Arquivo de etiquetas: Bíblia Sagrada

luis-zapata-multado-pregar-evangelho-contra-aborto

Jovem evangélico é multado por pregar o Evangelho em frente a clínica de aborto

luis-zapata-multado-pregar-evangelho-contra-abortoJovem evangélico é multado por pregar o Evangelho em frente a clínica de aborto

Um evangélico que lia versículos bíblicos contra a prática do aborto em frente a uma clínica dedicada a esse tipo de cirurgia foi detido pela Polícia de Englewood, em Nova Jersey (EUA).

Luis Zapata havia colocado cartazes em sua picape com versículos bíblicos, e lia a Bíblia em frente à clínica, quando foi abordado pela Polícia e obrigado a interromper sua atividade de evangelismo.

“Senhor, eu coloco meu coração para escrever um versículo do Evangelho e colocá-lo na picape. Preocupa-me a salvação de almas… Preocupa-me que neste país, há milhões e milhões de pessoas que acreditam que eles vão para o céu, mas realmente não vão”, disse Zapata.

O jovem afirmou que uma vez por semana dirige sua picape em viagens a várias cidades, sempre com cartazes evangelísticos, e nunca havia tido problemas com a Polícia. A iniciativa de pregar em frente à clínica de abordo, segundo Zapata, foi inspirada na possibilidade de salvar vidas e alcançar as mães com palavras de esperança.

“Eu tenho testemunhos de mulheres que não mataram seus filhos por causa da pregação do Evangelho”, disse Robert Parker, um dos cristãos que pregam contra o aborto junto com Zapata. “Quando eu comecei a ir, as mulheres estavam correndo para matar seus bebês. Mas, com o passar dos anos, o número de mulheres que vão à clínica foi reduzido drasticamente”, acrescentou.

Porém, de acordo com informações do Christian News, o trabalho de Zapata e seus parceiros evangelísticos vem sendo dificultado pela Polícia da cidade. Recentemente, Zapata tomou uma multa por estacionar a picape em local proibido e por pregar em público, além de obrigá-lo a remover os cartazes com os versículos João 8:24 e Números 32:23.

João 8.24 - "Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados".
Números 32:23 - "Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o SENHOR; e sabei que o vosso pecado vos há de achar".

Zapata pediu outros cristãos a tomar uma posição sobre a palavra de Deus, apesar dos obstáculos que possam enfrentar. “Eu encorajo todos os cristãos nascidos de novo e expressar o que a Bíblia diz, o que Jesus disse (em Mateus 10: 32-33 ): ‘Se você me negar aqui, eu o negarei no céu. Se você confessar o meu nome aqui, confessarei o seu nome no céu’”.

Fonte: Gospel+

blasfemia

Após a onda do desafio do gelo, nova moda nas redes sociais é o desafio da blasfêmia contra Deus

blasfemiaApós a onda do desafio do gelo, nova moda nas redes sociais é o desafio da blasfêmia contra Deus

 

O desafio do balde de gelo inaugurou uma onda de desafios nas redes sociais. No Brasil, internautas desafiam umas às outras a publicarem fotos sem maquiagem. Nos Estados Unidos, a nova moda agora entre os adolescentes é desafiarem uns aos outros a amaldiçoar Deus.

A “brincadeira” iniciada por jovens ateus é chamada de “The Blasphemy Challenge” (“desafio da blasfêmia”, em tradução do inglês), e tem se espalhado entre adolescentes norte-americanos.

A ideia basicamente é desafiar outras pessoas a publicar um vídeo amaldiçoando a Deus ou renunciando à obra do Espírito Santo em sua vida. Entre os mais ousados, há afirmações de que se a pessoa assumir as consequências dessa fala, incluindo a perda da Salvação, descobrirá na verdade que Deus não existe.

Entre os críticos da brincadeira, a jovem Perri Frost, 17 anos, foi ouvida pelo Charisma News e destacou que enxerga uma contradição no desafio da blasfêmia: “Alguns dos adolescentes que parecem mais hostis para com Deus são os mesmos que enfatizam que eles são pensadores racionais. Parece estranho querer insultar alguém que supostamente não está lá”, argumentou.

Os idealizadores do desafio da blasfêmia não negam que seu propósito é promover o ateísmo entre adolescentes cristãos. “É uma forma de expor o barro que é a doutrina cristã”, disse um dos principais divulgadores da “brincadeira” numa entrevista à Fox News.

A ideia surgiu a partir da leitura de Marcos 03:29, em que Jesus diz que “quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”. A partir disso, os ativistas ateus querem divulgar o conceito de que se Deus é “incapaz” de perdoar um pecado específico, talvez Ele não perdoe nenhum pecado, ou não exista.

Com esses argumentos, os ativistas ateus desenvolveram o desafio da blasfêmia a fim de levar desprezo e descrédito à fé cristã e os relatos bíblicos.

Fonte: gospel+

Comentários da Redação do Palavra Verdadeira: Gálatas 6:7  - "Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará".

 

i-love-sex-god

“Deus ama o sexo”: igreja cria campanha ousada para divulgar palestras de temas eróticos

i-love-sex-god“Deus ama o sexo”: igreja cria campanha ousada para divulgar palestras de temas eróticos

 

Uma campanha criada e divulgada por líderes evangélicos quer difundir o conceito de que Deus “ama o sexo”

Os pastores da Church Restored, em Wilkes-Barre, Pensilvânia (EUA), quer divulgar a ideia de que o sexo é descrito na Bíblia de forma positiva, pois foi “inventado” por Deus. A estratégia dos pastores para a campanha incluiu um outdoor com a mensagem “Eu amo sexo (Deus)”.

De acordo com informações do Christian Post, essa não é a primeira ideia nova e chocante desta igreja. Tempos atrás, os pastores colocaram um cartaz na porta do templo com os dizeres “Proibida a entrada de pessoas perfeitas”. A ideia era ressaltar “a obra de Jesus na vida das pessoas”.

Conforme o esperado pelos pastores, o outdoor tem atraído a atenção de muitos motoristas, mesmo com o choque lógico da dificuldade que a maioria tem em não saber como associar a mensagem com o discurso religioso.

O pastor Dan Nichols, um dos responsáveis pela ação, explicou que a igreja pretende atrair pessoas com esta campanha durante o mês de setembro para uma série de palestras com base no livro Cântico dos Cânticos, também conhecido como Cantares de Salomão.

“O objetivo desta conferência é refletir sobre a questão da sexualidade como algo criado por Deus, e com base nesse livro, notável por sua estrutura poética e amorosa e recheado de temas eróticos. Se a cultura pode ser tão ousada, eu acho que a igreja também pode ser e falar diretamente com esta questão e estar na vanguarda”, opinou o pastor Dan.

Atualmente, os cultos dominicais da igreja – que segue a linha batista e foi fundada há um ano – atraem cerca de 400 pessoas. O conteúdo dessas palestras vai se concentrar no projeto original de Deus para a sexualidade a partir de uma perspectiva bíblica, diz Dan: “Nós queremos proclamar as Escrituras, e que o sexo é maravilhoso e lindo, mas apenas no projeto original de Deus”.

Fonte: Gospel+

pastor-john-correia-e-familia

Pastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

pastor-john-correiaPastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

O pastor John Correia, líder da West Greenway Bible Church, na cidade de Glendale, Arizona (EUA), adotou um princípio polêmico na instrução a seus fiéis e com isso, atraiu uma polêmica enorme. Correia usa rifles no púlpito da igreja, enquanto prega o sermão.

Ex-oficial da Marinha dos Estados Unidos, o pastor costuma dizer que Jesus ama armas. Casado, pai de 3 filhos, Correia possui mais de 20 armas de fogo e leva sua família para caçar em uma base regularizada. Sua filha de oito anos de idade, Abby, ganhou um rifle rosa calibre .22 de presente de aniversário.

Correia acredita que as armas não são um problema nos Estados Unidos, e afirma que o único problema são as pessoas más em posse de armas de fogo, segundo informações do jornal inglês Daily Mail.

“O que alimenta a minha paixão por armas e autodefesa? Em primeiro lugar e acima de tudo a minha fé cristã. Gostaria que todos se dessem bem, eu gostaria que o mundo fosse bom, mas ele não é. E até chegarmos a esse mundo perfeito, onde Jesus vem de novo, precisamos ser capazes de nos defender. Em Lucas 22:36 Eu acredito que Jesus disse: ‘Deixe a pessoa que não tem espada, venda a sua capa e compre uma’”, argumenta o pastor.

Em meio à discussão na sociedade americana sobre as mortes causadas por armas de fogo, John Correia diz que seu interesse pelas armas é motivado apenas por precaução.

“As pessoas me perguntam o tempo todo sobre [o que a Bíblia diz a respeito da] paz na Terra e boa vontade a todos os homens? Absolutamente verdade, eu acredito muito fortemente em que Paulo diz no capítulo 12, versículo 18, diz ele, se possível, na medida em que depende de você, esteja em paz com todas as pessoas. E eu sou um amante da paz, eu sou amigável”, defendeu-se o pastor. “Mas você sabe de uma coisa? Há algumas pessoas que não vão estar em paz com você”, acrescentou.

pastor-john-correia-e-familia

Fonte: Gospel+

marina-silva

Marina Silva evangélica: conheça as posturas da candidata e as opiniões sobre ela das pessoas à sua volta

marina-silvaMarina Silva evangélica: conheça as posturas da candidata e as opiniões sobre ela das pessoas à sua volta

Marina Silva tem sido criticada por setores da sociedade que simpatizam com as exigências da militância homossexual e que entendem que as mudanças que a presidenciável exibiu em seu programa de governo são resultado de sua fé evangélica.

Porém, a própria candidata fala abertamente sobre sua fé e explica que não se aproveita de sua condição de missionária da Assembleia de Deus do Plano Piloto, em Brasília, para alavancar sua carreira política.

“Não faço de palanques púlpitos, nem de púlpitos, palanques. Minhas decisões políticas são elaboradas, discutidas e implementadas nos espaços da institucionalidade da política […] Nunca instrumentalizei minha crença religiosa para um fim político”, disse à Folha de S. Paulo.

No entanto, Marina reforça que sua fé em Deus norteia seus passos: “A vida é uma oração, um processo constante e intenso de relacionamento com Deus”, disse a candidata do PSB, que frisou ainda que não há nenhuma doutrinação cristã que ponha em xeque a cidadania de quem professa a Jesus como Salvador: “Para os cristãos de qualquer corrente teológica, a Bíblia é a base de sua fé. O exercício da fé é um direito de ordem pessoal, assegurado pela Constituição do Brasil. Apenas aqueles que se pautam pela intolerância religiosa encaram esse direito como elemento que conspira contra o Estado laico e o Estado de Direito”.

Assim como outros presidentes que ocuparam o cargo no Planalto, Marina diz que se eleita, continua sendo mais uma das cidadãs brasileiras protegida pelo direito constitucional de fé e crença: “O presidente tem direito de vivenciar espaços de sua vida num ambiente restrito à sua pessoalidade sem a obrigatoriedade de compartilhar essa experiência com a chamada opinião pública”, pontuou.

A parceria com Eduardo Campos

A decisão tomada por Marina Silva de integrar a chapa que Eduardo Campos liderada no PSB foi tomada após muita oração, dizem seus assessores.

Na madrugada do dia 04 de outubro de 2013, quando precisava decidir a qual partido se filiaria para poder concorrer nas eleições deste ano Marina recorreu à Bíblia, pedindo para que Deus falasse com ela através de um versículo e assim, a ajudasse a tomar a decisão correta.

“Ela, para tomar uma decisão, santo Deus, demora, porque, além de consultar a terra, ela tem que consultar o céu. Tem de ouvir todo mundo, aí amadurece [a ideia] Ela nunca [misturou fé e política], não faz parte da bancada evangélica”, afirmou a pastora Valnice Milhomens, da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, amiga de oração há mais de uma década de Marina Silva.

O próprio Eduardo Campos já havia confirmado numa entrevista à Folha que Marina havia dito a ele que a escolha de filiar-se ao PSB e juntar-se como vice na sua candidatura tinha sido inspirada na Bíblia Sagrada.

A conversão

Marina foi criada no catolicismo e em 1997, estava doente e consultou um médico que, durante a conversa, a colocou numa ligação com o pastor André Salles, à época da Assembleia de Deus.

“Achava que aquilo era uma coisa fora do prumo para um médico. Aí o pastor André falou para mim: ‘Olha, eu tenho o dom de revelação do Espírito Santo’”, afirmou Marina Silva. A declaração pode ser vista num vídeo em que a candidata fala de sua conversão.

Desde então, Marina que quase se tornou freira, é convertida ao cristianismo evangélico, e nas oportunidades que tem para falar de sua fé, explica de forma incisiva que suas ideias sobre política não são pautadas pelos interesses políticos de líderes religiosos.

Fanatismo?

O reverendo Caio Fábio possui um longo relacionamento de amizade com Marina e numa entrevista à Folha afirmou que a presidenciável não possui “nenhum resquício de fanatismo” religioso.

“Seus dogmas são pessoais. A fala dela é a do bom senso”, descreveu Caio Fábio. “É uma coisa idiota alguém pensar que o Brasil pode se tornar um Irã, um califado evangélico, um país evangélico taleban. Isso é idiotice, loucura e insanidade”, acrescentou o líder do movimento Caminho da Graça.

As críticas feitas a Marina Silva por líderes evangélicos por conta de suas posturas políticas são na verdade, queixas de quem gostaria de ver alguém com tanto capital eleitoral hasteando as bandeiras da bancada evangélica, diz Caio: “Eles querem dela um grito de ruptura, que ela proponha um movimento evangélicos contra isso ou aquilo’. Aí ela vira persona non grata’ por ser uma pessoa infinitamente superior à mentalidade desses trogloditas”.

Direitos civis a homossexuais

Numa entrevista concedida ontem, 01 de setembro, Marina ressaltou que o Supremo Tribunal Federal (STF) assegurou aos homossexuais o direito à união civil, e que respeita a autoridade da Justiça.

“Num estado laico devem ser respeitado todos os brasileiros, nos seus direitos públicos e privados. Essa é uma conquista da sociedade brasileira e que qualquer governante deve defender”, afirmou.

moedas-grande-revolta-israel

Escavações em Israel descobrem moedas de 2 mil anos que reforçam narrativas bíblicas e históricas

moedas-grande-revolta-israelEscavações em Israel descobrem moedas de 2 mil anos que reforçam narrativas bíblicas e históricas

Uma obra numa rodovia que liga Jerusalém a Tel Aviv, em Israel, levou a uma descoberta arqueológica que corroborou alguns relatos bíblicos e históricos.

A escavação descobriu uma caixa de cerâmica com 114 moedas de bronze, datadas do 4º ano da Grande Revolta dos judeus contra o Império Romano, aproximadamente 70 anos depois de Cristo (d. C.), quando o Segundo Templo foi destruído sob o comando do imperador Tito, apenas cinco anos após a conclusão de uma obra de restauração.

De acordo com as informações da Christian Broadcasting Network (CBN), a escavação foi conduzida sob responsabilidade da Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI), uma espécie de instituição que preserva a história do país e já encontrou outros artefatos ligados a períodos narrados pela Bíblia.

Pablo Betzer e Eyal Marco, diretores da AAI nesta empreitada, afirmaram que o local onde as moedas foram encontradas demonstra que alguém já previa a queda de Jerusalém ao final da Grande Revolta contra os romanos.

“Obviamente alguém aqui temia que o fim estivesse chegando e as escondeu de sua propriedade, talvez esperando recolhê-las mais tarde, quando a calma fosse restaurada na região”, disseram os diretores Pablo Betzer e Eyal Marco num comunicado.

De acordo com os estudiosos, um dos lados da moeda estampa a figura de um cálice com uma inscrição na língua hebraica, que diz “Para a Redenção de Sião”. No outro lado, há a inscrição “quatro anos”, em referência ao quarto ano da Grande Revolta.

Junto às moedas e a caixa de cerâmica, foram encontrados itens ritualísticos usados pelos judeus na Festa dos Tabernáculos.

Agora, a AAI e a empresa de infra-estrutura de transportes Netivei Israel, que fiscaliza a expansão da rodovia, estudam a possibilidade de preservar a antiga vila onde as moedas foram encontradas, como parte da política de preservação histórica e promoção do turismo na região.

Fonte: Gospel+

facebook-de-deus-e1406204009780

“E se Deus criasse um perfil no Facebook?” Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo; Confira

facebook-de-deus-e1406204009780“E se Deus criasse um perfil no Facebook?”

Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo

A mudança comportamental que as redes sociais estão impondo às pessoas já causou reflexões no meio religioso. O advento do Facebook e os costumes que ele impõe aos seus usuários já foram motivos suficientes para inspirar a cantora Suellen Lima a sugerir, com a música “Sai, Sai do Facebook”, que o crente deva gastar menos tempo com “curtidas” e mais com oração. Agora, há quem tenha proposto imaginar o contrário: falar com Deus através do Face.

O teólogo Mauricio Zágari publicou artigo em que sugere um exercício de criatividade para imaginarmos como seria se Deus tivesse uma página na rede social e resolvesse agir e falar apenas através dela.

“Deus, certo dia, decide que precisa ingressar na pós-modernidade e criar um perfil no Face, para não ficar deslocado. Claro que isso traria uma mudança na forma de Ele se relacionar com a humanidade, pois, se essa página de web conseguiu mudar a forma de milhões de pessoas se relacionarem umas com as outras, por que não mudaria também a do Todo-Poderoso?”, questiona o escritor.

Segundo Zágari, a fanpage de Deus poria um fim às vigílias de oração e cultos de louvor, pois bastaria “curtir” uma publicação d’Ele para praticar a versão século XXI do “vigiai e orai sem cessar”.

“Para começar, acabariam as orações e a leitura da Bíblia. Porque esses são os meios que Deus criou para ter relacionamento e criar intimidade com a humanidade: nós falamos com Ele pela oração; Ele fala conosco pela Palavra. Mas, com o Face, isso não ocorrerá mais. Oração e Bíblia tornam-se meios antiquados de dialogar.

O Senhor decretaria, então, que quem quisesse falar com Ele teria de mandar um scrap e esperar que o Altíssimo postasse uma resposta na linha do tempo. Jeová agora seria um de nós, trocando ideias on-line: um Deus da moda, antenado.

Claro que isso nos afastaria d’Ele, tornaria nossos contatos muito menos pessoais, mas… quem se importaria? Com o advento das redes sociais, em grande parte as pessoas já não se telefonam mais mesmo, não se visitam mais, não mandam cartões no Natal, fazem tudo pelo Face: convites de aniversários, marcação de encontros, votos de parabéns em datas festivas… não se gasta mais tanto tempo conversando, afinal. É só postar umas palavrinhas ali e está resolvido”, afirma, crítico, o teólogo.

Mauricio Zágari diz ainda que “outra vantagem da adesão do Divino ao Face seria que, finalmente, Deus não precisaria se dedicar muito tempo a longos processos de transformação na vida de uma pessoa: bastaria postar uma frase de efeito”.

A proposta do Evangelho, ao final, seria simplificada, ironiza o autor: “Jesus fez grandes discursos para dizer o que queria quando caminhou sobre a terra, mas, agora, basta pegar uma daquelas frases feitas de famosos, emolduradas num visual legal, e postar. Assim, o Todo-poderoso não levantaria profetas, mas postaria uma frase de Cazuza ou Clarice Lispector, dizendo algo como ‘Você foi feito para voar, abra as asas e se lance no vazio’. Ao ler isso, sua vida nunca mais seria a mesma”.

Ao encaminhar seu texto para a conclusão, Zágari destaca a importância das relações humanas e lamenta que as redes sociais da internet contribuam para o esfriamento desse contato: “Estar face a face é uma necessidade do cristão. Já estar no Face… sei lá, em dois mil anos de cristianismo não me parece ter sido tão essencial assim.

vc3adcio1

Apesar de o marketing da empresa Facebook ter conseguido convencer as multidões de que não estar no Face é algo como não fazer parte da raça humana, isso não passa de propaganda enganosa.

Como neste mundo o capitalismo, em geral, vence os bons argumentos, o Facebook e as redes sociais são um fenômeno de nossos tempos e devem durar ainda um bom período – quem se importa se o Face desumaniza as relações se, em um trimestre, seu faturamento com publicidade chega a US$ 1,24 bilhão? Enquanto o dinheiro entra, não se costuma fazer muitos questionamentos. E não será um blogueiro como eu que mudará isso”.

Por fim, a necessidade de estar com o semelhante é exaltada pelo autor como algo saudável: “Voz. Cheiro. Olho no olho. Lágrima. Sorriso. Abraço. Beijo. Carinho. Desculpem, não quero perder nada disso, porque ser gente que se relaciona com gente, que toca gente, que sente calor humano… é bom demais. E tudo o que nos rouba qualquer uma dessas coisas arranca um pedaço daquilo que faz de nós seres criados à imagem e semelhança de Deus”.

Fonte: Gospel+

pastor-marco-antonio-rodriguez

Árbitro que apitou partida entre Brasil e Alemanha na semifinal da Copa do Mundo é pastor e diz que já ouviu a voz de Deus

pastor-marco-antonio-rodriguez

Árbitro que apitou partida entre Brasil e Alemanha na semifinal da Copa do Mundo é pastor e diz que já ouviu a voz de Deus

O árbitro que apitou a partida entre Brasil e Alemanha pela semifinal da Copa do Mundo é pastor de uma igreja no México, e sua atividade fora dos gramados ganhou destaque após a escalação para o jogo.

Marco Antonio Rodriguez é conhecido por ser um árbitro rígido, que não economiza cartões amarelos e vermelhos, mas em seu país, também é conhecido por ser líder de uma igreja na cidade de Milpa Alta, na região metropolitana da Cidade do México, e por recusar um apelido que classifica como “demoníaco”.

Os torcedores mexicanos o apelidaram de “Chiquidrácula” (Minidrácula), graças a sua semelhança física com um personagem de uma antiga novela. O pastor e árbitro não gosta por entender que sua atividade de fé não combina com a brincadeira, segundo informações do Uol.

Em seu testemunho, o pastor deixa claro que teve a vida transformada ao se converter ao Evangelho: “Estou muito feliz de estar aqui hoje. Poderíamos falar sobre porque não dei um pênalti para o Toluca ou porque expulsei Cuauhtémoc Blanco, mas hoje quero contar a vocês como Deus mudou a minha vida”, diz Rodriguez.

A aproximação de Deus aconteceu na véspera de uma partida que apitaria no Qatar em 2003: “Ouvi claríssimo, pela primeira vez: ‘Para agora! Porque vai acontecer uma tragédia em sua família’”. Obediente, ajoelhou e orou por um longo período, até que sentiu uma “paz” no coração.

No dia seguinte, foi informado por sua esposa que sua irmã esteve perto de morrer. Convicto de que a oração havia poupado a vida da irmã, o árbitro passou a dedicar-se mais à fé: “A partir daí, comecei a sentir um desejo ardente de me tornar íntimo de Jesus Cristo”.

O pastor conta que os milagres divinos começaram em sua vida quando sua esposa, classificada pelos médicos como infértil, deu à luz a primogênita do casal, Abigail. Um segundo milagre ligado à família aconteceu na gestação do segundo filho, Shalom, quando um problema no útero forçou os médicos a dizerem que era necessário uma cirurgia para salvar a mãe, mas matar o bebê. “Deus vai nos mostrar algo, Deus vai nos mostrar algo”, disse Rodriguez aos médicos, antes de recusar a cirurgia, mesmo com todos os riscos. “O médico disse que eu estava louco, mas eu acreditava no Senhor”, lembra o juiz, que viu seu filho nascer sem problemas cinco meses depois: “A minha relação com Deus é pessoal”, argumentou.

Marcado nesta Copa do Mundo por ter sido o juiz que não viu o atacante uruguaio Luiz Suárez morder um adversário durante o jogo contra a Itália, Rodriguez pretende passar despercebido na partida de hoje, e voltar à sua rotina de pregador do Evangelho.

Fonte: Gospel+

sal-ungido-

Apóstolo unge 50 Kg de sal para “ritual sagrado” e causa polêmica; Repercussão internacional alerta para distanciamento da Bíblia

sal-ungido-Apóstolo unge 50 Kg de sal para “ritual sagrado” e causa polêmica

 Repercussão internacional alerta para distanciamento da Bíblia

 

Os rituais realizados por igrejas neo pentecostais no Brasil a pretexto de reproduzir narrativas bíblicas estão causando polêmica e atraindo a atenção da mídia cristã internacional.

O “ato profético” da Igreja Apostólica da Plenitude do Trono de Deus em que o apóstolo Agenor Duque “ungiu” 50 Kg de sal e espalhou o condimento no templo para que os fiéis participassem do rito foi destaque no portal em língua espanhola Acontecer Cristiano.

A ideia do ritual era que se recriasse a narrativa de 2 Samuel 8:13, quando o rei Davi enfrentou 18 mil soldados no Vale do Sal. Fiéis, obreiros e pastores auxiliares caminharam ajoelhados por cima do sal, e ao término do “ritual sagrado”, os frequentadores da igreja jogavam sal em seus corpos, como se preparassem para uma guerra. A foto do momento em que o apóstolo ora pelo sal mostra os fiéis da denominação à espera do final do ritual para que possam ser “ungidas” através do condimento.

Assista ao vídeo do momento em que o apóstolo “unge” o sal que foi usado no ritual na fonte de Eliseu, em Jericó:

Controvérsias

O portal Acontecer Cristiano diz que os cristãos devem “permanecer alerta para as novas tendências que promovem ‘estranhos rituais’ e costumes que estão longe do cristianismo bíblico”.

As igrejas neo pentecostais são conhecidas pelo sincretismo religioso em suas celebrações, trazendo elementos ritualísticos de outras religiões – em sua maioria emprestados do judaísmo – e são alvo de muitas críticas justamente por adicionarem “ingredientes” no Evangelho descrito na Bíblia Sagrada.

Dentre líderes e teólogos das igrejas evangélicas tradicionais e históricas, tais práticas são consideradas uma aproximação destas denominações ao catolicismo, e teriam nos artefatos e “unções especiais” os elementos que ritualísticos semelhantes aos da igreja sediada em Roma.

Numa entrevista concedida ano passado, os pastores e músicos da banda Resgate (ex-bispos primazes da Igreja Renascer em Cristo, uma das principais denominações neo pentecostais do Brasil), classificaram o uso de elementos ritualísticos como “badulaques”.

“O Evangelho de Jesus Cristo era contracultura. E a gente criou uma cultura para se alimentar dela, e nem a nossa cultura brasileira a gente usa. Então a gente é muito tapado, hoje […] Era assim no começo: todo mundo tinha que vir pra Israel. Jesus Cristo veio e disse assim: ‘agora a Igreja vai para todo o mundo’. E a gente voltou pra dentro… A gente virou Israel de novo. A gente virou Israel de novo! […] Porque a gente só pensa na gente, no nosso umbigo, nas nossas coisas […] Jesus Cristo foi lá contra os religiosos… comia com as prostitutas, sentava lá com o publicano… Tava no meio dos pecadores. A gente se voltou para uma Igreja que se volta pra si. Virou uma Igreja judaizante, que só pensa nela. Ela é o umbigo do mundo”, disse o pastor Marcelo Amorim.

Fonte: Gospel+

Jesus tem que voltar logo

novilha-vermelha

Nascimento de novilha vermelha faz judeus planejarem construção do Terceiro Templo; Animal é visto como sinal do fim dos tempos por cristãos; Assista

novilha-vermelhaNascimento de novilha vermelha faz judeus planejarem construção do Terceiro Templo

Animal é visto como sinal do fim dos tempos por cristãos

 

Os judeus ortodoxos vivem atentos a alguns sinais que, dentro de sua tradição, significaria o surgimento do Messias, uma vez que eles não reconhecem Jesus como o Filho de Deus. O nascimento de uma novilha vermelha fez a comunidade judaica – e também os cristãos – especularem sobre o início do fim dos tempos.

Para os judeus, somente a construção do Terceiro Templo poderia restabelecer a condição de adoração perfeita a Deus, mas para isso, alguns rituais da religião tem que ser cumpridos. E um dos principais, a purificação dos sacerdotes, não pode ser feita sem as cinzas de uma novilha vermelha, conforme descrito no livro de Números, capítulo 19.

Desde o ano 70 d.C. não nascia uma novilha vermelha sem defeitos em Israel, e o nascimento do animal fez com que os envolvidos a transportassem para os Estados Unidos, para ser criada em segurança. Em outras situações, animais que carregavam a mesma expectativa, foram mortos por judeus que temiam que a realização dos rituais acirrassem os ânimos com os palestinos, afinal, o Terceiro Templo teria que ser construído em Jerusalém, cidade que hoje tem seu território dividido com muçulmanos e cristãos.

“Na verdade, o destino de todo o mundo depende da novilha vermelha, pois suas cinzas são o único ingrediente que falta para o restabelecimento da pureza, e portanto a reconstrução do Templo Sagrado”, disse um membro do Instituto do Templo, entidade israelense que funciona como uma espécie de mantenedora das tradições e conhecimento sobre o tema.

“O papel do Terceiro Templo para toda a humanidade traz a visão messiânica do futuro: o chamado para viver uma vida eterna, liberado da farsa e da infelicidade que é a condição atual de tantas pessoas. A ordenança divina da novilha, que está além do alcance frágil do intelecto humano, com todos os detalhes de sua preparação e cerimônia, chama a Israel e a todos os que procuram agarrar-se a Palavra Viva do Deus de Israel: purifiquem-se”, diz trecho do comunicado do Instituto.

Segundo as tradições, a novilha vermelha deve chegar à fase adulta atendendo a uma série de requisitos, e entre eles está a necessidade de o animal não possuir um único pelo preto, para que possa ser sacrificado e depois cremado para que os sacerdotes usem suas cinzas.

A construção do Terceiro Templo é descrita no Apocalipse como um dos eventos que caracterização o reinado do anticristo, já na Grande Tribulação, após o arrebatamento da Igreja.

Fonte: Gospel+