Vítimas da Decepção


Vítimas da Decepção

Quando Jesus perguntou ao paralítico no tanque de Betesda se ele queria ser curado, ao invés de o pobre coitado gritar: “Sim eu quero! Cure-me Jesus!” Reclamou: “eu não tenho ninguém para me pôr no tanque quando a água se mexe. Cada vez que eu tento entrar, outro doente entra antes de mim”.

Com isso, podemos deduzir que esse paralítico da história, antes de ser curado, era um homem azedo, acabrunhado, enfim: decepcionado  com a vida, decepcionado com os outros, decepcionado com Deus e decepcionado consigo mesmo.

Muitas vezes nós também nos encontramos como esse homem. Somos vítimas da decepção!

Quando temos o fracasso de uma esperança; quando somos assolados por uma desilusão na vida; quando somos derrubados por um desengano, quando somos pegos por um desapontamento, quando recebemos uma surpresa desagradável; quando nos defrontamos com uma contrariedade, quando somos vítimas de um desgosto…

postado em 13/02/2012sermoes

Deixe uma resposta