Arquivo de etiquetas: depressão

pastorbatista-80

Pastor Batista é encontrado morto enforcado em sua casa na Bahia

Pastor-Batista-é-encontrado-morto-enforcado-em-sua-casa-na-BahiaPastor Batista é encontrado morto enforcado em sua casa na Bahia

Foi Encontrado Morto Enforcado Na Noite Desta Terça-Feira (9), O Pastor Da 1ª Igreja Batista De Serrinha, Agnaldo Alonso Ferreira Freitas Junior, Em Sua Residência Na Cidade De Serrinha (BA).

Agnaldo morreu ao se enforcar com uma corda presa ao telhado da área de serviço da casa da família, na Rua Bernardo da Silva.

De acordo com informações de amigos do líder religioso, a suspeita é de que ele tenha cometido suicídio. O fato, segundo informações colhidas no local pelo Portal Cleriston Silva, ocorreu por volta das 22h. “O que se comenta aqui é que ele havia retornado do culto com a esposa e, alguns minutos depois, os vizinhos ouviram a mulher dele pedindo socorro. O rapaz que mora ao lado correu, pulou o muro e encontrou o corpo já pendurado”, comentou um policial.

Entre as hipóteses levantadas pelos amigos para tentar explicar o suicídio, estão a de que Agnaldo se matou porque estaria sofrendo de depressão. A informação não foi confirmada pela família. Agnaldo Alonso era casado e deixa dois filhos. A mulher dele está em estado de choque.

Ainda segundo os amigos, o casal estava comemorando 10 anos de união matrimonial e tinha chegado de uma viajem à Salvador. No domingo, 7 de setembro, o pastor chegou a postar fotos da viajem no facebook. Nas imagens publicadas com as descrições “amo” e “10 anos”, o pastor aparece sorridente e sem sinais de desesperança.

Depois da perícia realizada no local, o corpo do pastor foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. O local e o horário do sepultamento ainda não foram definidos.

Formado no Seminário Teológico Palavra Da Vida de Atibaia (SP), Agnaldo recebeu homenagem de vários de seus ex-colegas nas redes sociais. Uma delas, Sandra Yamashita, lamentou o ocorrido e pediu mais atenção da igreja evangélica aos casos de depressão que atinge a muitos irmãos.

“A depressão tem atingido nossas igrejas, nossas escolas, nossos lares e nossa sociedade. Choro porque ela não é uma doença visível e facilmente detectável, mas age mais cruelmente que o câncer, espalhando-se e destruindo a vida através da desesperança”, escreveu. 

Informações: Bahia Já/Brumado Urgente

DEPRESSÃO, UMA DOENÇA DA ALMA?

depressaoDEPRESSÃO, UMA DOENÇA DA ALMA?

Textos: Sl. 42.5 –I Rs. 19.1-8

OBJETIVO: Mostrar que a depressão tem sido um dos males do século e que precisa ser abordada sabiamente, levando em conta os estudos médicos, mas, principalmente, os princípios bíblicos.

INTRODUÇÃO: Nunca se falou tanto em depressão, há pessoas com essa doença por toda parte, inclusive dentro de muitas igrejas evangélicas. O desafio para a igreja, dependendo da situação, deve ser o de oferecer um tratamento espiritual adequado às pessoas que passam por esse tipo de enfermidade. Estudaremos a respeito dessa doença, e, para esse fim, partiremos da definição bíblica dessa condição, suas causas e conseqüências, e principalmente, o aconselhamento espiritual que conduz à cura.

1. DEPRESSÃO, O QUE É ISSO? A depressão é uma condição existencial que tem afetado milhões de pessoas em todo o mundo, não só descrente, mas, também, muitos cristãos. Aqueles que sofrem de depressão experimentam sentimento intensos de tristeza, ira, desespero, fadiga e uma variedade de outros sintomas. Eles podem se sentir inúteis e mesmo ter tendências suicidas, demonstrando pouco interesse em coisas e pessoas que anteriormente gostavam. A depressão costuma ser desencadeada pelas circunstâncias da vida, tais como: perda de trabalho, morte de um ente querido, situação de divórcio ou problemas psicológicos tais como a baixa estima. A depressão clínica é uma condição física que deve ser diagnosticada por um médico. Em alguns casos, a cura não depende, como se costuma pensar, da vontade própria. Devemos ter cuidado para não associar a depressão com pecado, o que costuma acontecer em muitas igrejas. Essa doença, dependendo do caso, pode ser tratada tanto com medicação quanto por meio de terapia e aconselhamento. Não podemos descartar a possibilidade de uma cura divina, e, quando necessário, atentar para a necessidade de uma intervenção médica (Mt. 9.12).

2. AS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA DEPRESSÃO: Conforme apontamos anteriormente, as causas da depressão podem ser as mais diversas, não podemos descartar, inclusive, os casos hereditários. Há pessoas que, ao que tudo indica, têm alguma propensão, vinda dos seus pais, para desenvolver esse tipo doença. Mas, na maioria das vezes, a causa da depressão é cultural, isto é, depende do estilo de vida no qual as pessoas se integram e a que são expostos. Na Bíblia, a partir da experiência de Elias perante Jezabel, é possível identificar, como causas da depressão: a oposição, a frustração, medo e a angústia (I Rs. 19.1-4). Elias, no entanto, não foi o único personagem bíblico a enfrentar a depressão, destacamos, entre outros, Jó (Jó 3.11; 6.11; 17.1), Abraão (Gn. 15), Jonas (Jn. 4), Saul (I Sm. 16.14-23), Davi (Sl. 13.1-3; 56; 57.6,7) e Jeremias (Jr. 9). Quando a depressão chega, costumamos reagir através da fuga, como fez Moisés (Ex. 2.15) e o próprio Elias (I Rs. 19.3). Como a maioria das pessoas que sofrem de depressão, Elias também se escondeu (I Rs. 18.19-40), quis desistir de seus projetos (I Rs. 19.3) e desejou a própria morte (I Rs. 19.4).

3. SUPERANDO A DEPRESSÃO: O aconselhamento que damos, a seguir, está baseado na crença de que Deus é capaz de curar todo e qualquer tipo de doença, e como não poderia ser diferente, também a depressão. Reconhecemos, contudo, que nem todas as pessoas são curadas, algumas delas precisarão aprender a conviver com esse problema. Isso, no entanto, não deva servir de desestimulo para que persigam uma intervenção divina. Mas enquanto isso não acontece ou a fim de amenizar a situação, apresentamos algumas recomendações bíblico-teológicas no tratamento da depressão: 1) entregue-se à possibilidade de recuperação total (Sl. 51.10,12); 2) devote-se à oração e à gratidão (Fp. 4.6; Jr. 29.11,13); 3) mesmo que, aparentemente, não haja motivos para tal, dedique louvor e adoração a Deus (Sl. 42.11); 4) invista em seu relacionamento com o Pai Celestial (Mt. 11.28-30); 5) reconheça que você é filho de Deus e alvo de Sua maravilhosa graça e amor (I Jo. 3.1-1; 3.1); 6) entregue o seu corpo, integralmente, a Deus (I Co. 6.19-20); 7) esteja disposto a ter uma renovação de mente (Rm. 12.2; II Co. 10.3-6); 8) confie sua vida a Cristo (Fp. 3.7-9; Mt. 6.33,34); 9) direcione seus cuidados a Deus e deixe que Ele o conduza (Jz. 15.18) e 10) deposite sua esperança e confiança em Deus (Fp. 4.13; Mt. 28.20).

 CONCLUSÃO: A depressão, conforme vimos neste estudo, trata-se de uma doença complexa, com múltiplas causas e conseqüências. Por isso, os cristãos precisam ter sabedoria tanto para aconselhar quanto para enfrentá-la. Alguns casos precisam de tratamento clínico, por isso, sejamos cautelosos nos encaminhamentos. Os médicos, dependendo da formação, podem atuar de modo diferenciado na condução do problema. Do ponto de vista bíblico, sabemos que podemos confiar em Deus a fim de que essa doença não seja otimizada pelas circunstâncias sociais, haja vista que o Senhor está no controle de nossas vidas. PENSE NISSO!

 

http://gebile.blogspot.com.br/

irmaoteinho@hotmail.com

 

Cantora gospel desaparece e família usa redes sociais em busca de informações

Carol_Mouzinho

 

A cantora gospel paraibana Carol Mouzinho ficou desaparecida desde a última sexta-feira, 21 de março, quando saiu de casa por volta das 07h30, sem avisar o destino, o que segundo familiares, não fazia parte de seus hábitos.

Membro da Igreja Betel Brasileiro, Carol é moradora do bairro dos Estados, em João Pessoa. O irmão da cantora, Adeilton, ficou intrigado com o comportamento de sua irmã: “Achamos estranhos porque a gente foi acostumado a sair de casa e sempre dizer para onde vamos. Ela sempre disse, mas desta vez apenas falou: ‘vou ali’”.

Segundo Adeilton, Carol “estava usando uma bermuda, camisa regata, uma bolsa carteira e sandália”. “Câmeras das casas registraram minha irmã andando pela rua sozinha”, acrescentou.

Um possível quadro de depressão relatado por Adeilton também é analisado pelos investigadores que tentavam solucionar o caso: “Carol sempre foi muito comunicativa, mas de uns tempos pra cá ela mudou os hábitos e estava muito introspectiva. Ficava calada e de poucas palavras”, disse o irmão da cantora.

“A Polícia Militar fez buscas, a gente foi em vários hospitais e IML, mas não a encontramos”, lamentou Adeilton. O desespero da família por encontrar Carol vinha sendo acompanhado por amigos e admiradores, que têm divulgado a foto da cantora nas redes sociais.

Após a intensa divulgação sobre seu desaparecimento, a cantora entrou em contato com a mãe e avisou que estava bem, na casa de uma amiga, mas que não voltaria para casa, segundo informações do R7.

Fonte: Gospel+

LUTANDO CONTRA A DEPRESSÃO

LUTANDO CONTRA A DEPRESSÃOLUTANDO CONTRA A DEPRESSÃO

   Como surge a depressão? Quais os sintomas? Você imagina que tem depressão? Se esse fantasma o assusta, a Palavra de Deus garante a você que é possível superá-lo.

A depressão se parece com uma sensação de desapontamento. Parece uma sombra, uma nuvem densa em cima da sua cabeça. Você se levanta cansado e tudo o que faz exige bastante esforço.

Tudo fica mais difícil. Aí você quase não sai, não aceita convites, prefere isolar-se cada vez mais.

Você tenta não se entregar, procura combater esse gigante, mas volta a sentir um desânimo que suga toda a energia restante.

Parece que uma escuridão o cerca por todos os lados e você começa a descer ao poço sem fundo da depressão.

Os psicólogos afirmam que a depressão aflige a pessoa mais do que qualquer outra doença. E se houver alguma outra enfermidade, tal doença na presença da depressão galopa na direção errada.

A depressão nos ronda muito mais do que imaginamos. Especialmente nas cidades grandes.

A selva de concreto se tornou tão cruel conosco, não só pelas ofensas, mas também por nos ignorar e depois nos agredir com o espectro do medo.

Um dia desses fiquei surpreendido ao saber que 46% da população de São Paulo já teve algum tipo de atendimento psicológico. O fato mais perturbador segundo os profissionais é que os casos não tratados de depressão atingem números alarmantes.

A depressão pode estar ligada a alguma perda que tivemos. De um parente, a perda do namorado, da auto-estima, a perda de um emprego ou o medo de perdê-lo. Também pode estar ligada a uma reação de desapontamento, uma frustração grave e dolorida. Geralmente são ferimentos emocionais.

Comumente as pessoas estacionam em um clima negativo, descrito pelos especialistas como baixo astral. Elas conseguem viver, mas tudo ao redor fica sombrio e se sentem “pra baixo”.

Às vezes foi um insulto, uma rejeição, uma injustiça sofrida, multiplicados pela tristeza e pela raiva.

Amados, a chave para a depressão está em nossa reação a ela, nossa atitude para com essas coisas ruins que cruzam nosso caminho.

A depressão se desenvolve no cérebro. Se quisermos atacar de frente a depressão, temos que eliminar hábitos errados de pensar. Isso não é fácil, mas através da graça de Deus se torna possível.

Foi exatamente isso que aconteceu com o apóstolo Paulo quando escreveu a carta aos Filipenses. Estava preso dentro de um calabouço romano, escuro e úmido. Com certeza era uma forte razão para um grande desapontamento e tristeza.

O ativo e incansável batalhador do Evangelho, estava agora confinado entre paredes geladas de pedra. Dali escreve uma carta de ânimo aos filhos na fé. Filipenses começa e termina invocando a graça divina sobre todos eles.

Paulo não deixou seus pensamentos afundarem na escuridão das circunstâncias. Não permitiu que a ansiedade, o ressentimento e a raiva o dominassem.

Paulo colocou sua situação depressiva nas mãos de Deus. Ele apontou seu problema na direção do Céu e quando fez isso, começou a ver a luz iluminando a masmorra fria e insalubre. Ele viu que a graça de Deus podia fazer coisas positivas por ele. Que era capaz de reverter os seus problemas, mágoas e tristezas. E ainda conseguiu escrever estas palavras, que estão registradas em sua carta aos Filipenses 1:12: “As coisas que me aconteceram contribuíram para o progresso do Evangelho”. “Dou graças ao meu Deus quando me lembro de vós.” Filipenses 1:3

“Regozijai-vos sempre no Senhor. Outra vez digo, regozijai-vos.” Fil. 4:4

“Posso todas as coisas naquele que me fortalece.” Fp.4:13

“Esquecendo-me das coisas que para traz ficam, prossigo para o alvo”. Fp.3:13 e 14

Na cela solitária poderia relembrar o passado e abominar o presente, mas resolveu acreditar no futuro. Decidiu ser alegre e agradecer.

Reverteu todo o quadro da depressão e mergulhou nas promessas divinas a ponto sentir-se feliz mesmo ali onde estava.

Conseguiu desfocar o problema pungente, para enaltecer as vitórias do Evangelho: “Com isto me regozijo, disse ele, sim, sempre me regozijarei.” Fp.1:18

Como então podemos superar a depressão?

Além de procurar um médico, porque depressão é doença, a fé é um elemento fundamental no processo da cura da depressão e muitas vezes o fator decisivo. É preciso confiar em Deus e pensar positivamente.

Um cardiologista chamado para uma emergência, antes de sair indicou uma paciente americana aos seus assistentes dizendo: “esta moça é portadora de TS.” Como ela não sabia que TS era a sigla da sua doença, imaginou logo que TS era o código das palavras em inglês: Terminal State = estado terminal. Deprimida pensou que seus dias estavam contados e morreu em poucos dias na UTI do hospital.

O reverso também ocorre. Um senhor com o coração enfraquecido, estava em situação gravíssima. Normalmente o coração tem dois sons apenas. Mas este era um caso de falência do músculo cardíaco, e surgiu um terceiro som denominado “ritmo de galope”, estágio terminal da doença. O cardiologista disse aos alunos: “agora vocês vão assistir a um bom galope.” Mas o incrível aconteceu. O paciente em duas semanas recebeu alta completamente curado.

Ele havia entendido que o bom galope seria a reabilitação que ele teria. Imediatamente quando ouviu a expressão, a esperança estimulou sua mente e o processo de cura e restauração foi iniciado para a sua imensa alegria.

Amigo, mediante a confiança em Deus, você pode superar todos os seus problemas. Inclusive a depressão. E deixar aos cuidados divinos toda e qualquer dificuldade que esteja enfrentando. Deixe suas preocupações e fardos aos cuidados do Salvador Jesus, que disse: “Venham a Mim todos os cansados e oprimidos e Eu os aliviarei.” Mateus 11:28

Se você acreditar em Jesus, começará em você o milagre da cura e da restauração.

********************