Arquivo de etiquetas: conversão

marina-silva3

Conversão de Marina Silva ao Evangelho, há quase 20 anos, aconteceu após sentenças de morte; Assista ao testemunho

marina-silva3Conversão de Marina Silva ao Evangelho, há quase 20 anos, aconteceu após sentenças de morte

Marina Silva é evangélica desde 1995, quando era senadora e na aflição da busca pela cura para seus problemas de saúde, aceitou a Jesus Cristo como único Salvador. Porém, na campanha eleitoral deste ano, o assunto se tornou arma de especulação e promoção de preconceito nas mãos de seus adversários políticos, que cogitam a possibilidade de a candidata à presidência ser uma “fundamentalista” religiosa.

Em um vídeo gravado em 2010, quando disputou a presidência da República pela primeira vez, abrigada pelo Partido Verde (PV), Marina contou o testemunho de sua conversão num culto, e detalhou os momentos difíceis enfrentados por conta de sua saúde fragilizada.

Na infância paupérrima no seringal Bagaço, em Breu Velho, no Acre, Marina esteve exposta por diversas vezes à malária, leishmaniose, hepatite e também sofreu com a contaminação por metais pesados, como o mercúrio, por exemplo.

Adolescente, cogitou tornar-se freira, mas enveredou pela militância política sob a tutela de Chico Mendes e foi eleita senadora pelo PT em 1994, assumindo o posto em 1995. Nesse ano, coberta pelo plano de saúde do Senado, fez tratamentos caríssimos no exterior, com médicos do Chile e dos Estados Unidos. Porém, nada surtia efeito e seu corpo ficava cada vez mais debilitado.

Em seu testemunho, Marina diz que sua visão e orientação espacial estavam prejudicadas, assim como fígado e outros órgãos. Para conseguir comer, seguia uma dieta rigorosa e fazia refeições de hora em hora.

No Brasil, após receber “a terceira sentença de morte”, a então senadora acreana ouviu de um médico que ela “precisava de um milagre”. A afirmação a deixou “irritada e constrangida”, mas aceitou a oferta de conversar com o, à época, jovem pastor André Salles, da Assembleia de Deus.

Marina conta que inicialmente achou que Salles fosse um charlatão, mas o pastor disse a ela ter dons espirituais, como revelação e línguas, e descreveu pessoas à sua volta, o que a levou a crer que algo verdadeiro estava acontecendo. Convidada a aceitar Jesus, Marina concordou e as mudanças começaram pelo seu modo de ser.

Em 1997, dois anos após se converter, ela ainda sofria com os mesmos problemas de saúde, e em durante um momento de oração pelos enfermos num culto, lembrou da sigla DMSA, que descreve um remédio experimental que havia sido apresentado a ela nos Estados Unidos. Encorajada pela revelação, Marina aceitou tomar três doses da droga e a partir de então, sua saúde foi restaurada.

Em 18 de novembro de 2004, Marina foi consagrada missionária da Assembleia de Deus Novo Dia, no Plano Piloto, em Brasília. Desde então, concilia o ministério com suas atividades políticas, e ainda hoje, Marina dedica cuidados especiais com seu corpo e saúde, fragilizados ao longo dos anos, mas se considera curada dos problemas de saúde que a afligiram por tempos.

Fonte: Gospel+

Chamados de Cristãos

Chamados de Cristãos

Chamados de CristãosChamados de Cristãos

Mensagem ministrada pelo Pr. Edson Poujeaux, na IBNH, domingo, 03.08.2014

   Hoje, especialmente no mundo ocidental, ser cristão não significa nada de especial.

   A grande maioria QUE SE APRESENTA COMO CRISTÃ não é cristã por ter nascido na família de Cristo, mas por ter nascido numa religião chamada cristã e a quem, desde bebê, “batizaram” sem o seu consentimento.   São cristãos de nome e pela força das circunstâncias.

  Cristãos dessa qualidade não são agradáveis aos olhos de Deus, porque, de fato, só são cristãos de nome.  Não servem, não adoram, nem proclamam a Cristo!

   No tempo da Evangelização de Antioquia não era assim…  Ser cristão tinha de pagar um alto preço – a zombaria, o escárnio, a perseguição, o desprezo e, não poucas vezes, a morte.

   Hoje será que ainda há um povo que paga o preço de ser cristão?download sermoes

100-anos-Assembleia-de-Deus-Ceará

Assembleia de Deus comemora 100 anos no Ceará batizando 3 mil pessoas na Praia de Iracema e prepara grande festa na Arena Castelão

100-anos-Assembleia-de-Deus-CearáAssembleia de Deus comemora 100 anos no Ceará batizando 3 mil pessoas na Praia de Iracema e prepara grande festa na Arena Castelão

A igreja Assembleia de Deus está comemorando 100 anos de atuação no Ceará. E para marcar o início das comemorações de seu centenário no estado, cerca de 3 mil pessoas foram batizadas no mar pela denominação nesse domingo (03), em um grande encontro no Aterro da Praia de Iracema.

A celebração contou com a presença de cerca de 240 líderes das igrejas pertencentes à denominação na capital cearense e o grande batismo foi celebrado pelo presidente da Assembleia de Deus Templo Central, Pr. Antônio José Azevedo Pereira, em um evento que contou também com louvores e pregações.

Segundo informações do jornal O Povo, os batismos nas Assembleias de Deus são celebrados normalmente a cada mês. Mas, neste ano, todas as celebrações foram “acumuladas” para acontecerem juntas na abertura das comemorações do centenário da igreja.

Festa de encerramento do Centenário

Ao longo do mês de agosto as festividades em comemoração do centenário da denominação no Ceará se estenderão por templos da igreja em todo o estado, e o encerramento das comemorações será no dia 06 de setembro, em uma grande festa na Arena Castelão.

A organização do encerramento das festividades do centenário ficou a cargo do pastor Francisco Everton, idealizador da ExpoEvangélica, que explica estar trabalhando com uma grande equipe que está cuidando de cada detalhe da festa, desde a divulgação do evento em vários meios de comunicação, até a análise dos melhores equipamentos e montagem de estrutura para se adequar ao local.

- Nós já estamos há um ano trabalhando para a realização deste evento, que exige uma coordenação muito grande. A lotação do Castelão é de 63.900 pessoas. Nós vamos receber 63 mil pessoas aqui. Isto ganha proporções de um evento em nível mundial, apesar de ser o segundo estado do Brasil a celebrar o centenário da Assembleia de Deus; o primeiro foi no Pará. No Estado do Ceará nós temos 1 milhão e meio de evangélicos. Só na capital, temos em torno de 600 mil. Nós teremos convidados, não somente do Ceará, mas de todo o Brasil e até mesmo do exterior – afirmou o pastor, segundo o Guiame.

O pastor afirmou também que a comemoração do centenário da Assembleia de Deus no Ceará não será um evento exclusivo da denominação, mas que a igreja pretende se colocar como a anfitriã de uma grande festa, recebendo todas as outras denominações.

- Não somente as igrejas da Assembleia de Deus, como as Batistas, Presbiterianas… estamos esperando que todas as denominações estejam aqui representadas. Tanto é que teremos uma ala especial para 8 mil pastores, com suas esposas, onde todas as denominações estarão presentes. Não há acepção de igrejas / denominações. Estão todos convidados para estarem presentes na Arena Castelão e participar deste momento de louvor, celebração e adoração a Deus pelo Centenário da Assembleia de Deus no Estado do Ceará – concluiu.

Fonte: Gospel+

A Flor Rara

A Flor Rara

A Flor RaraA Flor Raradownload reflexões1

A Família Mais Rica da Igreja

A Família Mais Rica da Igreja

A Família Mais Rica da IgrejaA Família Mais Rica da Igrejadownload reflexões1

A IGREJA E O MENDIGO

A Igreja e o Mendigo

A IGREJA E O MENDIGOA Igreja e o Mendigo

Pastor se veste de mendigo e surpreende fiéis

O pastor Jeremias Steepek (foto acima) se disfarçou de mendigo e foi a igreja de 10 mil membros onde ia ser apresentado como pastor principal pela manhã.

   Caminhou ao redor da igreja por 30 minutos enquanto ela se enchia de pessoas para o culto. Somente 3 de cada 7 das 10.000 pessoas diziam “oi” para ele.

   Para algumas pessoas, ele pediu moedas para comprar comida. Ninguém na Igreja lhe deu algo. Entrou no templo e tentou sentar-se na parte da frente, mas os diáconos o pediram que ele se sentasse na parte de trás da igreja.

   Ele cumprimentava as pessoas que o devolviam olhares sujos e de julgamento ao olhá-lo de cima à baixo.

   Enquanto estava sentado na parte de trás da igreja, escutou os anúncios do culto e logo em seguida a liderança subiu ao altar e anunciaram que se sentiam emocionados em apresentar o novo pastor da congregação:

   “Gostaríamos de apresentar à vocês o Pastor Jeremias Steepek”.

   As pessoas olharam ao redor aplaudindo com alegria e ansiedade.

   Foi quando o homem sem lar, o mendigo que se sentava nos últimos bancos, se colocou em pé e começou a caminhar pelo corredor.

   Os aplausos pararam. E todos o olhavam. Ele se aproximou do altar e pegou o microfone. Conteve-se por um momento e falou:

   “Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.35  Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes;36  estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me.37  Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber?38  E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos?39  E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar?40  O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

   Depois de haver recitado o texto de Mateus 25:34-40, olhou a congregação e lhes contou tudo que havia experimentado aquela manhã.

   Muitos começaram a chorar, muitas cabeças se inclinaram pela vergonha.

   O pastor disse então: “Hoje vejo uma reunião de pessoas, não a Igreja de Jesus Cristo. O mundo tem pessoas suficientes, mas não suficientes discípulos. Quando vocês se tornarão discípulos?”.

   Logo depois, encerrou o culto e despediu-se: “Até semana que vem”!

   Amados: Ser cristão é mais que algo que você defende. É algo que você vive e compartilha com outras pessoas.

Somos dignos do nome de Cristãos QUANDO CARREGAMOS OS FARDOS DA MISÉRIA ALHEIA. Quando geramos comunidades que não sejam “VENHA A MIM, E AOS OUTROS NADA…” 

   É quando a comunidade fica pensando: o que posso fazer, para levar a bênção aos outros?  

   Se não for assim, é mero teatro semanal religioso.

A Conversão de Zacarias

A Conversão Do Jovem Zacarias

A Conversão de ZacariasA Conversão Do Jovem Zacariasdownload reflexões

Um Milagre no Casamento

Um Milagre no Casamento

Um Milagre no CasamentoUm Milagre no Casamento

João 2:1-11 – “1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus.2  Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.3  Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho.4  Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.5  Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.6  Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas.7  Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente.

8  Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram.9  Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo10  e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.11  Com este, deu Jesus princípio a seus sinais em Caná da Galiléia; manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele”.

Este foi o primeiro milagre que Jesus realizou, e não é em vão que tenha acontecido justamente num casamento! As Escrituras dão testemunho através disto, mostrando-nos que antes de Jesus realizar qualquer outro milagre de cura, libertação, etc. está interessado em agir nos casamentos. A família tem prioridade no plano de Deus, pois Ele não a criou para o fracasso, e sim para ser bem sucedida.
   Percebemos também que o milagre ocorrido deu-se em torno de haver ou não VINHO, que na Bíblia é uma figura de alegria (Salmo 104:15).

   Nos casamentos, o que vemos e ouvimos é que o vinho — ou seja, a alegria —  sempre acaba.

   Pessoas que viviam embriagadas de amor pelo cônjuge, assistem perplexas seus sentimentos desaparecerem. O matrimônio, de maneira geral está falido, pois o vinho sempre acaba. Mas quando Jesus está presente aí é que se estabelece a diferença! Milagres acontecem e ele traz vinho novo aonde já não mais existia vinho.

   Mas perceba que o milagre aconteceu porque Jesus estava lá. Ele e seus discípulos foram convidados para simplesmente estarem nas bodas; não receberam um chamado de última hora só porque os noivos precisavam de um milagre. Ele havia sido chamado para estar junto… E porque estava presente, operou o milagre!

   De maneira semelhante, se você quer um casamento que dure, que sobreviva à falta do vinho (alegria), convide o Senhor Jesus para estar presente.

   Não espere a crise chegar, cultive sempre a presença dele por meio de oração e leitura da Sua Palavra, a Bíblia Sagrada. E não apenas leia, mas pratique a Palavra, pois o milagre acontece aonde há obediência; foi dito aos serventes que fizessem tudo o que Jesus mandasse, e porque fizeram sem questionar se era racional ou não, receberam o milagre.

   Podemos observar ainda algumas figuras neste texto:
- O número 6 – Havia seis talhas. Na Bíblia, este número sempre fala de algo que é humano. É chamado número de homem (Ap.13:18). Portanto, percebemos que o milagre não depende só de Deus, mas há uma participação e um fator humano ligado a este milagre no casamento.

- As talhas – o significado espiritual destas talhas estão apontando para a parte que nos toca no que tange a receber o milagre de Deus. O seis fala do homem, e aqui entendemos nossa participação no milagre. As talhas eram o recipiente para o vinho que o Senhor Jesus transformaria. Normalmente eram pedras talhadas, trabalhadas.

   Isto sugere o quão duro somos no que tange aos relacionamentos e o quanto precisamos ser trabalhados por Deus em nossa forma de ser e agir no matrimônio. Quanto mais trabalhados nos deixamos ser pelo agir de Deus, maior será nosso potencial para receber o vinho. Uma pedra pouco talhada comporta pouco vinho, mas uma pedra bem trabalhada comporta mais vinho!

- A água – Era a matéria prima necessária para que o milagre pudesse acontecer. Não havia água nas talhas, Jesus foi quem mandou enchê-las. A água simboliza a Palavra e também o Espírito Santo. Nos lares onde o vinho (a alegria) chega a acabar, e todo o prazer do relacionamento desaparece, temos percebido que além dos erros cometidos na esfera natural, há também falta de água, ou seja, não há o cultivo diário da presença de Deus por sua Palavra (lida e praticada) e a presença viva de seu Espírito.

   Creio ser esta a chave do milagre. É importante se deixar ser trabalhado (o que é diferente de ser manipulado pelo cônjuge) na forma de se relacionar, mas se estas talhas não forem cheias da presença de Deus o vinho não aparecerá!

   Vale também ressaltar que quanto mais água aqueles servos colocassem nas talhas, mais vinho haveria; ou seja, o milagre de Deus em nosso casamento esta diretamente relacionado com o investimento que fazemos em cultivar Sua presença, através de Sua Palavra!

   Finalizando, quero chamar sua atenção para a qualidade do milagre. Jesus deu o que havia de melhor em matéria de vinho, a ponto de o mestre-sala se impressionar e comentar que normalmente se bebe antes o melhor vinho e, depois de o terem desfrutado, oferece-se o inferior.

   Meus amados, assim é com a maioria dos relacionamentos conjugais; bebem o melhor vinho nos primeiros anos, depois a qualidade cai e assim vai até que se acabe.

   Mas quando Deus faz um milagre, o que se experimenta é algo inédito, muito superior a tudo o que já se experimentou até então. Deus nos dá o melhor, sempre!

   Deixe Deus ser não apenas o Criador do matrimônio, mas aquele que oferece toda manutenção necessária. Quando isto acontece, não somente somos beneficiados com um lar melhor, mas Deus recebe glória.

   Irmãos, o vinho dos lares cristãos deve ser o da mais alta qualidade…

   Se você reconhece que o vinho acabou (ou está quase acabando) em seu matrimônio, creia na vontade de Deus de agir nos casamentos. Renove o convite ao Senhor Jesus para estar em seu lar, pratique estes princípios espirituais e seja feliz como o Pai Celestial sempre quis que cada casal fosse!

autor desconhecido

PREVENINDO O DIVÓRCIO ANTES DO CASAMENTO

Prevenindo o Divórcio antes do Casamento

PREVENINDO O DIVÓRCIO ANTES DO CASAMENTOPrevenindo o Divórcio antes do Casamento

 O divórcio prevalece na nossa sociedade permissiva.

Muitas pessoas hoje entram no casamento não esperando que ele dure. Dizem: “Sim” até que eles achem que dá para se saírem melhor.

Contudo, o divórcio não faz parte do ideal de Deus para o casamento das pessoas. Deus disse que “odeia o repúdio” (Malaquias 2:16).

Referindo-se ao divórcio e ao primeiro casamento em Éden, Jesus disse: “Não foi assim desde o princípio” (Mateus 19:8). Já que não havia mais ninguém no Éden, Adão e Eva tinham que fazer com que seu casamento desse certo. O divórcio é o fracasso de um relacionamento que é prometido diante de Deus, até que a morte os separe. Deus julgará “pérfidos” (Romanos 1:31) e “adúlteros” (Hebreus 13:4).

Do lado positivo, um casamento bem-sucedido é uma coisa boa (Provérbios 18:22) e “digno de honra” (Hebreus 13:4). O casamento é tão antigo quanto o homem, instituído no sexto dia da criação (Gênesis 1:26-31; 2:18-25).

O sucesso no casamento não é simplesmente encontrar a pessoa certa; é também ser o tipo certo de pessoa! Um casamento bem-sucedido é o equivalente a receber seu doutorado em relações humanas.

Perguntas bases para o namoro

Lembre-se, você não irá casar com uma pessoa sem primeiro namorar com ela! Um bom namoro constrói o alicerce para um bom casamento.

Pense nas seguintes perguntas bases para o namoro. Um bom casamento não é só um negócio do coração, mas é utilizar a massa cinzenta dada por Deus para fazer decisões lógicas baseadas no pensamento racional. “O simples dá crédito a toda palavra, mas o prudente atenta para os seus passos” (Provérbios 14:15).

Um bom senso comum nunca fez mal a ninguém. Vai ajudar a todos a encontrarem um par para toda a vida. As seguintes bases podem te poupar tristeza futuramente e, ultimamente, a sua alma.

Leva tempo conhecer bem alguém. Alguém que se apaixonou à primeira vista mais tarde gostaria que tivesse olhado uma segunda vez! “Não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira” (Cântico dos Cânticos 2:7). O amor verdadeiro, que dura para toda a vida, não pode ser apressado. Você pode estar apaixonado, não pela pessoa que você mal conhece, mas pela ideia de estar apaixonado.

Alguns acham que não ser casado é tão ruim que estão desesperados para se casarem. Porém, ser casado com a pessoa errada é pior do que não ser casado.

“O sofrimento matrimonial se tornou o maior problema da saúde mental neste país” (Reader’s Digest, Novembro 1986, EUA). Seu par pode te completar ou te quebrar. A influência das mulheres pagãs de Salomão desviou o seu coração de Deus (1 Reis 11:3).

A pessoa é cristã? Tenha como alvo casar com um cristão. Assim, ambos terão o mesmo objetivo de agradar a Deus e ir para o céu. O casamento é um triângulo sagrado, uma aliança sagrada entre um homem e uma mulher feita diante de Deus (Provérbios 2:17; Mateus 19:5-6).

“Quanto mais um homem e a sua mulher se aproximam de Cristo, mais claro se torna para eles a importância de ficarem perto um do outro” (R. B. Dobbins).

Têm-se observado que o casamento é um compromisso perfeito de amar uma pessoa imperfeita. “As muitas águas não poderiam apagar o amor” (Cântico dos Cânticos 8:7). Aprender sobre o amor de Deus pode ajudar o cristão a se tornar mais amoroso para com o seu cônjuge (1 Coríntios 13:4-8).

Casar-se por razões principalmente superficiais, como meras aparências físicas, é como comprar um carro por estar bem pintado. Uma boa pintura é ótima, mas se não há uma qualidade confiável debaixo do capô, você não vai a lugar nenhum.

Assim é também no casamento. A beleza é realmente mais profunda que a pele. O amor é mais que sexo. O caráter conta!

“Não case com a pessoa que você poderia meramente aguentar. Case com aquela que você não pode viver sem!” (James Dobson).
Como os pais do seu pretendente se tratam?

Lembre-se de que eles têm sido o modelo dele(a) há muitos anos. “O comportamento corre em canais profundos que foram cortados cedo na infância, e é muito difícil mudá-los” (James Dobson). O comportamento dos pais dele(a) podem indicar como você poderia ser tratado mais para frente.

O seu pretendente se importa de verdade com suas necessidades e seus sentimentos pessoais? O pecado do egoísmo tem destruído muitos casamentos. O amor como o de Cristo põe o bem-estar dos outros em primeiro lugar (Efésios 5:28-29). Isto se mostra em pequenos atos diários de bondade.

Se não te tratar com consideração enquanto tenta ganhar o seu coração, como que você pode racionalmente esperar que ele o faça depois de se casar?

O seu pretendente fala a verdade? O casamento se baseia na confiança. Você tem de poder confiar na palavra dele e na fidelidade dele a você. Senão, dúvidas e decepções irão praguejar o seu relacionamento. É honesto e aberto com você? Muitas vezes o namoro é uma época para esconder as falhas, enquanto cada um mostra o seu melhor lado.

Sabe administrar dinheiro? Um jovem que não lida bem com suas finanças enquanto solteiro, não mudará de repente da noite para o dia. Problemas financeiros, causados pelo impulso de gastar mais do que ganha, arruínam muitos casamentos.

Consegue manter um emprego? Um bom histórico de trabalho é uma boa avaliação da habilidade dele(a) de ser responsável e lidar bem com os outros. Tome cuidado com o fracasso aqui, que pode indicar um caráter não confiável escondido.

São capazes de pedir desculpas de coração? Um casamento bem-sucedido vem de ambos os cônjuges estarem comprometidos em admitirem as suas falhas e mudar o que for preciso. “Um bom casamento é a união de duas pessoas que sabem bem como perdoar” (R. B. Graham). Aprenda como fazer as pazes. Alguém escreveu:

Para manter um casamento transbordando
De carinho no copo de amor,
Quando estiver errado, admite o erro.
Quando estiver certo, fique calado!


Sabem elogiar? Os melhores casamentos ocorrem quando o marido “honra” a esposa e ela “respeita” o seu marido (1 Pedro 3:7; Efésios 5:33). Em Cântico dos Cânticos, leia como tanto Salomão quanto a sua noiva sulamita constroem a autoestima um do outro pelos elogios sinceros. Isto evita que um se aproveite do outro.

São flexíveis? O casamento é aprender a dar e receber. Enquanto Salomão namorava com a moça sulamita, ela disse: “Apanhai-me…as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor” (Cântico dos Cânticos 2:15). O seu amor estava florescendo no namoro.

As raposinhas de problemas mal resolvidos poderiam, de maneira figurada, comerem as raízes cada vez mais profundas do seu relacionamento. Ela queria resolver estes insistentes probleminhas antes que se tornassem problemões.

“Se apaixonar pode ser fácil; crescer no amor é algo que tem que ser feito com determinação como também a imaginação” (Lesley Barfoot). Rigidez desnecessária no casamento é mais uma receita para causar raiva no outro.

Cada um tem que aprender como ajudar ao outro pacientemente. Um evangelista sugeriu um exercício para antes do casamento de colocarem papel de parede. É uma tarefa complicada que exige trabalho em equipe. O casamento é arte de compromissos mútuos. Os ajustes têm que ser feitos na estrada da vida.

Você se comunica bem? A boa comunicação é uma chave vital para um casamento duradouro e satisfatório. Embeleza e enriquece um relacionamento. “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo” (Provérbios 25:11). A raiva abafada e o tratamento do silêncio nada resolvem. Cada um de vocês conseguem expressar os seus sentimentos e preocupações honestas sem nenhum dos dois explodirem?

Ambos conseguem escutar ao outro, se identificando com os sentimentos que estão atrás das palavras? A comunicação construtiva pode resolver problemas que estão começando, como também guiar o relacionamento a intimidade mais profunda. Todos nós ansiamos por alguém para quem podemos contar tudo mesmo, sem o medo de rejeição ou humilhação.

Lembre-se, a decisão que você toma de para quem entregará a sua vida no casamento é uma das mais sérias e importantes que tomará na vida. Tome a decisão certa!


por W. Frank Walton

Fonte: www.padom.com.br

O Casamento Que Você Sempre Sonhou

O Casamento Que Você Sempre Sonhou

O Casamento Que Você Sempre SonhouO Casamento Que Você Sempre Sonhou

Quem nunca sonhou com um casamento perfeito?

Quase todos nós.

Desde muito cedo, a criança é levada a imaginar sua família – começa com as ingênuas brincadeiras de “casinha”.

Depois, o sonho toma forma, e mesmo quando não é expresso por palavras, está ali, bem guardado em algum lugar de nosso coração ou interior.

O problema surge depois do casamento. Mais especificamente quando o príncipe vira sapo e a princesa tem jeito de bruxa. O castelo cai e o sonho vira pesadelo.

Mas se você está vivendo esse tipo de relacionamento, há uma esperança: não importa como está seu casamento – você pode fazer dele aquilo que sempre sonhou, e o que Deus sonhou também. Impossível?

Pode parecer para você, mas para Deus não é. A família e o casamento foram instituídos por Ele porque fazem parte de Seu projeto para nós. Sendo assim, Ele é o maior interessado em fazer do “mar de lamas” um “mar de rosas”. Mas depende também de você.

   Confira a seguir algumas dicas. Elas foram baseadas em artigos escritos por Tim Clinton, terapeuta familiar e pastor da igreja do Calvário em Charlotte, nos EUA. Coloque-as em prática e… Volte a sonhar e ser feliz!

 

Quando as coisas não vão bem, não desista. Lembre-se das promessas de Deus e de que Ele deseja abençoar seu casamento. Assim você encontrará forças e ajuda divina;
 
  Escreva sua história de casamento – detalhes de como você tem visto seu relacionamento ao passar dos anos. Depois, compare o que você escreveu com o que escreveu seu cônjuge, e trabalhem as duas versões para descobrir o nível de satisfação até o momento. Finalmente, escrevam juntos os próximos capítulos dessa história, o que vocês gostariam de viver no futuro;
 
 
  Considere quais fatores estão sendo prejudiciais ao seu casamento: expectativas em demasia, frustrações pessoais, traumas de infância, excesso de trabalho, falta de compreensão, influências malignas. Pare de culpar seu cônjuge pelos problemas conjugais e tratem os fatores detectados como inimigos comuns. Para vencer o stress do dia a dia, descubra junto com ele as coisas que vocês consideram importantes na vida e achem tempo para fazê-las;
 
 
  Saiba que Deus tem um propósito também espiritual para vocês, como casal. Ele quer ver os dois crescendo e servindo ao Seu reino;
 
  Tente respeitar a importância e individualidade de cada um. Não magoe o outro com palavras rudes, seja paciente, não ataque a insegurança ou ponto fraco de seu cônjuge, não se feche emocionalmente e não envolva outras pessoas em seus problemas de casamento. Ore para que Deus lhes dê graça para evitar ciúmes, mentiras, pensamentos pecaminosos e culpa;
 
  Faça de seu casamento um lugar seguro, onde seu cônjuge tenha liberdade para expressar seus sentimentos e ideias  sem medo de julgamento. Mesmo que não concorde com alguma coisa, discuta de forma saudável e com respeito. Lembre-se que vocês não são inimigos;
 
 
  Peça perdão a Deus e ao seu cônjuge por alguma coisa que você tenha feito que contribuiu para a deterioração do casamento;
 
  Persista em ser amigo do seu cônjuge. Revele suas prioridades e vontades, seus compromissos e dificuldades. Procure aconselhá-lo e ser aconselhado por ele em todas as áreas de sua vida;
 
  Comece a lutar por mais intimidade em seu casamento – queira despir-se também emocionalmente e se abra verdadeiramente. Aprenda a confiar no outro de novo;
 
  Use todas as suas forças para criar um casamento que glorifica a Deus, seja numa simples conversa ou numa relação sexual;
 
 

Não tome decisões sem consultar a Deus. Ore e trabalhe continuamente por um casamento melhor.

(autor desconhecido)