Arquivo de etiquetas: Adolescentes

selfie-sedutora

Tendência entre adolescentes cristãs, selfies sedutoras são criticadas por blogueira: “Vivemos numa cultura que treina a mente para a sedução”

selfie-sedutoraTendência entre adolescentes cristãs, selfies sedutoras são criticadas por blogueira: “Vivemos numa cultura que treina a mente para a sedução”

A exploração da sensualidade na mídia funciona como uma espécie de bombardeio, e termina por influenciar pessoas de todas as faixas etárias e crenças. Com a ascensão de redes sociais exclusivamente voltadas para fotos, como Pinterest e Instagram, muitas adolescentes evangélicas publicam fotos em poses sociais, e esse fato gerou um movimento contra-cultura nos Estados Unidos.

Duas irmãs texanas lançaram o blog Girl Defined, em que se engajam contra o feminismo e a favor da distinção de gênero, como forma de frisar e manter “o propósito que Deus definiu” para as meninas.

“Infelizmente, vivemos em uma cultura que treina as nossas mentes para ver sedução como norma a partir de uma idade muito jovem. Basta dar uma rápida caminhada pelo shopping e você verá cartazes atrás de cartazes com modelos em poses sensuais. Desde a invenção do Pinterest, Instagram e outros aplicativos, imagem sensuais estão em nossa frente mais do que nunca”, diz Kristen Clark, uma das autoras do movimento.

Kristen demonstra indignação com a atual tendência das jovens cristãs aderirem à exposição de sua sensualidade como se fosse algo banal: “Como garotas cristãs, estamos sendo bombardeadas por mensagens de nossa cultura que sedução e poses sensuais são legais, descoladas e normais.

Tirarselfies sedutoras não é mais atrevido… é aceitável e louvável. Por vivermos em um mundo caído, faz sentido que a cultura incentive as garotas a agirem assim”, raciocina, antes de acrescentar: “Fico chocada, às vezes, quando eu entro no meu Instagram e vejo algumas das poses sensuais que minhas amigas cristãs estão postando. O que mais me surpreende é que eu leio os comentários de outros amigos cristãos que estão elogiando as imagens e chamando-as de ‘lindas’. Como assim? Parece uma epidemia”.

Ao final de seu raciocínio, a blogueira Kristen Clark diz que “todo o propósito de nossas vidas é apresentar Cristo aos outros”, e por isso, as selfies sedutoras não estão em concordância com a vida cristã: “Esse tipo de foto nunca é centrada em Cristo, mas é sempre centrada em si mesma. Deus nos chama a viver uma vida moralmente pura em todos os sentidos. Postando fotos sedutoras de si mesma, você não está promovendo a pureza ou santidade dentro do corpo de Cristo […] Efésios 5:1,3: ‘Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados. Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém aos santos’”.

Fonte: Gospel+

abertos para aprender

Abertos Para Aprender

abertos para aprenderAbertos Para Aprender

Gravado pelo Pr. Edson Poujeaux, no quadro “O Lar Cristão”, durante o Programa Momentos com Jesus.

Permitida a utilização em programas radiofônicos, disponibilização para Downloads em outros sites (sem restrições), apenas vedada a comercialização de nossos arquivos.

1 Coríntios 9:18 “Nesse caso, qual é o meu galardão? É que, evangelizando, proponha, de graça, o evangelho, para não me valer do direito que ele me dá”.download

A triste História de Patrícia

A triste História de PatríciaA triste História de Patrícia

Gravado pelo Pr. Edson Poujeaux, no quadro “O Lar Cristão”, durante o Programa Momentos com Jesus.

Permitida a utilização em programas radiofônicos, disponibilização para Downloads em outros sites (sem restrições), apenas vedada a comercialização de nossos arquivos.

1 Coríntios 9:18 “Nesse caso, qual é o meu galardão? É que, evangelizando, proponha, de graça, o evangelho, para não me valer do direito que ele me dá”.

download

vincent-parker-Reprodução-YouTubeHLN

Adolescente mata os pais após ter iPod confiscado por eles

vincent-parker-Reprodução-YouTubeHLNAdolescente mata os pais após ter iPod confiscado por eles

Vincent Parker, estudante de 16 anos, admitiu nesta quinta-feira (29) ter matado os pais em Norfolk (Virgínia, EUA). O motivo: ele estava cansado das punições por mau comportamento que recebia deles, que costumavam confiscar algumas coisas do filho, como o “iPod e outras coisas”.

O crime ocorreu uma semana antes do último Natal. Vincent atacou a mãe com spray de pimenta e depois a golpeou dezenas de vezes com um taco de beisebol e um pé de cabra (barra de metal usada como alavanca), “até que ela parasse de respirar”, de acordo com o depoimento do jovem divulgado pela emissora WKTR.

Quando o pai chegou em casa foi atingido várias vezes pelo filho com o mesmo pé de cabra, sangrando até morrer. Inicialmente, Vincent tinha alegado legítima defesa.

“Eu só me lembro de ter ficado irado. Foi tudo por causa do meu pai, que tomava meu iPod e outras coisas”, disse Vincent a investigadores.Jesus tem que voltar logo

Fonte: O Globo/Verdade Gospel

 

estupro

Mãe lê diário da filha e polícia prende 4 parentes por abuso sexual:o avô materno, o marido da avó materna, o padrinho da garota e o padrinho da irmã dela

estuproMãe lê diário da filha e polícia prende 4 parentes por abuso sexual: o avô materno, o marido da avó materna, o padrinho da garota e o padrinho da irmã dela. 

Quatro homens foram presos nesta quinta-feira (29) suspeitos de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos, em Indiara, a 100 km de Goiânia. Segundo a polícia, o crime era cometido por parentes e pessoas próximas da família: o avô materno, o marido da avó materna, o padrinho da garota e o padrinho da irmã dela. O caso só começou a ser investigado depois que a mãe leu o diário da criança e descobriu os abusos.

No caderno, que será usado pela polícia como prova, a menina relatava o que cada um dos suspeitos fazia e afirmava que não gostava do que acontecia. Ela escreveu os atos começaram quando ela era pequena e que, na época, não entendia o que estava acontecendo.

Oito policiais e dois delgados atuaram nas prisões. Segundo Queops Barreto, delegado de Indiara, três dos quatro detidos confessaram ter praticado os abusos e um deles ficou calado. Apesar de um exame de corpo de delito confirmar que não houve relação sexual, todos serão indiciados pelo crime de estupro de vulnerável e podem pegar de 8 a 15 anos de prisão.

DiárioNo diário a menina conta que os abusos aconteciam há muito tempo

“O estupro de vulnerável não se restringe somente à conjunção carnal. Qualquer ato lascivo que caracterize de forma vulgar, o abuso de vulnerável, é tipificado como abuso de vulnerável”, explica Barreto.

Após receber as notícias das prisões, a mãe da garota contou como se sentiu: “Eu chorei de alegria, de alívio, raiva e tristeza, tudo junto. A gente tá passando por uma situação que não é fácil, porque envolve gente da família. Agora é tocar a vida com ela e observar mais, ficar sempre mais perto”.

A garota foi avaliada por uma psicóloga que constatou um trauma oriundo de uma experiência sexual anormal. “Como ficou muito tempo sem que ninguém soubesse desse crime, apenas ela sofrendo calada e os autores se aproveitando, essa criança vai ter que passar por um acompanhamento psicológico e médico para poder superar eventuais traumas que tenham ocasionado em sua vida”, disse o outro delegado da operação, Leandro Sperandio.

Fonte: G1/Verdade Gospel

Jesus tem que voltar logo

A Doação de Sangue

a doacao de sangue

A Doação de Sangue

    Uma menininha chamada “LIZ” sofria de uma terrível e rara doença. A única chance de recuperação para ela parecia ser através de uma transfusão de sangue do irmão mais velho dela, de apenas 5 anos que, milagrosamente tinha sobrevivido a mesma doença e parecia ter, então, desenvolvido anticorpos necessários para combatê-la. O médico explicou toda a situação para o menino e perguntou, então, se ele aceitava doar o sangue dele para a irmã. Ele hesitou um pouco mas depois de uma profunda respiração ele disse: “Ta certo, eu topo já que é para salvá-la…”. À medida que a transfusão foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado da cama da irmã e sorria, ao ver as bochechas dela voltarem a ter cor. De repente, o sorriso dele desapareceu e ele empalideceu. Ele olhou para o médico e perguntou com a voz trêmula – “Eu vou começar a morrer logo, logo, doutor?”

Por ser tão pequeno e novo, o menino tinha interpretado mal as palavras do médico pois ele pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a irmã!

    Pois é, compreensão e atitude são tudo.

    Seria muito bom que trabalhássemos como se nunca fossemos precisar do dinheiro. E se amássemos como se nunca ninguém tivesse nos machucado… 

a doacao de sangue1

Pai de santo é preso por estuprar adolescentes ameaçando que elas seriam punidas por “entidades” se não tivessem relações com ele

pai-de-santo

Nessa segunda-feira, um pai de santo foi preso em Brasília acusado de abusar sexualmente de adolescentes. Segundo informações da polícia, o religioso ameaçava as meninas dizendo que elas seriam punidas por “entidades” espirituais, caso se recusassem a ter relações com ele.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) informou ainda que as meninas tinham 11 e 15 anos quando começaram a ser molestadas pelo religioso. Testes realizados pelo Instituto Médico Legal (IML) confirmaram o rompimento do hímen das garotas, hoje com 17 e 13 anos, o que para a polícia é um dos indícios do abuso.

Em sua defesa, o pai de santo nega ter tido relações com as adolescentes, e afirma que uma das garotas teria se insinuado para ele, após ter perdido a virgindade no Rio de Janeiro. Segundo o sacerdote, a menina teria o ameaçado de relatar um estupro, caso ele não tivesse relações sexuais com ela.

Ao fim das investigações, o religioso pode responder por estupro de vulnerável, estupro mediante fraude e por perturbação de tranquilidade. De acordo com o Correio Braziliense, além das duas adolescentes, a DPCA trabalha com a hipótese de que haja ainda mais vítimas.

Fonte: Gospel+

Contenda Entre Irmãos


Contenda Entre Irmãos

Gn.4.2-8 – “Depois, deu à luz a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim, lavrador.3  Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.4 Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta;5 ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante.6   Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? 7 Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.8  Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou”.

 Por que existem irmãos que vivem brigando?

sermoes

Drogas fazem com que 80% dos pais viciados abandonem seus filhos

Crianças-abandono

Pelo menos 46 mil crianças e adolescentes vivem hoje em abrigos no Brasil.

Nos últimos dois anos, a cada dia 38 meninas e meninos de até 15 anos de idade foram vítimas de abandono ou negligência, segundo dados do Mapa da Violência 2014 — Crianças e Adolescentes, antecipados ao jornal ‘O Globo’, que reúne notificações da rede de saúde. Ao mesmo tempo em que pratica regras mais rígidas e evita separar pais e filhos, o país perde a guerra contra os efeitos devastadores do crack nas famílias. Segundo pesquisa do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), mais de 80% dos encaminhamentos de crianças e adolescentes a abrigos estão vinculados à dependência química dos pais. E a droga por trás dos números, segundo os especialistas, é o crack.

“Estamos perdendo muitas batalhas para o crack. Essa é mais uma”, diz o desembargador Antonio Carlos Malheiros, coordenador de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Dos 27.625 casos de abandono e negligência nesses últimos dois anos, incluídos no Mapa da Violência, 61% são de crianças com até 4 anos — fase em que desenvolvem a capacidade cognitiva, que é conhecer, entender e se relacionar com o mundo. Além do abandono, as crianças são vítimas de outros tipos de violência. No caso dos meninos, trabalho infantil (58%) e violência física (53,8%) lideram a lista. As meninas sofrem violência sexual (81,2%) e são vítimas de tráfico humano (76,9%) e tortura (55,8%).

“Os números estão subestimados. Temos muitos problemas de subnotificação pelos estados”, diz o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, responsável pela elaboração do Mapa com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

Crack-viciados

O destino de órfãos do crack preocupa. Apenas 20% dos municípios brasileiros têm abrigos cadastrados pelas autoridades, de acordo com o Censo 2012 do Sistema Único de Assistência Social. Ou seja, ou não há abrigos ou são clandestinos. Não são raros casos em que as crianças são deixadas com vizinhos ou conhecidos. Antonio Carlos Ozório Nunes, da Comissão da Infância e Juventude do CNMP, diz que parentes de usuários de crack relutam em ficar com seus filhos, pois temem o comportamento imprevisível dos pais. ”As famílias têm mais medo dos dependentes químicos de crack, tidos como mais agressivos. E quando a mãe é presa, como fazer? Às vezes, ninguém quer ficar com a criança”.

Integrante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e assessor nacional da ONG Aldeias Infantis SOS, que mantém abrigos em 13 estados do país, Fábio José Garcia Paes afirma que na Região Sul do país os casos de abandono e negligência triplicaram nos últimos anos. Hoje, segundo ele, 45% das cerca de 800 crianças atendidas foram abrigadas porque os responsáveis por elas entraram no mundo das drogas.

“O crack se destaca como elemento avassalador”, diz Paes.

Há outra questão ainda mais delicada: o uso de crack pela mãe engrossa a lista dos preconceitos que permeiam a adoção. Há receio de que os bebês abandonados venham a sofrer transtornos mentais no futuro, associados à droga consumida durante a gestação. Na capital paulista, o Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros, da rede estadual, costuma receber gestantes usuárias de drogas. Em 2012, foram 71 casos. Em 2013, 90. Este ano, até o início da segunda quinzena deste mês, já foram 16 atendimentos.

“O crack hoje bate em todas as portas. A capilarização da droga é monstruosa e ela tem preponderância sobre o álcool e a cocaína. Mas é preciso lembrar que o álcool pode trazer mais dano ao feto do que a cocaína”, diz Samuel Karasin, que atua no plantão judiciário do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod), perto da região conhecida como cracolândia em São Paulo.

O problema é que o crack costuma deixar seus dependentes menos funcionais. Não é incomum, segundo Karasin, casos de mulheres que tiveram bebês e abandonaram o hospital sem eles. Ou de gestantes que fogem do atendimento durante a gravidez, colocando a vida do bebê em risco. A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo aumentou em 140% os leitos para tratamento de dependentes químicos nos últimos dois anos: de 482 em 2011 para 1.160 em 2013.

Diretor técnico da Unidade de Atendimento ao Dependente Heliópolis (Unad), em São Paulo, o psiquiatra Cláudio da Silva diz que o preconceito contra os órfãos de crack potencializa o risco de eles virem a desenvolver quadros psicóticos, depressão, bipolaridade e até vir a se envolver com drogas no futuro. “A proteção, o suporte psicológico e o apoio familiar anulam fatores de risco”.

Ariel de Castro Alves, que integra o Conselho Estadual de Direitos das Crianças e Adolescentes em São Paulo, afirma que as drogas acentuam os conflitos familiares e aumentam a vulnerabilidade social. “Estamos criando uma geração de filhos do crack. O abandono, no futuro, resulta em violência e aumento no número de infrações”.

Fonte: o Globo/ Verdade Gospel

Deixe o seu comentário abaixo…


Pedófilo é preso após conversa on-line com mãe de vítima

internetEsta semana dois casos de abuso sexual contra menores que poderiam ter tido um outro final, mas que terminaram bem, porque a família interferiu. Elas estavam atentas e evitaram o pior. A mãe desconfiou da conversa na internet. “Ele queria saber se meu filho estava sozinho”, ela lembra.

A irmã se surpreendeu com a troca de mensagens do irmão de 15 anos com um professor de matemática. “Mesmo que você seja de menor meu interesse por você é uma coisa além de ser um simples aluno, eu quero algo mais com você”, ela conta.

Toda a ação

A irmã conta que o garoto começou a aparecer com roupas, objetos e coisas materiais e começou a dúvida de onde o menino trazia tanto dinheiro, toda semana.

A irmã achou que o irmão estava envolvido com drogas. Vasculhou o computador e descobriu que não era isso.

“De todas as conversas, foram 4 mil conversas que eu achei com esse professor de matemática. Vi conversas maliciosas, vi imagens pornográficas dos alunos. Primeiro ele começou a oferecer nota. Se você me trouxer tal imagem, se você me trouxer CD, se você me trouxer fotografias da região assim e assado, eu aumento sua nota. Depois, ele pediu para ir até a casa dele e já estava oferecendo dinheiro para que tivesse relação com ele”, disse a irmã.

Nas primeiras ofertas, o adolescente negou. Mas o professor insistiu, ofereceu dinheiro.

O professor e o aluno são de uma escola estadual em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo. O professor confessou, em depoimento à polícia, que fez sexo com o adolescente. As investigações apontam que ele se relacionou também com pelo menos outros três jovens de 15 e 16 anos que também estudam no local. O professor recebia fotos íntimas dos estudantes, antes de se encontrar com eles.

Em uma mensagem de 14 de novembro de 2013, o professor pergunta: “Quem da sua sala você acha que viria aqui com você? Por dinheiro”.

Segundo a irmã, o professor pedia também que o irmão excluísse todos os meios de comunicação que eles tiveram, para que ninguém os pegasse. Mas as mensagens não foram apagadas. E a irmã entregou tudo à polícia.

Na última segunda-feira, o professor Cleilson Feitosa foi preso pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente:

“Possuir, armazenar, fotos, vídeos com cenas de cunho sexual ou pornográfico, envolvendo adolescentes e também por instigar, por induzir, por favorecer a prostituição infantil. Eu reputo como terrível essa conduta, porque a obrigação do professor é educar, é ensinar, não aliciar, não abusar do adolescente”, diz a delegada Ancilla Vega.

Cleilson não tem advogado. Ligamos para a família dele. Ninguém quis falar.

Em nota, a Secretaria de Educação diz que: “Providencia a documentação para que seja oficializado o afastamento do professor”. E que vai acompanhar alunos e funcionários.

Segundo caso

Em Piracicaba, interior de São Paulo, outro homem foi preso por crime sexual, também na segunda-feira. Jefferson Aversa Galvão, de 20, tentava aliciar um menino de 10. A mãe da criança ajudou a prender o pedófilo.

A mãe conta que estava fazendo o almoço quando o filho estava sentado, mexendo no computador. Ele trocava mensagens com um desconhecido em uma rede social quando estranhou a conversa.

Segundo a mãe, o desconhecido queria saber se o menino estava sozinho. “Foi essa mensagem que o assustou e por isso que ele me chamou. Eu desliguei a panela e fui lá ver as mensagens que ele havia recebido. Daí sentei do lado dele para acompanhar as mensagens. Ele ficava digitando, meu marido do lado, na cadeira, acompanhando a conversa”.

A conversa só piorava: “Você costuma fazer o que quando está sozinho”, lembra a mãe. A partir desse ponto o pedófilo retornou a mensagem perguntando se “ele estava fazendo besteirinha. Começou a falar de sexo para a criança. Então a gente vai pro motel, daí fica mais tranquilo lá, o lugar mais seguro é o motel. Aí foi nesse momento que eu pedi para o meu filho sair da cadeira”, contou a mãe.

Nessa hora a mãe tirou a criança do computador e assumiu a conversa, mas sempre se passando pelo filho. O pedófilo começou a insistir em um encontro. “Prossegui a conversa e comecei assim entrar na ideia dele, como se tivesse aceitando aquela situação, foi daí que a gente marcou encontro. Aí nesse momento eu peguei o telefone. Liguei para o 190 a Policia Militar”.

A mãe contou a polícia: “Meu filho ele está sofrendo de abuso sexual. Eu e o pai se passando por ele como se fosse ele conversando para a pessoa se identificar, a pessoa deu telefone, marcou encontro, tudo certinho e o senhor acha que eu tenho que tomar qual providência agora?”.

No mesmo instante o policial orientou a família a fazer um boletim de ocorrência urgente.

Na mesma hora a mãe pegou o  computador, o qual eu estava teclando com o pedófilo, e com o celular foi a delegacia.

Depois de seis horas seguidas de bate-papo com o pedófilo, a mãe chegou à delegacia com as mensagens no computador e no celular. Mostrou para três policiais militares.

Enquanto a mãe falava com o abusador e marcava o encontro, a polícia se dirigiu para o local e ficou na região, só esperando uma mensagem do pedófilo.

No momento em que ele mandou a mensagem, a polícia entrou em ação e abordou o homem no carro.”Ele tinha acabado de estacionar o veículo, quando a gente efetuou a abordagem que ele desceu. A página que ele estava falando com a criança, estava aberta ainda no telefone”, lembra o policial.

“Foi um alívio muito grande”, diz a mãe. Ela conta que ficou de 12h46 até 19h50 conversando com ele.

“Ela foi muito sabia ao acompanhar toda essa conversa e procura, logo em seguida, a polícia para prender logo em seguida o rapaz. Isso foi fundamental para a prisão”, destaca a delegada Monalisa Fernandes dos Santos.

“Essas mensagens são importantíssimas, porque elas são a prova real, cabal do que está acontecendo. É importante: não apagar, não deletar nada”, explica a delegada Ancilla Vega, da Delegacia de Repressão à Pedofilia.

“A melhor forma de prevenir os crimes pela internet é conversar e educar. Existem mais de 2 bilhões de usuários de internet no mundo, dos quais 100 milhões estão no Brasil. E é claro que, num universo tão grande de pessoas, pode existir alguém querendo te prejudicar”, avalia Thiago Oliveira, presidente da SaferNet Brasil.

“Daqui pra frente, se eu pudesse dizer que era 90% atenta, agora vai ser acima dos 100%”, diz a mãe sobre o controle do filho na internet.

Deixe o seu comentário abaixo…

Fonte: Fantástico/Verdade Gospel



Estabelecendo Limites


Estabelecendo Limites

Estabelecendo Limites

Gênesis 2:16-17 – “E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente,17  mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás”.

   Você já percebeu que por toda a nossa vida somos educados e acostumados a viver com limites e restrições? Aliás, se existe uma coisa que o ser humano faz desde sempre é perguntar:

ATÉ AONDE POSSO IR? QUAL É O MEU LIMITE?

sermoes

Dinâmica das duas máscaras


DUAS MASCARAS

 DINÂMICAS BÍBLICAS PARA ADOLESCENTES

DINÂMICA DAS DUAS MÁSCARAS

Material: Folhas em branco, Canetas ou hidrocor, Barbante de

50 cm, Tesoura.

Desenvolvimento  : Cada participante recebe um folha em branco. Em cada lado da folha desenha uma máscara e escreve: … LEIA MAIS

 

Eu no mundo ou o mundo em mim?


EU

 

DINÂMICAS BÍBLICAS PARA ADOLESCENTES

EU NO MUNDO OU O MUNDO EM MIM

*Ideal para palestras com adolescentes que tratem desta correlação.

Material:
*uma folha branca de ofício ou A4.

*uma folha de papel de cor escura (preta,azul,vermelha e etc.) do mesmo tamanho.

*Cola.
1 – Convide um adolescente para vir a frente e …

LEIA MAIS

 

 

Expectativas e Avaliação


expec

 DINÂMICAS BÍBLICAS PARA ADOLESCENTES

EXPECTATIVAS E AVALIAÇÃO

Tema: quebra-gelo, levantamento de objetivos e avaliação da atividade
Duração: 20min + 10min.
Público: Adolescentes, mínimo 5 pessoas.
Material: bolas de inflar (bexiga), caneta permanente (tipo para retroprojetor).

Esta dinâmica acontece em duas etapas:…LEIA MAIS