Arquivo de etiquetas: Deus

luis-zapata-multado-pregar-evangelho-contra-aborto

Jovem evangélico é multado por pregar o Evangelho em frente a clínica de aborto

luis-zapata-multado-pregar-evangelho-contra-abortoJovem evangélico é multado por pregar o Evangelho em frente a clínica de aborto

Um evangélico que lia versículos bíblicos contra a prática do aborto em frente a uma clínica dedicada a esse tipo de cirurgia foi detido pela Polícia de Englewood, em Nova Jersey (EUA).

Luis Zapata havia colocado cartazes em sua picape com versículos bíblicos, e lia a Bíblia em frente à clínica, quando foi abordado pela Polícia e obrigado a interromper sua atividade de evangelismo.

“Senhor, eu coloco meu coração para escrever um versículo do Evangelho e colocá-lo na picape. Preocupa-me a salvação de almas… Preocupa-me que neste país, há milhões e milhões de pessoas que acreditam que eles vão para o céu, mas realmente não vão”, disse Zapata.

O jovem afirmou que uma vez por semana dirige sua picape em viagens a várias cidades, sempre com cartazes evangelísticos, e nunca havia tido problemas com a Polícia. A iniciativa de pregar em frente à clínica de abordo, segundo Zapata, foi inspirada na possibilidade de salvar vidas e alcançar as mães com palavras de esperança.

“Eu tenho testemunhos de mulheres que não mataram seus filhos por causa da pregação do Evangelho”, disse Robert Parker, um dos cristãos que pregam contra o aborto junto com Zapata. “Quando eu comecei a ir, as mulheres estavam correndo para matar seus bebês. Mas, com o passar dos anos, o número de mulheres que vão à clínica foi reduzido drasticamente”, acrescentou.

Porém, de acordo com informações do Christian News, o trabalho de Zapata e seus parceiros evangelísticos vem sendo dificultado pela Polícia da cidade. Recentemente, Zapata tomou uma multa por estacionar a picape em local proibido e por pregar em público, além de obrigá-lo a remover os cartazes com os versículos João 8:24 e Números 32:23.

João 8.24 - "Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados".
Números 32:23 - "Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o SENHOR; e sabei que o vosso pecado vos há de achar".

Zapata pediu outros cristãos a tomar uma posição sobre a palavra de Deus, apesar dos obstáculos que possam enfrentar. “Eu encorajo todos os cristãos nascidos de novo e expressar o que a Bíblia diz, o que Jesus disse (em Mateus 10: 32-33 ): ‘Se você me negar aqui, eu o negarei no céu. Se você confessar o meu nome aqui, confessarei o seu nome no céu’”.

Fonte: Gospel+

blasfemia

Após a onda do desafio do gelo, nova moda nas redes sociais é o desafio da blasfêmia contra Deus

blasfemiaApós a onda do desafio do gelo, nova moda nas redes sociais é o desafio da blasfêmia contra Deus

 

O desafio do balde de gelo inaugurou uma onda de desafios nas redes sociais. No Brasil, internautas desafiam umas às outras a publicarem fotos sem maquiagem. Nos Estados Unidos, a nova moda agora entre os adolescentes é desafiarem uns aos outros a amaldiçoar Deus.

A “brincadeira” iniciada por jovens ateus é chamada de “The Blasphemy Challenge” (“desafio da blasfêmia”, em tradução do inglês), e tem se espalhado entre adolescentes norte-americanos.

A ideia basicamente é desafiar outras pessoas a publicar um vídeo amaldiçoando a Deus ou renunciando à obra do Espírito Santo em sua vida. Entre os mais ousados, há afirmações de que se a pessoa assumir as consequências dessa fala, incluindo a perda da Salvação, descobrirá na verdade que Deus não existe.

Entre os críticos da brincadeira, a jovem Perri Frost, 17 anos, foi ouvida pelo Charisma News e destacou que enxerga uma contradição no desafio da blasfêmia: “Alguns dos adolescentes que parecem mais hostis para com Deus são os mesmos que enfatizam que eles são pensadores racionais. Parece estranho querer insultar alguém que supostamente não está lá”, argumentou.

Os idealizadores do desafio da blasfêmia não negam que seu propósito é promover o ateísmo entre adolescentes cristãos. “É uma forma de expor o barro que é a doutrina cristã”, disse um dos principais divulgadores da “brincadeira” numa entrevista à Fox News.

A ideia surgiu a partir da leitura de Marcos 03:29, em que Jesus diz que “quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”. A partir disso, os ativistas ateus querem divulgar o conceito de que se Deus é “incapaz” de perdoar um pecado específico, talvez Ele não perdoe nenhum pecado, ou não exista.

Com esses argumentos, os ativistas ateus desenvolveram o desafio da blasfêmia a fim de levar desprezo e descrédito à fé cristã e os relatos bíblicos.

Fonte: gospel+

Comentários da Redação do Palavra Verdadeira: Gálatas 6:7  - "Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará".

 

i-love-sex-god

“Deus ama o sexo”: igreja cria campanha ousada para divulgar palestras de temas eróticos

i-love-sex-god“Deus ama o sexo”: igreja cria campanha ousada para divulgar palestras de temas eróticos

 

Uma campanha criada e divulgada por líderes evangélicos quer difundir o conceito de que Deus “ama o sexo”

Os pastores da Church Restored, em Wilkes-Barre, Pensilvânia (EUA), quer divulgar a ideia de que o sexo é descrito na Bíblia de forma positiva, pois foi “inventado” por Deus. A estratégia dos pastores para a campanha incluiu um outdoor com a mensagem “Eu amo sexo (Deus)”.

De acordo com informações do Christian Post, essa não é a primeira ideia nova e chocante desta igreja. Tempos atrás, os pastores colocaram um cartaz na porta do templo com os dizeres “Proibida a entrada de pessoas perfeitas”. A ideia era ressaltar “a obra de Jesus na vida das pessoas”.

Conforme o esperado pelos pastores, o outdoor tem atraído a atenção de muitos motoristas, mesmo com o choque lógico da dificuldade que a maioria tem em não saber como associar a mensagem com o discurso religioso.

O pastor Dan Nichols, um dos responsáveis pela ação, explicou que a igreja pretende atrair pessoas com esta campanha durante o mês de setembro para uma série de palestras com base no livro Cântico dos Cânticos, também conhecido como Cantares de Salomão.

“O objetivo desta conferência é refletir sobre a questão da sexualidade como algo criado por Deus, e com base nesse livro, notável por sua estrutura poética e amorosa e recheado de temas eróticos. Se a cultura pode ser tão ousada, eu acho que a igreja também pode ser e falar diretamente com esta questão e estar na vanguarda”, opinou o pastor Dan.

Atualmente, os cultos dominicais da igreja – que segue a linha batista e foi fundada há um ano – atraem cerca de 400 pessoas. O conteúdo dessas palestras vai se concentrar no projeto original de Deus para a sexualidade a partir de uma perspectiva bíblica, diz Dan: “Nós queremos proclamar as Escrituras, e que o sexo é maravilhoso e lindo, mas apenas no projeto original de Deus”.

Fonte: Gospel+

marina-silva

Marina Silva evangélica: conheça as posturas da candidata e as opiniões sobre ela das pessoas à sua volta

marina-silvaMarina Silva evangélica: conheça as posturas da candidata e as opiniões sobre ela das pessoas à sua volta

Marina Silva tem sido criticada por setores da sociedade que simpatizam com as exigências da militância homossexual e que entendem que as mudanças que a presidenciável exibiu em seu programa de governo são resultado de sua fé evangélica.

Porém, a própria candidata fala abertamente sobre sua fé e explica que não se aproveita de sua condição de missionária da Assembleia de Deus do Plano Piloto, em Brasília, para alavancar sua carreira política.

“Não faço de palanques púlpitos, nem de púlpitos, palanques. Minhas decisões políticas são elaboradas, discutidas e implementadas nos espaços da institucionalidade da política […] Nunca instrumentalizei minha crença religiosa para um fim político”, disse à Folha de S. Paulo.

No entanto, Marina reforça que sua fé em Deus norteia seus passos: “A vida é uma oração, um processo constante e intenso de relacionamento com Deus”, disse a candidata do PSB, que frisou ainda que não há nenhuma doutrinação cristã que ponha em xeque a cidadania de quem professa a Jesus como Salvador: “Para os cristãos de qualquer corrente teológica, a Bíblia é a base de sua fé. O exercício da fé é um direito de ordem pessoal, assegurado pela Constituição do Brasil. Apenas aqueles que se pautam pela intolerância religiosa encaram esse direito como elemento que conspira contra o Estado laico e o Estado de Direito”.

Assim como outros presidentes que ocuparam o cargo no Planalto, Marina diz que se eleita, continua sendo mais uma das cidadãs brasileiras protegida pelo direito constitucional de fé e crença: “O presidente tem direito de vivenciar espaços de sua vida num ambiente restrito à sua pessoalidade sem a obrigatoriedade de compartilhar essa experiência com a chamada opinião pública”, pontuou.

A parceria com Eduardo Campos

A decisão tomada por Marina Silva de integrar a chapa que Eduardo Campos liderada no PSB foi tomada após muita oração, dizem seus assessores.

Na madrugada do dia 04 de outubro de 2013, quando precisava decidir a qual partido se filiaria para poder concorrer nas eleições deste ano Marina recorreu à Bíblia, pedindo para que Deus falasse com ela através de um versículo e assim, a ajudasse a tomar a decisão correta.

“Ela, para tomar uma decisão, santo Deus, demora, porque, além de consultar a terra, ela tem que consultar o céu. Tem de ouvir todo mundo, aí amadurece [a ideia] Ela nunca [misturou fé e política], não faz parte da bancada evangélica”, afirmou a pastora Valnice Milhomens, da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, amiga de oração há mais de uma década de Marina Silva.

O próprio Eduardo Campos já havia confirmado numa entrevista à Folha que Marina havia dito a ele que a escolha de filiar-se ao PSB e juntar-se como vice na sua candidatura tinha sido inspirada na Bíblia Sagrada.

A conversão

Marina foi criada no catolicismo e em 1997, estava doente e consultou um médico que, durante a conversa, a colocou numa ligação com o pastor André Salles, à época da Assembleia de Deus.

“Achava que aquilo era uma coisa fora do prumo para um médico. Aí o pastor André falou para mim: ‘Olha, eu tenho o dom de revelação do Espírito Santo’”, afirmou Marina Silva. A declaração pode ser vista num vídeo em que a candidata fala de sua conversão.

Desde então, Marina que quase se tornou freira, é convertida ao cristianismo evangélico, e nas oportunidades que tem para falar de sua fé, explica de forma incisiva que suas ideias sobre política não são pautadas pelos interesses políticos de líderes religiosos.

Fanatismo?

O reverendo Caio Fábio possui um longo relacionamento de amizade com Marina e numa entrevista à Folha afirmou que a presidenciável não possui “nenhum resquício de fanatismo” religioso.

“Seus dogmas são pessoais. A fala dela é a do bom senso”, descreveu Caio Fábio. “É uma coisa idiota alguém pensar que o Brasil pode se tornar um Irã, um califado evangélico, um país evangélico taleban. Isso é idiotice, loucura e insanidade”, acrescentou o líder do movimento Caminho da Graça.

As críticas feitas a Marina Silva por líderes evangélicos por conta de suas posturas políticas são na verdade, queixas de quem gostaria de ver alguém com tanto capital eleitoral hasteando as bandeiras da bancada evangélica, diz Caio: “Eles querem dela um grito de ruptura, que ela proponha um movimento evangélicos contra isso ou aquilo’. Aí ela vira persona non grata’ por ser uma pessoa infinitamente superior à mentalidade desses trogloditas”.

Direitos civis a homossexuais

Numa entrevista concedida ontem, 01 de setembro, Marina ressaltou que o Supremo Tribunal Federal (STF) assegurou aos homossexuais o direito à união civil, e que respeita a autoridade da Justiça.

“Num estado laico devem ser respeitado todos os brasileiros, nos seus direitos públicos e privados. Essa é uma conquista da sociedade brasileira e que qualquer governante deve defender”, afirmou.

presidente-áfrica-sul-volta-de-jesus

Presidente da África do Sul quer “volta temporária” de Jesus à terra para purificar pecados

presidente-áfrica-sul-volta-de-jesusPresidente da África do Sul quer “volta temporária” de Jesus à terra para purificar pecados

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, falou recentemente durante uma reunião na capital do país que deseja por uma volta “temporária” de Jesus Cristo à terra antes de sua segunda vinda, para que ele possa purificar as pessoas de seus pecados.

A fala do presidente sul-africano aconteceu durante uma reunião com os embaixadores e comissários em Pretória, capital do país. Afirmando que quando Jesus voltar para buscar os cristãos a maioria das pessoas vai ficar para trás, ele pede por um retorno de Cristo “apenas” para purificar os pecados.

- Eu sei que eles dizem que Jesus vai voltar para nos buscar, mas eu não sei quantos vão ficar para trás… Talvez a maioria – justificou o presidente, segundo a News 24.

Zuma afirmou que os bispos e pastores estão em condições de pedir a Deus para mandar seu filho novamente, e explicou que seu desejo é que Jesus desça por alguns anos e “limpe” as pessoas de seus pecados antes de voltar totalmente.

- Desta vez não para nos buscar, mas só para vir e nos purificar de nossos pecados, porque nós temos causado mais danos do que ante – explicou.

Explicada com detalhes diferentes entre as várias tradições cristãs, a segunda vinda de Cristo é comumente descrita como a “volta gloriosa de Jesus Cristo, no fim dos tempos, para presidir o Juízo Final”. Apesar de diferentes linhas teológicas discordarem da forma com que essa vinda irá ocorrer, é consenso entre as diferentes interpretações Bíblicas que a segunda vinda será um retorno visível de Jesus Cristo do Céu para julgar a humanidade e estabelecer o Reino de Deus.

 

QUAL O FUTURO DA IGREJA EVANGÉLICA NO BRASIL

QUAL O FUTURO DA IGREJA EVANGÉLICA NO BRASIL?

apologéticaQUAL O FUTURO DA IGREJA EVANGÉLICA NO BRASILQUAL O FUTURO DA IGREJA EVANGÉLICA NO BRASIL?

Rev. Augustus Nicodemus Lopes

Quando olho o atual cenário da igreja evangélica brasileira – estou usando o termo “evangélica” de maneira ampla – confesso que me sinto incapaz de prever o que vem pela frente. Há muitas e diferentes forças em operação em nosso meio hoje, boa parte delas conflitantes e opostas. Olho para frente e não consigo perceber um padrão, uma indicação que seja, do futuro da igreja.

Há, em primeiro lugar, o crescimento das seitas neopentecostais. Embora estatísticas recentes tenham apontado para uma queda na membresia de seitas como a Universal do Reino do Deus – que ressurge das cinzas com o “templo de Salomão” – , outras estão surgindo no lugar, como na lenda grega da Hidra de Lerna, monstro de sete cabeças que se regeneravam quando cortadas. A enorme quantidade de adeptos destes movimentos que pregam prosperidade, cura, libertação e solução imediata para os problemas pessoais acaba moldando a imagem pública dos evangélicos e a percepção que o restante do Brasil tem de nós.

Na África do Sul conheci uma seita que mistura pontos da fé cristã com pontos das religiões africanas, um sincretismo que acaba por tornar irreconhecível qualquer traço de cristianismo restante.

Temo que a continuar o crescimento das seitas neopentecostais e seus desvios cada vez maiores do cristianismo histórico, poderemos ter uma nova religião sincrética no Brasil, uma seita que mistura traços de cristianismo com elementos de religiões afro-brasileiras, teologia da prosperidade e batalha espiritual em pouquíssimo tempo.

Depois há o movimento “gospel”, que mostrou sua popularidade ao ter o festival “Promessas” veiculado pela emissora de maior audiência do país.

Não me preocupa tanto o fato de que a Rede Globo exibiu o show, mas a mensagem que foi passada ali. A teologia gospel confunde “adoração” com pregação, exalta o louvor como o principal elemento do culto público, anuncia um evangelho que não chama pecadores e crentes ao arrependimento e mudança de vida, que promete vitórias mediante o louvor e a declaração de frases de efeito e que ignora boa parte do que a Bíblia ensina sobre humildade, modéstia, sobriedade e separação do mundo.

Para muitos jovens, os shows gospel viraram a única forma de culto que conhecem, com pouca Bíblia e quase nenhum discipulado. O impacto negativo da superficialidade deste movimento se fará sentir nesta próxima geração, especialmente na incapacidade de impedir a entrada de falsos ensinamentos e doutrinas erradas.

Notemos ainda o crescimento do interesse pela fé reformada, não nas igrejas históricas, mas fora delas, no meio pentecostal. Não são poucos os pentecostais que têm descoberto a teologia reformada – particularmente as doutrinas da graça, os cinco slogans (“solas”) e os chamados cinco pontos do calvinismo. Boa parte destes tem tentado preservar algumas ideias e práticas características do pentecostalismo, como a contemporaneidade dos dons de línguas, profecia e milagres, além de uma escatologia dispensacionalista.

Outros têm entendido – corretamente – que a teologia reformada inevitavelmente cobra pedágio também nestas áreas e já passaram para a reforma completa. Mas o tipo de movimento, igrejas ou denominações resultantes desta surpreendente integração ainda não é previsível.

O impacto das mídias sociais também não pode ser ignorado. E há também o número crescente de desigrejados, que aumenta na mesma proporção da apropriação das mídias sociais pelos evangélicos.

Com a possibilidade de se ouvir sermões, fazer estudos e cursos de teologia online, além de bate-papo e discipulado pela internet, aumenta o número de pessoas que se dizem evangélicas mas que não se congregam em uma igreja local. São cristãos virtuais que “frequentam” igrejas virtuais e têm comunhão virtual com pessoas que nunca realmente chegam a conhecer.

Admito o benefício da tecnologia em favor do Reino. Eu mesmo sou professor há quinze anos de um curso de teologia online e sei a benção que pode ser. Mas, não há substituto para a igreja local, para a comunhão real com os santos, para a celebração da Ceia e do batismo, para a oração conjunta, para a leitura em uníssono das Escrituras e para a recitação em conjunto da oração do Pai Nosso, dos Dez Mandamentos. Isto não dá para fazer pela internet. Uma igreja virtual composta de desigrejados não será forte o suficiente em tempos de perseguição.

Eu poderia ainda mencionar a influência do liberalismo teológico, que tem aberto picadas nas igrejas históricas e pentecostais e a falta de maior rapidez e eficiência das igrejas históricas em retomar o crescimento numérico, aproveitando o momento extremamente oportuno no país. Afinal, o cristianismo tem experimentado um crescimento fenomenal no chamado Sul Global, do qual o Brasil faz parte.

Algumas coisas me ocorrem diante deste quadro, quando tento organizar minha cabeça e entender o que se passa.

1 – Historicamente, as igrejas cristãs em todos os lugares aqui neste mundo atravessaram períodos de grande confusão, aridez e decadência espiritual. Depois, ergueram-se e experimentaram períodos de grande efervescência e eficácia espiritual, chegando a mudar países. Pode ser que estejamos a caminho do fundo do poço, mas não perderemos a esperança. A promessa de Jesus quanto à Sua Igreja (Mateus 16:18) e a história dos avivamentos espirituais nos dão confiança.

2 – Apesar de toda a mistura de erro e verdade que testemunhamos na sincretização cada vez maior das igrejas, é inegável que Deus tem agido salvadoramente e não são poucos os que têm sido chamados das trevas para a luz, regenerados e justificados mediante a fé em Cristo Jesus, apesar das ênfases erradas, das distorções doutrinárias e da negligência das grandes doutrinas da graça.

Ainda assim, parece que o Espírito Santo se compraz em usar o mínimo de verdade que encontra, mesmo em igrejas com pouca luz, na salvação dos eleitos. Não digo isto para justificar o erro. É apenas uma constatação da misericórdia de Deus e da nossa corrupção. Se a salvação fosse pela precisão doutrinária em todos os pontos da teologia cristã, nenhum de nós seria salvo.

3 – Deus sempre surpreende o Seu povo. É totalmente impossível antecipar as guinadas na história da Igreja. Muito menos, fazer com que aconteçam. Há fatores em operação que estão muito acima dos poderes humanos.

Resta-nos ser fiéis à Palavra de Deus, pregar o Evangelho completo – expositivamente, de preferência – viver uma vida reta e santa, usar de todos os recursos lícitos para propagar o Reino e plantar igrejas bíblicas e orar para que nosso Deus seja misericordioso com os seus eleitos, com a Sua igreja, com aqueles que Ele predestinou antes da fundação do mundo e soberanamente chamou pela Sua graça, pela pregação do Evangelho.

bebes-Reprodução-Daily-Mail

Médicos aconselharam aborto, mas mulher dá à luz quatro filhos

bebes-Reprodução-Daily-MailMédicos aconselharam aborto, mas mulher dá à luz quatro filhos

Sarah Ward, de 29 anos, e Benn Smith, 31, formavam um casal pacato da região de Crayford, Londres, e estavam há um ano tentando engravidar. Para surpresa dos dois, num intervalo de nove meses o casal teve nada menos do que quatro filhos.

Isso porque Sarah teve Freddie em 2013, e exatamente nove meses depois, em março de 2014, o garotinho recebeu a companhia dos irmãos trigêmeos Stanley, Reggie e Daisy.

“Me sinto mais em um berçário do que em casa”, disse Sarah, uma ex-cuidadora. “Eu fiquei espantada quando descobri que estava grávida tão cedo de novo. Quando descobrimos que seriam trigêmeos, eu e meu marido ficamos em choque”, comenta Sarah.

Todos os filhos foram concebidos de forma natural. Pelo curto intervalo de tempo entre uma gestação e outra, os médicos aconselharam o casal a abortar uma criança na segunda gravidez para que as duas tivessem mais chances de sobreviver. Sarah e Benn ignoraram a indicação.

Por precaução, no entanto, os bebês receberam cuidado total no hospital após o parto, e só puderam ir para casa no mês de julho.

A ex-cuidadora e o marido, que é carteiro em Londres, trocam 175 fraldas e fazem 80 madeiras por semana.

Fonte: UOL/Verdade Gospel

a tigela

A Tigela de Madeira

a tigelaA Tigela de Madeiradownload reflexões1

A Tesoura E A Agulha

A Tesoura E A Agulha

A Tesoura E A AgulhaA Tesoura E A Agulhadownload reflexões1