Arquivo de etiquetas: câncer

raio_x_esqueleto_fumando_465

Pesquisa revela: 65% dos pacientes com câncer continuam fumando

fumoPesquisa revela: 65% dos pacientes com câncer continuam fumando

Levantamento feito pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) com pacientes da instituição mostra que 65% dos pacientes fumantes não conseguem largar o cigarro mesmo após receber o diagnóstico da doença. O coordenador de Apoio ao Tabagista do instituto, Frederico Fernandes, disse que o resultado da pesquisa foi surpreendente. “Nós imaginávamos, justamente, que uma pessoa que fumasse, na hora de receber o diagnóstico de câncer ficasse motivada a parar, pelo fato de ter desenvolvido uma doença relacionada ao tabagismo”, ressaltou em entrevista à Agência Brasil.

Segundo o médico, apesar da vontade dos pacientes de largar o tabaco, o vício é muito forte. “Quando a gente conversa com esses pacientes, vemos que eles têm vontade, estão motivados, mas, pelo fato de ter um nível alto de dependência da nicotina, não conseguem parar ou reduzir”, contou.

raio_x_esqueleto_fumando_465

A situação se agrava, de acordo com Fernandes, pelo fato de o cigarro ser uma válvula de escape de grande parte dessas pessoas ao lidar com situações difíceis. “E, muitas vezes, quando a pessoa recebe um diagnóstico como esse, acentua os traços de ansiedade. Com isso, ela acaba não conseguindo largar o cigarro por não conseguir canalizar a ansiedade contra a doença em outra coisa”, explica o médico.

Além de ser um fator que contribui para o surgimento do câncer, Fernandes destaca que o cigarro pode atrapalhar o tratamento. “Alguns tipos de quimioterapia têm menor eficácia quando a pessoa continua fumando e recebendo o tratamento”, enfatiza. Fumar também interfere na cicatrização e recuperação de cirurgias. “Se uma pessoa é submetida a uma cirurgia, parando de fumar ela tem uma cicatrização melhor e um pós-operatório menos complicado”, acrescenta.

Há ainda, segundo o médico, o problema da fragilização do sistema respiratório. “Uma das principais complicações que ocorrem no tratamento de câncer são as infecções respiratórias. E a pessoa que fuma tem chance maior de contrair uma infecção durante o tratamento do câncer”.

Por isso, o Icesp montou uma equipe para apoiar os pacientes que querem deixar o cigarro. “Nós temos uma equipe multiprofissional, composta por psicólogos, enfermeiros, nutricionistas e médicos, que vai dar um tratamento baseado tanto em medidas comportamentais, quanto em medicações, para tentar diminuir o vício”, detalha Fernandes.

Uma das principais linhas de atuação do grupo é, justamente, ajudar os fumantes a lidar com a ansiedade sem o tabaco. “Ensinar como lidar com as situações de problema, com o stress do dia a dia, sem precisar recorrer ao cigarro, coisa que muitos deles estão acostumados a recorrer desde a adolescência”, explica o médico.

Fonte: EBC/Verdade Gospel

 

O prognóstico

o prognosticoO prognóstico

Uma jovem mãe, submetida a um tratamento contra câncer, voltou do hospital sem cabelos, por causa da radioterapia, e muito consciente da sua aparência.

Estava sentada na cozinha, quando seu filho apareceu na porta, olhando-a curiosamente.

Quando a mãe iniciou o discurso que ensaiara para ajudá-lo a entender o que via, o menino se aproximou e aconchegou-se em seu colo, quietinho, a cabeça recostada em seu peito.

A mãe acariciou a cabecinha do filho e disse: “Você vai ver como daqui a pouco o meu cabelo vai crescer e eu vou ficar melhor, como era antes.”

O menininho se levantou, olhou para a mãe pensativo. Com a espontaneidade de seus seis anos, respondeu: “Seu cabelo está diferente, mas seu coração está igualzinho.”

A mãe não precisava mais esperar por “daqui a pouco” parar melhorar. Com os olhos cheios de lágrimas, ela se deu conta de que já estava muito melhor.

Rochelle M. Pennington – Histórias para aquecer o coração das mães

 

CURSO OAB 1ª FASE – VENÇA A FASE
QUE MAIS REPROVA NO EXAME DE ORDEM:

 

Essa mulher irá morrer, mas o que ela está fazendo pelo filho é fantástico

cancer_mae_cartão08

Essa mulher irá morrer, mas o que ela está fazendo pelo filho é fantástico

Rowena tem câncer e irá morrer.

Não estranhe a dureza do início desse texto, pois é intencional. O baque que você deve ter sentido ao ler essa primeira linha foi o que Rowena sentiu ao saber que possuía um grave câncer de intestino, diagnosticado logo após o parto do seu primeiro e único filho, Freddie.

Mas ao invés de se desesperar e deixar que a doença tirasse o melhor de si, ela decidiu realizar algo muito especial: fazer-se presente na vida do filho mesmo depois que seu corpo físico não mais estivesse aqui. E como ela fez isso? Conheça um pouco da história dessa mãe.

Logo após o nascimento de Freddie, Rowena começou a sentir fortes dores de estômago, e após alguns meses, foi diagnosticada com câncer de intestino.

Na tentativa de vencer o câncer, os médicos retiraram seus ovários, útero, parte do intestino e abdômen.

cancer_mae_cartão09

Ela não ligava para o tratamento; só queria passar mais tempo com a família.

cancer_mae_cartão10

Apenas 4 meses após a cirurgia, o câncer se espalhou pelo fígado, pulmões e pelvis. Não havia mais esperança para ela.

cancer_mae_cartão11

Em vez de deixar que a morte iminente destruísse o resto de sua vida física, ela decidiu planejar sua “vida” mesmo após a sua morte. Rowena começou a escrever cartões para que Freddie pudesse abrir em momentos especiais e lesse as mensagens deixadas.

cancer_mae_cartão12 cancer_mae_cartão13

Freddie poderia abrir uma mensagem especial da sua mãe em todos os aniversários.

cancer_mae_cartão04

Rowena confessou se sentir estranha ao escrever para o seu filho quando ele tivesse 21 anos, pois nem imaginava como isso seria.

cancer_mae_cartão05Com os cartões, ela quer que ele sinta o quanto ela o amou, além de fazer com que ele sentisse um pouco de sua presença ali.

cancer_mae_cartão06

Rowena já passou por inúmeras sessões de quimioterapia e cirurgias, mas ela não se importa, contando que possa passar mais tempo com a sua família e fazê-los ter certeza de todo o amor que ela eternamente sentirá.

cancer_mae_cartão03

Rowena ainda está viva mas, no momento, está longe do seu filho, o que o deixa triste. Então, ela disse que o ursinho de pelúcia de Freddie possui poderes mágicos e que poderia conversar com ele quando se sentisse solitário, pois ela poderia ouvi-lo quando estivesse no hospital ou mesmo depois de falecida.

cancer_mae_cartão07

A história de Rowena parece nos lembrar de que o que nos torna presentes neste mundo não é o nosso corpo físico, mas aquilo que fazemos e os sentimentos que compartilhamos. Afinal, imortalidade não é necessariamente viver para sempre, mas ser lembrado pela nossa positiva passagem – de preferência – por esta terra e, quem sabe, inspirar as próximas gerações com a nossa história de vida.

cancer_mae_cartão02

http://www.tudointeressante.com.br/