção de Toronto”.

 Devem ser bem poucos os cristãos que no Brasil a esta altura ainda não ouviram falar da “Experiência de Toronto”. Até o programa Fantástico, da Rede Globo, apresentou reportagem especial sobre a “Bênção de Toronto”. Uma onda de manifestações físicas, incluindo prostrações, estremeções e especialmente riso tem assolado, e ainda assola, as igrejas em várias partes do mundo.

II – O FENÔMENO DE TORONTO E SUAS RAÍZES

A. A expressão:

O nome “Benção de Toronto”, ou “Unção do Riso”, como prefiro chamá-la, tem sido aplicado a estes fenômenos porque a mais importante erupção destas manifestações ocorreu na Igreja Vineyard do Aeroporto de Toronto. Na verdade, não há nada que seja novo nestes fenômenos.

B. Suas Raízes:

Rodney Howard-Browne, segundo todos os estudos que existem a respeito do fenômeno, a figura mais respeitada atrás do controvertido fenômeno. Ele é considerado o “bartender (garçom de bar) de Deus”.

C. Principais Promotores

Nos Estados Unidos a maioria dos pregadores da prosperidade, como por exemplo Oral e Richard Roberts, PatRobertson, Paul Crouch, Kenneth Copeland, Francis e Charles Hunter, Benny Hinn. Temos ainda na InglaterraColin Day (que já esteve várias vezes no Brasil), Breed Flooker (que também já esteve no Brasil). São muitos os pregadores no Brasil que foram influenciados por esta nova onda, a ponto de hoje termos várias empresas de turismo fazendo vôos turísticos para Toronto levando vários pastores brasileiros para visitar a Igreja Vineyarddo Aeroporto de Toronto.

III – DIVINO OU DEMONÍACO?

     A comunidade evangélica em todo mundo está dividida a este respeito. Uns consideram esta experiência um sinal divino ainda que reconheçam que não tem respaldo bíblico, nem na história do cristianismo. Outros embora a considerem demoníaco, reconhecem que algo acontece (algo sobrenatural), porém, descartam totalmente a possibilidade que seja de origem do Espírito Santo; mas que se trata, creem, de algo parecido com uma manifestação de terreiro de candomblé, umbanda ou até um transe como acontece nas reuniões dos gurus da Nova Era. Veja I Co 14:29; I Ts 5:21; I Jo 4:1ss.

 IV – BEM VINDOS AO CIRCO DA ALEGRIA

     Os cultos promovidos pelos pregadores são de aparência igual a qualquer culto numa igreja carismática ou pentecostal. Muito louvor e na hora da mensagem começam a falar que algo novo vai acontecer na vida das pessoas que ali estão, e que elas serão cheias de alegria naquela noite. Em meio às pregações começam a ouvir aqui ou ali pessoas rindo de uma forma incontrolável, algumas pessoas começam a dar gargalhadas a ponto de caírem no chão, incontroláveis.

     A chamada Igreja Vineyard do Aeroporto de Toronto é uma comunidade carismática que enfatiza as experiências místicas mais do que a Palavra de Deus e os valores cristãos objetivos. Eles têm sido um dos centros de atenção mundial ao que o “Avivamnento do Riso” se refere. O que acontece nos cultos do pastor Randy Clark é bastante similar ao que acontece em todo mundo, apesar de existirem traços distintivos. Além das gargalhadas, os participantes emitem sons de vários animais como “prova” de estarem possuídos por Deus. Mulheres rugem como leoas, homens bufam como touros, e uivam como lobos, gritam como aves. Em muitos destes cultos há uma participação muito grande de padres e freiras católicas que também recebem esse “poder”.

V – NEGANDO A BÍBLIA, A HISTÓRIA E A RAZÃO

     É quase impossível que pessoas razoáveis e em são juízo se deixem levar por este fenômeno. Ainda que seja normal o fato do ser humano rir ao ouvir algo engraçado, se uma pessoa o fizer sem causa alguma isso muitas vezes pode ser considerado como um sintoma de demência. Ainda mais se isto acontece por um período prolongado. Minha experiência ao visitar vários manicômios e hospitais psiquiátricos, é que a maioria dos seus internos chegou ali com estes sintomas.

VI – TORCENDO OS FATOS

     Se é praticamente impossível que uma pessoa em sua sã consciência participe do Avivamento do Riso, o mesmo podemos dizer de qualquer cristão que conhece a Palavra de Deus e a história dos avivamentos cristãos. Sinceramente, o fenômeno da “Gargalhada Santa” não tem precedente algum, nem na Bíblia nem na História. Não só isso: é totalmente contrário e incompatível com os princípios que ensinou nosso Senhor Jesus Cristo. Convencê-los do erro é outro assunto.

VII – OS FENÔMENOS DOS AVIVAMENTOS HISTÓRICOS

     Os defensores dos fenômenos atuais astutamente lembram aos seus leitores que ocorreram fenômenos extraordinários nos avivamentos históricos. Isso é verdade; no entanto, o mais estranho é que nenhum historiador de religião ou erudito de avivamento o tenha percebido em centenas de anos. Uma leitura atenta das evidências mostra que esses fenômenos eram significativamente diferentes do que se vê hoje no movimento do “riso”.

A. América do Norte

O nome que estão procurando associar hoje, na tentativa de defender o que está acontecendo, é JonathanEdwards.  

B. As Ilhas Britânicas

Um quadro similar emerge aqui, pois nos avivamentos todos os tipos de fenômenos se manifestaram. Todavia, mais uma vez, os líderes dos avivamentos geralmente procuravam distinguir a obra de Deus da de Satanás, e desencorajar ou proibir as manifestações que pareciam se originar em Satanás.

VIII – FENÔMENOS ACONTECENDO EM OUTRAS RELIGIÕES

     O problema da unção do riso tem afetado não apenas o meio evangélico, mas também a outros movimentos religiosos, como por exemplo: Hinduísmo, Meditação Transcendental, seitas da Nova Era, etc. O fenômeno também é usado em técnicas de hipnose. 

IX – REFUTAÇÃO BÍBLICA

Os que favorecem a “Experiência de Toronto” freqüentemente citam certos textos ou incidentes bíblicos em apoio à sua causa. (Salmo 23:2)

A. Velho Testamento

  1.       Abraão caiu num sono profundo (Gn 15:12)
  2.       Saulo (I Sm 19)
  3.       II Cr 5:13,14
  4.       Daniel caiu amedrontado com o rosto em terra (Dn 8:17) 

B. Novo Testamento

  1.       Caiam em adoração (Mt 2:11) ou para rogar-lhe socorro (Mc 1:40)
  2.       Caiam de medo (Mt 17:6; Mt 28:4)
  3.       A experiência de Pedro (At 10:10)
  4.       A experiência de João (Ap 1:7) 

X – O PERIGO DO ENGANO

     Um dos mais sérios perigos que defrontam o avivamento é a incapacidade demonstrada por líderes e liderados de discernir entre a obra de Deus nas almas dos homens e a obra do diabo no contra-avivamento.  

A. A Necessidade de Discernimento

Há pelo menos meia dúzia de passagens no Novo Testamento que falam da astúcia e das manhas do maligno. (II Co 11:13, 14 e Ef 6:11).

 B. O Mandado para Julgar
Não se deve confundir realidade com legitimidade. Numa época de experiências religiosas sem conteúdo, a atração exercida por fenômenos espirituais poderosos é muito maior do que a da sua legitimidade.

XI – DISCERNIMENTO E MENTE SÃ
     Um dos aspectos mais estarrecedores dos pregadores é a seguinte exortação: “Não tente usar a sua mente para entender isto. Apenas o receba”. Isso é completamente contrário ao ensino do Novo Testamento. O apóstolo Pedro, ao instar com seus leitores, e conosco, a que nos preparemos para servir a Deus, escreve: “Cingi os lombos do vosso entendimento” (I Pe 1:13 (RA), cf. 4:7; 5:8).

 XII – CONCLUSÃO: CRISES E VALORES TEOLÓGICOS EM CAOS
     A existência e popularidade do fenômeno conhecido como Avivamento do Riso deve preocupar qualquer pessoa sensata, mesmo que seja remota a possibilidade de que se deixe enganar por ele. Deve ser motivo de reflexão tanto para o pastor como para as ovelhas ver milhões de pessoas caindo na gargalhada santa ou latindo como cachorros, rugindo como animais e agindo como verdadeiros beberrões num show onde usam o nome de Deus. Infelizmente muitas pessoas deixam sua razão em troca de experiências místicas que as levam a um profundo caos teológico e intelectual; essas mesmas pessoas podem levar vidas aparentemente normais fora desses cultos religiosos.

     O perigo não tem limite e legitima a pergunta: Uma vez que uma seita pode induzir seus seguidores a praticarem o suicídio coletivo (como aconteceu recentemente com 39 pessoas nos Estados Unidos), ou outras vezes induzir seus seguidores a entregarem grande quantia de dinheiro, a latir, a babar como um louco sem motivo algum, o que acontecerá depois? Qual será a próxima experiência que nos oferecerão? Já que têm sido removidos os limites de sã teologia e do sentido comum, a resposta é: Qualquer coisa. Nós estamos à mercê disto e outros mil tipos distintos de gurus carismáticos sem escrúpulos que têm acesso direto a consciência de seus seguidores.

     Jim Jones, em Guiana, Mangayonon Butog, nas Filipinas, Park Soon Ja, na Coréia do Sul, David Koresh, em Texas,Luc Jouret, em Cantão de Friburgo e Marshall Appelewhite, no Rancho Santa Fé sobreenfatizaram as experiências subjetivas, anularam a razão dos seus respectivos adeptos e logo sobreveio a tragédia. Com o movimento Avivamento do Riso, as portas estão abertas a todo tipo de abuso.

     Haverá no século XXI uma religião mundial única que imponha as experiências subjetivas sobre a razão, a sã teologia e a verdade objetiva? Será substituído o cristianismo por técnicas metafísicas da Nova Era para induzir a estados alterados de consciência? Continuará enfatizando estranhas revelações em vez da Palavra de Deus? Continuará a presente tendência a utilizar a religiosidade como simples escalão para obter prazer através das experiências esotéricas? Seremos perseguidos pelos poderosos impérios desses gurus ao negarmos a reconhecer as tais experiências como divinas? A resposta é clara a todos aqueles que ainda têm raciocínio, famílias, e valores cristãos a defender. Façamos algo para impedi-lo. Promovamos ativamente o genuíno cristianismo, o estudo sério da Bíblia e denunciemos claramente os perigos e erros das falsas doutrinas e experiências.

Copyright © 2006 Agência de Informações Religiosas

Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional.OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 


uncao_4_seres

A UNÇÃO DOS QUATRO SERES

apologética uncao_4_seresA UNÇÃO DOS QUATRO SERES

 Imagine uma igreja onde um grita histericamente, o outro pula desordenadamente, outro rodopia, alguns imitam animais e outros “falam em línguas” o mais alto que podem em clara desobediência a Bíblia. Isto é ou não é confusão (ICo 14.33)? Pois isso é o famoso movimento herético da “adoração extravagante” (e bota extravagante nisto!) que tem trazido a cena a tal “unção dos quatro seres” que por si só já escandaliza crentes e incrédulos.

   Confesso que nestes meus 28 anos de caminhada cristã, presenciando tantas “bizarrices” e “esquisitices” tais como unção do riso; unção apostólica; crentes de 2ª classe; troca de anjo da guarda; arrebatamento ao 3º céu seguido por “novas revelações”; festa dos sinais; baladas gospel; sal grosso para espantar mal olhado; maldições hereditárias; encostos; óleo ungido; sessões do descarrego; ministrar louvores de costas; pulseiras proféticas; Levitas (este já cumpriu sua função e foi substituído pelo ministério de Cristo Hb 7:5-28); caçadores de deus (misericórdia!!); etc., achava que nada mais me surpreenderia, no entanto, sou obrigado a admitir que fiquei enojado quando me deparei com este mais novo tipo de “unção”.

Esta tal “unção” é a mais nova moda entre a juventude “evangélica” brasileira, mas o que isso seria exatamente?

   Felizmente meu curso no CETEO é de teologia mas receio que deveria ter cursado “zoologia” a fim de entender esta nova bizarrice. Em primeiro lugar, o termo “unção dos quatros seres” não aparece em nenhum lugar das Escrituras e em toda a historia do cristianismo não existe qualquer referência a tal unção. Baseando-se em Ap 4.7, que descreve quatro seres viventes, um semelhante ao leão, outro semelhante a águia, outro semelhante ao novilho e outro semelhante ao homem, os adeptos desta “zooteologia” herética acreditam que pessoas – em um estado completamente alterado de consciência – recebem a tal “unção dos seres viventes” e começam a imitar os bichos descritos, rugindo e andando de gatinho como um leão, batendo os braços como se fosse uma águia, imitando um novilho, ou, o que supostamente teria a “unção do homem”, chorando descontroladamente. Não há nenhuma referencia Bíblica que algum servo de Deus tenha recebido tal “unção” e, além do mais, a Bíblia informa que os seres dizem: Santo, Santo, Santo, em vez de rugir, chorar, andar de quatro ou coisa parecida. Nem no Antigo Testamento, nem no Novo, nem na Igreja Primitiva e nem na Igreja da Reforma houve manifestações de pessoas recebendo a tal “unção”. Não vejo na Bíblia ninguém “ungido” imitando animais. O que vejo é algo que beira o inverso disto.

   Vejo uma jumenta falando (cf. Nm 22.28), mas não vejo nenhum personagem bíblico “ungido” zurrando feito um jumento – apesar de já ter presenciado um monte de “jumento” falando asneiras pelos púlpitos, rádios e TVs deste Brasil afora. Aliás, o único fato que conheço de alguém que se tornou tal qual um animal foi Nabucodonosor, mas foi devido a um castigo – e não a uma “unção” de Deus. A “imitação” imposta a ele foi tão perfeita que acabou comendo capim no relento como um boi, durante sete tempos (cf. Dn 4.31-34).

   Não preciso ser nenhum mestre para saber que esta tal “unção” é uma falácia doutrinária. Alguns ainda têm a “cara de pau” de tentar respaldar na Bíblia esta atrocidade. Onde encontramos a palavra “unção” no texto de Ap 4.7 e quando foi que Jesus ou os Apóstolos ensinaram que receberíamos essa tal “unção dos quatro seres”? Para começo de conversa, quem disse que os quatro seres eram respectivamente leão, novilho, homem, águia? Será que os adeptos desta heresia estão tão cegos que não conseguem nem mais ler direito? O texto diz “semelhante” ao leão, semelhante ao novilho, semelhante ao homem e semelhante à águia. Qualquer pessoa pode ver que se trata de uma visão e não de uma unção, mas a “escola de interpretação alegórica” permite aos tais dar ao texto o sentido que sirva a seus interesses megalomaníacos. Não vejo o menor propósito em sair andando de quatro como um leão, saltitando como um bezerro, batendo os braços imitando uma águia ou chorando descontroladamente como um tolo. Aliás, a águia está voando e eu queria vê-los sair voando por ai. João, simplesmente por não conseguir identificar o que eram aqueles seres, comparou-os a elementos terrenos, apenas isso!

   O Pastor Derek Prince em seu livro “Proteção contra o Engano” falando sobre esse assunto, cita manifestações que presenciou em cultos pagãos na África, onde as pessoas em transe recebiam “espíritos de animais” e começavam a agir como tais, rugindo como leão, dando cabeçadas em arvores igual aos elefantes e por ai vai. Não é preciso ir tão longe para presenciar esse tipo de coisa. Em terreiros de cultos afro-brasileiros também são comuns esses tipos de manifestações.

   A verdade é que esta prática carece totalmente de apoio bíblico. Não há em toda a Bíblia uma única menção a tal “unção” ou “adoração extravagante”. Ela é, na verdade, fruto da mente fértil de alguns líderes ávidos por notoriedade e dinheiro. Isso não é coisa de Deus e sim dos que a si mesmo se intitulam apóstolos, paipóstolos e sei lá mais o que! É incrível a capacidade inventiva destas pessoas. São ondas e mais ondas de novidades e quando pensamos que a capacidade criativa deles chegou ao fim, eis que surge uma outra novidade! De minha parte me contento com o louvor bíblico que nos manda adorar a Deus em Espírito e em verdade! (Jo 4.23,24)

Falsos mestres que têm propagado este besteirol nas igrejas

A Bíblia nos alerta sobre o surgimento de falsos mestres, com sinais e prodígios de mentira que enganariam, se possível, até os escolhidos (Mc 13.22). Entre muitos, gostaria de citar aqui, pela ligação com o nosso assunto e a notoriedade na mídia, dois destes falsos profetas:

1. Davi Silva (Ministério Casa de Davi)

A herética “unção dos quatro seres” foi divulgada por Davi Silva e pela “equipe de louvor” Casa se Davi (um dos integrantes é Mike Shea, famoso por ministrar louvores de costas) que inclusive compôs a música “a unção dos quatro seres” a qual incentiva os incautos a “adorar a deus” como os animais em questão. Este “ministério” é famoso pela música “digno é o cordeiro” – onde muitos desavisados cantam a todo pulmão “anjos e querubins estão no seu trono”. Isto é totalmente antibíblico e satânico! Apenas um querubim quis estar no trono de Deus: foi Lúcifer (Is 14.13-15). Aliás, a ênfase dada por estes falsos profetas aos seres angelicais chega ao extremo da idiotice. Eles afirmam que anjos tocam bateria, além de cutucar os pregadores impedindo-os de conduzir o culto com racionalidade (interessante notar que a Bíblia ensina que devemos prestar um culto racional a Deus, cf. Rm 12.1). Em uma conferência realizada por este “ministério”, uma pessoa ficou rindo durante pelo menos 30 minutos no chão pois disse que um anjo fazia cócegas nela. Isto seria cômico se não fosse trágico! Além da “unção dos quatro seres”, esse ministério prega uma igreja judaizante, uso de pulseiras proféticas (parecidas com as usadas no candomblé), atos proféticos e muitas outras modas heréticas e bizarras.

2. Ana Paula Valadão (Diante do Trono – Igreja “Batista”(?!) da Lagoinha)

O famoso grupo “Diante do Trono” [até hoje me pergunto de qual trono?] através da sua protagonista, a Ana Paula Valadão – que se diz “batista” mas não é -, nos proporcionou uma das cenas mais ridículas da qual tive a infeliz oportunidade de ver. Num show a cantora em questão ficou andando de quatro no palco como “um leão”, enquanto outros agiam e rolavam como bichos. O mais inacreditável é que ela ainda quis justificar seus atos citando textos do Antigo Testamento e cometendo os mais absurdos erros de hermenêutica! Senão bastasse isto, a tal “pastora” (outra heresia) Ana Paula presenteou seu pai com um leão esculpido em madeira, simbolizando a “unção” que ela recebeu. Veja o que ela declarou em seu blog pessoal: “Mamãe chorou tanto! Eu disse que ela e o papai são os leões grandes, e que nós somos os filhotes – pois compramos um leão pequeno para a nossa casa! É lindo! Forte! Ministra só de olhar!” Que absurdo é este? Isto é idolatria (cf. Ex 20.4)! Aos fãs e discípulos desta “pastora” cabem os dizeres de Ap 2:20: “Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria“.

 Não devemos tolerar falsos profetas em nosso meio ensinado heresias. Vamos banir de nossa igreja todos os modismos heréticos que estão invadindo as igrejas e provocando alienações e apostasias.

Confesso que não sei aonde vamos parar. Ao ler e ver aberrações como as narradas acima, sinto-me profundamente desanimado com os rumos da igreja brasileira.

Esta tal “unção” não passa de mais uma invencionice de quem quer manter preso a si as mentes incautas e totalmente desprovidas do menor senso crítico. Estas pessoas são como os meninos, citados por Paulo, que são levados de um lado para o outro por todo vento de doutrina (Ef 4:14). Para onde o vento do modismo gospel soprar, lá vão eles sem ao menos questionarem! E neste zoológico gospel lá estão eles, caçando deus, andando de 4, batendo os braços e saltitando como bezerros.

São assim por serem analfabetos de Bíblia e adoradores do extraordinário. Cultuam as “maravilhas” e por isso não se contentam com o modelo bíblico de adoração. Precisam estar sempre inventando uma novidade para massagear seus próprios egos e lhes dar destaque entre os incautos que gostam de tais “manifestações” esdrúxulas. Tais manifestações não têm nada a ver com o Espírito Santo de Deus. Ao invés de enaltecer o Evangelho de Cristo, tais atitudes tem servido para ridicularizá-lo. Devemos adorar a Deus da forma que Ele quer e exige e não do modo que queremos ou achamos que é o correto!

O que me chama a atenção é que a igreja evangélica brasileira diante de tanta tolice ainda advoga a causa de que estamos vivendo momentos de um genuíno avivamento. Eu lhe pergunto: Que avivamento é esse, que não produz frutos de arrependimento? Que avivamento é esse que não muda o comportamento do crente? Que avivamento é esse que não converte o coração do marido a esposa e vice-versa? Que avivamento é esse que rasga a relação entre pais e filhos? Que avivamento é esse que relativiza a ética? Faltam-nos lágrimas, choro e arrependimento diante de tantas aberrações. Falta-nos decência, leitura da Bíblia e compromisso com o Deus da Palavra e a Palavra de Deus! O culto deve ser uma solenidade racional para louvar a Deus, e não um entretenimento puramente emocional para satisfação pessoal.

Quanta bobagem, quanto besteirol sem nenhum respaldo Bíblico ou Histórico! Aquele que ensina ou faz uso de práticas que a Bíblia não ordenou é mentiroso, e como tal é filho do Diabo! Que Pastores, lideres e membros estejam vigilantes, para que ventos de doutrinas não invadam suas igrejas, causando divisão e confusão em seu meio. Fica aqui um alerta: Antes de convidar alguém para pregar ou cantar em suas igrejas, acampamentos, retiros etc., procure se informar bem sobre a linha doutrinária seguida por essa pessoa, para evitar futuros problemas. A Igreja de Cristo não deve aceitar nada que não esteja respaldado na Bíblia!

E antes que alguém venha me atacar dizendo que não posso julgar, já vou dizendo que não só posso como devo. O julgamento que a Bíblia proíbe é o julgamento temerário (sem fundamento, sem base). Os bereanos julgaram as pregações do apóstolo Paulo e, em lugar de serem criticados por isso, foram chamados de nobres (cf. At 17.11). João, o apóstolo do amor, nos diz: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus” (1 Jo 4.1). Paulo também nos exorta: “julgai todas as coisas, retende o que é bom;” (1 Ts 5.21).

Louvor extravagante? Caçadores de deus? Anjos e querubins no trono de Deus? Levitas? Unção dos quatro seres? Eu estou fora! Estou satisfeito com o dom das Escrituras que me dão instrução abundante para tudo que eu preciso saber!

(DAJ – compilado)

Fonte:http://obereano.blogspot.com/2008/08/uno-dos-quatro-seres-que-misria-essa.html

UNÇÃO DOS QUATRO SERES A LUZ DA BÍBLIA

uncao_4_seres

Introdução

Está se tornando cada vez mais comum entre a juventude evangélica brasileira se falar na tal “unção dos quatro seres”. O que isso seria exatamente? Baseando-se em Ap.4:6-8 que descreve quatro seres viventes, um semelhante ao leão, outro semelhante a águia, outro semelhante ao novilho e outro semelhante ao homem, alguns ministérios estão tolerando e incentivando que pessoas em estados alterados de consciência imitem os seres descritos. Um ruge como leão, outro bate os braços como se fosse uma águia, outro imita um novilho, e o que supostamente teria a “unção do homem” começa a chorar.

Em primeiro lugar o termo “unção dos quatros seres” não aparece em nenhum lugar das Escrituras. Em toda a historia do cristianismo, não existe qualquer referência à referida unção. Além do mais, os seres dizem: Santo, Santo, Santo, em vez de rugir, chorar ou coisa parecida.
O Pastor Derek Prince em seu livro “Proteção contra o Engano” falando sobre esse assunto, cita manifestações que presenciou em cultos pagãos na África, onde as pessoas em transe recebiam “espíritos de animais” e começavam a agir como tais, rugindo como leão, dando cabeçadas em arvores igual aos elefantes e por ai vai. Não é preciso ir tão longe para presenciar esse tipo de coisa. Em terreiros de cultos afro-brasileiros também são comuns esse tipo de manifestações. Quem tem experiência em lidar com pessoas possessas sabe que não é raro os demônios manifestados agirem como animais.

Falsos Mestres na Igreja

A Bíblia nos alerta sobre o surgimento de apóstatas, falsos mestres, falsos profetas, sinais e prodígios da mentira que enganariam até os escolhidos.

Mateus 7:15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.
Mateus 24:11 E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.
Marcos 13:22 Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.
2 Pedro 2:1 E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
1 João 4:1 Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.

É natural que alguém questione: “Como seria possível alguém que começou seu ministério fazendo a obra de Deus se torne um falso profeta propagador de heresias?”
A Bíblia predisse que isso aconteceria:
1 Timóteo 4:1 Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios

Aqui o verbo grego traduzido como apostatar, é afisthmi (aphistemi) que significa literalmente: abandonar, deixar, afastar-se. Portanto, o texto se refere a pessoas que estão na verdadeira fé e se afastam dela, sendo seduzidos por ensinos demoníacos. Portanto não é nenhum absurdo pensar que certos ministérios que começaram bem, tenham sido seduzidos por heresias perniciosas.
Jesus disse que os falsos profetas operariam sinais e prodígios, por tanto o fato de alguém operar milagres não indica aprovação divina. Deus é soberano, o fato de Deus curar alguém durante a pregação de um divulgador de heresias não prova que ele está compactuando com as mentiras que estão sendo pregadas ou com a extorsão financeira feita por certos pregadores. Jesus disse que muitos operariam sinais em seu nome mais ele lhes dirá abertamente que nunca os conheceu.

Quando o culto se torna um “surto”.

1 Coríntios 14:33 Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.

Imaginem uma igreja onde um grita histericamente, o outro pula desordenadamente, outro rodopia, alguns imitam animais, outros falam em línguas o mais alto que podem em clara desobediência a 1 Coríntios 14:28. Isso é ou não é confusão? Pois isso é o famoso movimento de adoração extravagante que tem trazido a cena a tal “unção dos quatro seres” que por si só escandaliza crentes e incrédulos.
Como desculpa para justificar práticas estranhas nas Escrituras gostam de citar

Isaías 43:19 Eis que farei uma coisa nova, e, agora, sairá à luz; porventura, não a sabereis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.

Texto sem contexto é pretexto! Essa passagem é escatológica e se refere ao Milênio e não a manifestações na igreja. Um vez alguém disse que Deus iria escandalizar a Igreja nesses dias. Referindo-se a certas manifestações. Mas que utilidade teria para Deus, escandalizar seu povo? A Bíblia diz:

Mateus 13:41 Mandará o Filho do Homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo e os que cometem iniquidade.
1Coríntios 10:32 Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.
2 Coríntios 6:3 não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado

Por tanto carece de bases Bíblicas essa tal “unção dos quatro seres”, a qual tem trazido confusão assim como outras praticas semelhantes. Lembremos da advertência de Jesus a igreja de Tiatira.

Apocalipse 2:20 Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.

Não devemos tolerar falsos profetas em nosso meio ensinado heresias. Vamos banir de nosso meio, modismos heréticos, que estão invadindo as igrejas e provocando alienação e apostasia.

 

Extraído do site do Centro Apologético Cristão de Pesquisa

 

Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional.OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 

sangue no altar7

A última moda da Universal é fazer sacrifício no altar com direito a sangue e tudo!

apologéticaA última moda da Universal é fazer sacrifício no altar com direito a sangue e tudo!

sangue no altar

Irmãos,O que vocês vão ver agora causa profunda revolta. Principalmente, por ocorrer num local onde há o nome de nosso Senhor e Salvador na porta. Eu não consegui terminar de escrever este texto sem chorar.A simbologia por trás deste ritual é uma mistureba completa. Faz uma simulação de passagem nos átrios do templo, da via crucis – ou via dolorosa -, passa por idolatria despropositada de água e óleos e culmina na mais descabida heresia da simulação de um sacrifício em um altar (na verdade, uma coluna para sacrifício, como a de Jacó) com direito a sangue falso e tudo.

Qualquer pessoa que tenha entendimento o bastante para ter aceitado Jesus Cristo como seu Salvador, há de ter compreendido ao confessá-Lo como Senhor que:Cristo, o nosso Sumo Sacerdote, é “santo, inculpável, sem mácula, separado dos pecadores. Que não tem necessidade, como os sumos sacerdotes, de oferecer todos os dias sacrifícios, primeiro, por seus próprios pecados, depois, pelos do povo; porque fez isto uma vez por todas, quando a si mesmo se ofereceu” (Hebreus 7:26-27). Cristo, por meio de seu sangue, entrou no lugar santo do céu, tendo obtido para nós a redenção eterna e agora apresenta-se a nosso favor diante da face de Deus (Hebreus 9:12, 24). O resultado da expiação é nossa redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados” (Efésios 1:7). Na verdade, ele “nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados” (Apocalipse 1:5). Onde há remissão de pecados, “já não há oferta pelo pecado” (Hebreus 10:18), porque Cristo é a propiciação pelos nossos pecados, o meio pelo qual Deus se reconcilia ao homem pecador (1 João 2:2).

Também há de perceber que o simulacro de sacrifício visto nestas cenas – e não estranhe se em breve cordeiros forem sacrificados neste mesmo altar – constitui extrema ofensa!

Que o Senhor tenha piedade dos que são incapazes de entender isto, e que venha a Sua ira a fulminar esta cambada de sacerdotes estelionatários da IURD!

O esquema passo a passo


As luzes se apagam e a música emocionante toca!

sangue no altar1
O povo se junta na entrada dos átrios . O berrante de crente toca e a turma anda

 

sangue no altar2

Cada átrio tem um nome de uma causa impossível (emprego, casa própria, marido corno, espinhela caída… São 30 átrios…
sangue no altar3

O último é SUCESSO! (do bispo, claro!)

sangue no altar4

Agora deixa a grana ai…

sangue no altar5

Aqui faz igual na igreja católica. Molha o dedinho na água. Não! Igual não! São 7 tipos de água – do rio, do mar, da chuva, da cachoeira, do lago, do filtro, da fonte e da chuva …

sangue no altar6

No palco, fazendo a fila andar – para o gasofilácio, claro – estes dois camaradas vestidos de sacerdotes saduceus

curral do macedão7Para finalmente, chegarmos ao ápice desta atrocidade. O sacrifício: Para cada clamor do povo é simulado um sacrifício, com direito a derramar sangue cenográfico e tudo em cima da coluna de sacrifício.

Repare ainda o “bater cabeça” que é outro ritual do candomblé e do satanismo em geral…
sangue no altar7

Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.” João 8:44

Que o Espirito de Deus nos conforte,

Maranata!

Danilo Fernandes para o Genizah

 

Fonte: http://www.genizahvirtual.com/2009/11/ultima-moda-da-universal-e-fazer.html

 

Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional.OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 


Chegada da Arca da Aliança No Carro de Bombeiros em Belo Horizonte-MG

apologética arca em bhChegada da Arca da Aliança No Carro de Bombeiros em Belo Horizonte-MG

Mais uma da Igreja do Evangelho Quadrangular!

Foi batido o recorde: A maior blasfêmia da igreja evangélica brasileira

Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores,principalmente os da circuncisão, aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância. - Tito 1:10-11

A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira,E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira;Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade.Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade;
Para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.
Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.

2 Tessalonicenses 2:9-15

Este é um feito de escarnecimento do sacrifício salvífico de nosso Senhor apenas comparável a este outro disparate aqui: 

- A última moda da Universal é fazer sacrifício no altar com direito a sangue e tudo!  

O templo dos Anjos, em Belo Horizonte, ou a comunidade da prosperidade, como também se identificam é o Aceldama do evangelicalismo brasileiro. O campo do sangue. O preço de Judas Iscariotes.

Na minha modesta opinião, pisar naquele lugar é maldição na vida de qualquer pessoa. É retornar ao vômito. É se abraçar apertado com o diabo. Eu preferia entrar em um meretrício de endemoniadas a passar na vizinhança daquele lugar maldito. Seja anátema!

Em tempo: O uso de um caminhão do Corpo de Bombeiros em uma manifestação de estelionato religioso deveria ser investigado pelo poder público. Rogo aos homens de Deus de Minas Gerais investidos de qualquer recurso nesta seara que entrem com denuncia junto ao ministério público para a apuração deste que perece ser o uso indevido do patrimônio público, um indicio claro de corrupção. É preciso deixar claro que os evangélicos são gente de bem e repudiam este tipo de comportamento.

Danilo Fernandes para o Genizah

Fonte: http://www.genizahvirtual.com/2014/01/foi-batido-o-recorde-maior-blasfemia-da.html

Atenção:
O conteúdo desta página tem objetivo formativo e educacional.OS ARTIGOS AQUI PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, CITADOS NO FINAL DE CADA ARTIGO. NÃO NECESSARIAMENTE ESTA PRODUÇÃO CONCORDA INTEIRAMENTE COM O ENTENDIMENTO TEOLÓGICO DE CADA AUTOR. TODAVIA, OS PUBLICAMOS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E COMO FORMA DE CONTRIBUIR PARA O ALARGAMENTO DO ENTENDIMENTO E A POSSIBILIDADE DE CONHECERMOS VÁRIAS FORMAS DE PENSAR. CABE A CADA LEITOR REFLETIR, À LUZ DA BÍBLIA, SE CONCORDA OU NÃO COM OS POSICIONAMENTOS AQUI EXPRESSADOS. 

a_benc2

A Bênção de Toronto

apologética bencao_torontoA Bênção de Toronto

Em 1995, um novo fenômeno começou a se repetir nas reuniões da Comunidade Cristã do Aeroporto de Toronto, no Canadá, enquanto o pastor John Arnott participava de conferências nos Estados Unidos. Um pastor chinês, líder das Igrejas chinesas cantonesas de Vancouver, durante o período de ministração, começou a urrar como um leão. Arnott foi chamado às pressas de volta, para resolver o problema. 

Arnott entrevistou o pastor chinês diante da congregação durante uma reunião, e para surpresa de todos, ele caiu sobre as mãos e os pés, e começou a rugir como um leão na plataforma, engatinhando de um lado para o outro, e gritando “Deixem ir meu povo, deixem ir meu povo”. Ao voltar ao normal, o pastor explicou que durante anos seu povo tinha sido iludido pelo dragão, mas agora o leão de Judá haveria de libertá-los. A igreja irrompeu em gritos e aplausos de aprovação, e Arnott convenceu-se que aquilo vinha realmente do Espírito de Deus. 

A partir daí, os sons de animais passaram a fazer parte da “bênção de Toronto”, com pessoas rugindo como leão, cantando como galo, piando como a águia, mugindo como o boi, e gritando gritos de guerra como um guerreiro. 

Embora não haja base bíblica para profecia através de sons de animais emitidos por cristãos em êxtase, os sons foram definidos por Arnott como “profecias encenadas”, em que Deus fala uma palavra profética à Igreja através de sons de animais. 

Para a ciência, esse acontecimento é conhecido como “mesmerismo”. No século XIX, o médico alemão chamado Franz Mesmer estudou cientificamente esses fenômenos mentais, conhecidos também como magnetismo animal. Segundo os estudos, essas alterações são provocadas no comportamento das pessoas com fins terapêuticos, onde as pessoas são induzidas a rir, chorar e a imitar animais.


Fonte: O verbo

a_benc2

As profecias sobre os últimos dias estão se cumprindo. Os “amantes de si mesmos” estão lotando “igrejas”. Os “gananciosos” estão abrindo mais e mais “shows da fé”.

Os “presunçosos” a cada dia tem se enchido de títulos “apostolátricos” e “bispolátricos”, tornando-os “soberbos”, “blasfemos”, e todas as demais características dos últimos dias, referidas por Paulo no capítulo 3 de sua Segunda Epístola a Timóteo.

Está muito claro. Claríssimo. Só não enxerga quem não quer ver. Cegos guiando cegos! Se isto está se cumprindo, temos a certeza, que as demais também se cumprirão em breve. Muito breve mesmo Jesus voltará!

Testemunhos de vítimas do “engano de Toronto” e de outras modernidades 

Primeira:

Irmãos Amados,
13.08.2007
Por muito tempo participei dessa bênção [bênção de Toronto] na minha igreja local em Goiânia. Fui simplesmente destruído em muitas áreas da minha vida, principalmente no meu casamento. Lendo essa carta [o testemunho abaixo] me senti envergonhado. Quantas coisas aqui escritas eu fiz, preguei ou exortei. Pela graça de Deus hoje minha vida está restaurada pra honra e glória do nome de Jesus, porém, o que eu e minha esposa passamos foi muito doloroso, e tudo isso por termos dado ouvidos a espíritos enganadores e doutrinas de demônios, que se disfarçando em anjos de luz a muitos enganaram.

Quem quiser saber mais sobre esse tipo de assunto e como evitar esse tipo de doutrina indico ler o livro GUERRA CONTRA OS SANTOS, Jessy Penn Lewis.

Emerson

Segunda:

Paul Gowdy – Ex pastor da Vineyard em Toronto

Tradução: João A. de Souza filho
Fonte: www.pastorjoao.com.br

Levei nove anos até criar coragem e escrever este relato. Demorei porque não tinha convicção de que seria correto falar sobre as fraquezas do corpo de Cristo publicamente. Em segundo, porque tinha que fazer uma jornada espiritual de busca em minha alma e me convencer de que, o que havia ocorrido na Igreja Aeroporto de Toronto foi ruim ou pelo menos pior do que bom.

Durante alguns anos falei da experiência de Toronto como uma bênção misturada. Penso que James A. Beverly o chamou assim em seu livro “Risada Santa” e a “Bênção de Toronto 1994”. Hoje diria que foi uma mistura de maldição, concluindo que qualquer coisa boa que alguém recebeu através desta experiência pessoal é enormemente ultrapassada pela gravidade do mal e do engano satânico. Aqui residia meu grande dilema.

……

Depois de três anos fazendo parte do núcleo da bênção de Toronto nossa Igreja Vineyard em Scarborough ao leste de Toronto, praticamente se autodestruiu. Devoramo-nos uns aos outros com fofocas, falando mal pelas costas, com divisões, partidarismo, criticas ferrenhas uns dos outros, etc. Depois de três anos “inundados” orando por pessoas, sacudindo-nos, rolando no chão, rindo, rugindo, rosnando, latindo, ministrando na igreja Internacional do Aeroporto de Toronto, fazendo parte de sua equipe de oração, liderando o louvor e a adoração naquele local, praticamente vivendo ali, tornamo-nos os mais carnais, imaturos, e os crentes mais enganados que conheci. Lembro-me de haver dito ao meu amigo e pastor principal da igreja de Vineyard de Scaraborough em 1997 de que, desde que a bênção de Toronto chegou ficamos esfacelados. Ele concordou.

Minha experiência é de que as manifestações dos dons espirituais de 1 Coríntios 12 eram mais comuns em nossas reuniões antes de Janeiro de 1994 (quando começou a bênção de Toronto) do que durante o período da suposta visitação do Espírito Santo.

No período de 1992-1993 quando orávamos pelas pessoas experimentamos o que chamo de a verdadeira profecia, libertação e graça vindas de nosso Senhor. Depois que se iniciou a bênção de Toronto, os períodos de ministração mudaram, e as únicas orações que ouvíamos eram: “Mais, Senhor”; com gritos de “fogo!”, sacudidelas esquisitas do corpo, e expressões de “oh! uuu! iehh”.

Em 20 de janeiro de 1994 quinze pessoas de nossa igreja foram ouvir Randy Clark, pastor da Igreja Vineyard na Igreja do Aeroporto de Toronto. John Arnot (pastor da igreja do aeroporto) convidou-nos para ir até lá. Ele nos disse que Randy havia estado nas reuniões de Rodney Howard Browne e que a coisa estourou em sua igreja nas semanas seguintes. John esperava que algo acontecesse também entre nós. Ficamos felizes em nos dirigir até lá. Tínhamos uma igreja noutra localidade que havia começado em 1992. Era uma igreja do centro de Scaraborough, ligada ao grupo Vineyard, mas bem a leste da Igreja do Aeroporto. Éramos uma família grande e alegre. E porque éramos poucos tínhamos reuniões especiais, conferencias, etc.
…….

Quando começamos a suspeitar de que os demônios estavam à vontade em nossos cultos, John Arnot ensinava que devíamos nos perguntar se eles estavam chegando ou saindo. Se estiver saindo deles, está bem! John defendia o caos afirmando que não devíamos ter medo de sermos enganados, pois se havíamos pedido ao Espírito Santo para nos encher; como Satanás poderia nos enganar?

Isto deixaria o diabo muito forte e Deus muito fraco. Ele afirmava que precisávamos ter mais fé num grande Deus que nos protegia do que num grande diabo que nos enganaria.

Tais palavras eram convincentes, mas totalmente contrárias as escrituras, pois Jesus, Paulo, Pedro e João alertaram-nos sobre o poder dos espíritos enganadores, especialmente nos últimos dias. Mesmo assim, não devotamos amor a Deus para lhe obedecer a palavra e, como consequência, abrimo-nos a ação de espíritos mentirosos. Que Deus tenha misericórdia de nós!

Finalmente a ficha caiu quando eu rolava pelo chão, certa noite, “bêbado no Espírito”, como costumávamos dizer, e ali, cantando e rolando no chão, comecei a cantar uma canção de ninar: “Maria tinha um cordeiro e seu pelo era mais alvo que a neve”. Cantei esta música infantil de maneira debochada e imediatamente alguma coisa em meu coração sussurrou que aquilo era um demônio [1]. Imediatamente me arrependi e fiquei chocado com aquela experiência. Como um demônio entrou em mim? Eu amava a Deus? Não era zeloso pelas coisas de Deus? Não era totalmente louco por Jesus? Percebi que um espírito imundo acabara de se manifestar através de minha vida e era culpado de um grande pecado. Depois disto me afastei da Igreja do Aeroporto (TACF). Não tinha convicção de que deveria denunciar aquelas experiências, mas senti que tínhamos fracassado em pastorear a bênção.

Depois de um ano na “bênção” preguei num encontro de pastores e falei: “Amigos, temos nos sacudido, nos arrastado pelo chão, rolamos por terra, rimos, choramos e adquirimos as camisetas da igreja. Mas não temos avivamento, nem salvação, nem frutos, nem aumento de evangelização, por isso, qual é a graça?”. Fui repreendido – afinal, quem era eu para anelar frutos quando o Senhor estava curando seu atribulado povo? Durante anos éramos legalistas, e Deus agora estava restaurando as feridas libertando-nos do legalismo. Aconselharam-me a não forçar o Senhor que os resultados apareceriam no temo certo.
…..
O Senhor nos chama ao arrependimento, e graças ao Senhor pelo que ele é, pois nos conduzirá e nos restaurará ao Pai. Se Deus me perdoou e abriu os meus olhos então poderá agir a favor de todos os que estão no engano.

Termino com o alerta de Paulo que permaneçamos firmes para não tropeçarmos em coisa alguma.
Sinceramente,
Paul Gowdy

======
Terceiro:

Louvo a Deus o Senhor porque Ele tem aberto os olhos de muitos, inclusive de mim que tive meu período de infantilidade espiritual, crendo nestas presepadas e engodos do diabo à época do famigerado G12 (que graças a Deus pulei fora antes de envolver-me com ele), uma cocaína espiritual que graças ao benigno Deus não prosperou por aqui. E a judaização que fazem com a Igreja de Cristo, colocando-se de novo debaixo da maldição da lei? Quanta confusão tem levado ao arraial evangélico, dá-lhe campanhas arrecadatórias com base no Velho Testamento, além dos títulos de origem hebraica largamente empregados na igreja: Gideões, Levitas, Shabat, Shofar, Shekinah e um não sei o quê de quinquilharias ungidas vendidas a preços quase de ouro nas nefastas campanhas, compradas por um povo ganancioso acometido de cegueira bíblica distante do arrependimento e da cruz de Cristo Jesus. Percebi que os pastores fraudulentos, bem ou mal intencionados, tem ojeriza ao Novo Testamento e sobretudo às cartas paulinas que justamente desmascaram estes lobos devoradores, só as liam quando era p/ reforçar a coleta constante de ofertas e dízimos, como o “posso todas as coisas n’Aquele que me fortalece” no sentido distorcido de possuir riquezas materiais e não o de suportar as vicissitudes da vida, o verdadeiro sentido bíblico que o amado Paulo guiado pelo Espírito Santo queria exortar.
Deixo aqui um sábio conselho: Quando a sua denominação começar a dar ênfase em riquezas materiais, prosperidade, bem-estar psicológico, antropocentrismo (o homem e não Deus passa a ser o centro de tudo), etc. e afastar-se dos temas centrais da Bíblia que é o arrependimento para salvação, a santificação e o arrebatamento da Igreja, então… SAIA DELA POVO MEU!
Antonio

Fonte:http://www.palavradaverdade.com/print2.php?codigo=2639

mensageiro-da-paz-01_200_200

Mensageiro da Paz: ‘Benção de Toronto é farsa’, diz ex pastor do movimento

O jornal Mensageiro da Paz (órgão oficial das Assembleias de Deus no Brasil), cujo fundador é o apóstolo Gunnar Vingren, apresenta neste mês uma matéria de duas páginas sobre a carta do pastor Paul Gowdy (ex líder da Igreja do Aeroporto de Toronto) sobre as aberrações que chamam de manifestações do Espírito.

O pastor canadense Paul Gowdy, um dos antigos líderes da Toronto Airport Christian Fellowship (Comunhão Cristã do Aeroporto de Toronto), mais conhecida como Igreja do Aeroporto , que disseminou alguns dos mais populares modismos perniciosos que infestaram o meio evangélico nos últimos anos, como dente de ouro, unção do cai-cai, unção do riso, etc., denunciou recentemente e arrependido a farsa dessas heresias e o que realmente aconteceu por trás da promoção desse falso avivamento. Inicialmente, a denúncia foi publicada só para um pequeno círculo de evangélicos, mas aos poucos começou a ser divulgada em grande escala nos EUA, especialmente a partir de fevereiro. Blogs e sites foram os grandes popularizadores do texto.

Fonte: Noticias Gospel

pastor-drag-queen

Pastor gay atua como drag queen e diz que ensinamentos da Bíblia sobre homossexualidade “não são válidos para os dias de hoje”

pastor-drag-queenPastor gay atua como drag queen e diz que ensinamentos da Bíblia sobre homossexualidade “não são válidos para os dias de hoje”

A teologia inclusiva, que aceita a homossexualidade como um expressão comportamental normal, vem ganhando destaque na mídia secular e atraindo adeptos, em sua maioria, homossexuais. Nesse meio, os líderes religiosos sempre são os que mais chamam a atenção, ainda mais se for um pastor/drag queen.

Marcos Lord se denomina líder pastoral da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM), trabalha como professor do ensino fundamental em Duque de Caxias (RJ) e tem ohobby de se vestir como Luandha Perón, uma drag queen. “Quando o Marcos está no trabalho, Luandha fica guardadinha ali no lugarzinho dela, como um gênio na garrafa”, diz o pastor inclusivo.

Homossexual assumido, Marcos Lord afirma que os cristãos precisam fazer uma releitura da Bíblia Sagrada, para entenderem a liberdade como “o maior presente de Cristo”, pois segundo ele, “o essencial é o amor e a mensagem que a palavra de Deus transmite”.

No entendimento de Marcos – e de todas igrejas inclusivas – a homossexualidade não é pecado, e por isso, é preciso reinterpretar a Bíblia Sagrada, pois as determinações dadas à Igreja no primeiro século “não são válidas” para os dias atuais.

“Se você for ler a Bíblia ao pé da letra, terá muitos problemas. Ela fala sobre escravidão, que você tem direito a ter um irmão escravo seu por sete anos. Ela diz que você não tem direito de comer carne de porco. Mas quem vai abrir mão de comer o seu presunto e o seu pernil? Se nós mantivéssemos a mesma visão que sempre tivemos da religião evangélica, a mulher estaria até hoje calada […] Eu não posso simplesmente pegar a Carta aos Romanos e lê-la como se ela tivesse sido escrita para os brasileiros do século XXI. A Carta aos Romanos foi escrita para os cristãos de Roma, daquele período histórico, do primeiro século. Então eu não posso achar que ela é válida para hoje. Mas eu posso tentar pegar alguns ensinamentos que estão ali e achar novos significados para os dias de hoje? Posso. Assim como pego os ensinamentos da minha avó e tento trazer para minha vida até hoje. Mas isso não quer dizer que eu não vá pedir manga com leite numa lanchonete porque ela disse uma vez, lá atrás, que faz mal”, argumentou Marcos, numa entrevista ao jornal O Globo.

Segundo o pastor, o fato de ter crescido num lar evangélico o levou a crer que seus desejos por pessoas do mesmo sexo eram fruto de uma influência maligna: “Eu me lembro claramente de uma noite. Estava passando por aquele momento de crise existencial e de madrugada fazia poças de lágrimas, ajoelhado no chão, pedindo a Deus que me libertasse. No fim da sétima noite, eu percebi que não ia adiantar, que Deus não tinha que me libertar, que não havia do que ser libertado. E a crise foi tentar encontrar lugar na minha fé para a minha sexualidade, entender que eu poderia ser gay e ser cristão”, disse Marcos.

Apresentado à ICM, Marcos ficou reticente quanto à seriedade do que se pregava no lugar. Para ele, a ideia de uma igreja que aceitava homossexuais era estranha: No começo, eu tive muita resistência. Eu não queria uma igreja para gays. Eu queria uma igreja. Eu imaginava que ia ter uma drag queen dublando a Fernanda Brum e a Cassiane, e que na hora da pregação o pastor ia transformar todos os personagens da Bíblia em homossexuais. Mas fui, e eles estavam estudando a Bíblia, como eu estudava nas igrejas de onde vim. Percebi que era uma igreja como qualquer outra. Só que me aceitava como eu sou”, resumiu.

Para sua personagem, o pastor demonstra ter planos ainda mais ousados: “Imagina uma drag queen no culto? Imagina a primeira vez que a Luandha for pregar? Mas tudo causa. Na primeira vez que uma mulher botou uma calça, as pessoas ficaram assombradas. Como ela tinha a ousadia de fazer aquilo? Então o processo é esse. No começo choca, causa estranhamento, mas as pessoas vão se acostumando. E se ninguém causar esse primeiro impacto, esse primeiro choque, nunca vai passar disso, sempre vai ser um choque”.

Fonte: Gospel+