Arquivo de etiquetas: EBD

A AULA BÍBLICA

A AULA BÍBLICA

banner_mat_cultMATERIAL DIDÁTICO PARA ORIENTADORES DE CULTOS INFANTISA AULA BÍBLICA

A AULA BÍBLICA

A execução do ensino é uma tarefa de responsabilidade do professor, a ser feita com dedicação e amor. Afinal, você está lidando com pessoas a quem Deus muito ama!

Basicamente, a aula bíblica é composta das seguintes etapas:

1. PREPARAÇÃO DO PROFESSOR

Separe tempo, na semana anterior à classe, para:

– Oração

– Leitura da lição

– Fixação dos objetivos da aula  – síntese do que o aluno aprenderá – Exemplo:

Aula sobre o valor da oração

Síntese do ensino – a oração é importante porque é um recurso que Deus nos dá para nosso crescimento e vitória espiritual.

Aplicação prática: levar o aluno a orar, diariamente.

– Preparação da aula em si (recursos didáticos, interações com os alunos, planejamento da aula) – buscando despertar o interesse do aluno e motivá-lo para a aprendizagem.

2. NA CLASSE:

O professor precisa chegar com antecedência de 15 minutos, para prepara os materiais e ajustar o local (arrumação de cadeiras, ventilação, iluminação, etc.).

Ao entrarem os alunos, postado á porta, cumprimenta-os pelo nome e mostra satisfação em que eles tenham vindo.

Anota os nomes dos presentes e, se houver visitantes, nome e endereço.

A seguir, no horário exato, inicia a aula com uma oração. Então procede com a aula propriamente dita:

1. Leitura Bíblica

É o texto bíblico no qual se baseia a história da lição. A leitura sempre é recomendada, mesmo que depois o professor conte a história posteriormente.

Caso a leitura seja longa, e os alunos de pouca idade, pode-se abreviar ou lê-la de modo dinâmico (exemplo: se há 2 personagens, o professor e um aluno escolhido lêem responsivamente o trecho da fala respectiva a cada personagem).

2. Apresentação do tema ou da história

Pode-se iniciar a aula com perguntas sobre o texto, o com uma explanação direta sobre o mesmo.

Caso a aula seja sobre história bíblica, sugere-se utilizar figuras ou outros recursos para tornar atraente o ensino.

É importante o professor ter em mente que esta não é somente a hora de se contar uma história, mas sim o momento de transmitir ao aluno as verdades divinas.

3. Ponto de Contato – Aplicação da Lição

É o momento de fazer um fechamento do assunto ou da história bíblica, destacando lições que se apliquem ao dia-a-dia e à faixa etária de seus alunos.

Também, você pode aproveitar para avaliar o que aprenderam fazendo perguntas aos seus alunos.

4. Atividades

É hora de usar a revista do Aluno, caso houver. O professor deve dar muita atenção ao aluno nesta fase. É neste momento que ele vai dar o retorno de tudo o que aprendeu e você, professor, poderá avaliar, também, seus procedimentos didáticos e, quem sabe, se for o caso, reestruturá-los.

5. Memorização do Texto

É o momento de os alunos memorizarem o texto áureo. Utilize um suporte visual para essa parte (cartaz ou gravuras).

6. Encerramento

É o último contato em sala e você deve proceder de tal forma que seu aluno perceba sempre uma porta aberta para ele voltar e, de preferência, trazendo visitantes.

Apresentam-se os visitantes e lembram-se dos aniversariantes.

Sempre encerre sua aula com uma oração, dê oportunidade para um aluno fazê-la.

Não se esqueça de despedir os alunos com sorriso e cordialidade, manifestando sincero desejo de revê-los na próxima aula!

Em tempo:

Utilize cartazes, recursos didáticos, exercícios variados, brincadeiras. Faça uso desses recursos e você verá como sua aula ficará movimentada e seus alunos muito mais motivados.

(Texto: Júlio César Zanluca)

                     

teatro de fantoches

Teatrinho de Fantoches

teatro de fantochesTeatrinho de Fantoches

 

Apostila para Teatro de Bonecos

TEXTOS PARA ENCENAÇÕES COM FANTOCHES

     Seguem algumas estórias bem simples e rápidas. Adapte-os segundo a conveniência!

 Encenações com Fantoches 

1 – A Vida Eterna – Confiar em Deus – Céu e Inferno – A Boa Semente 

2 – Orgulho (Torre de Babel) – Discórdias – Os Mandamentos

3 – Natal –  Páscoa – Dias da Mães – Dia da Criança

4 – Outras – Vários Temas Bíblicos

5 – Teatro de fantoches para Páscoa

6 – Fred e Lilica

7 – A Arca de Noé

8 – A Beleza da Criação

 

 

autoavaliação

AUTO-AVALIAÇÃO NO ENSINO DA EBD

banner_mat_cultAUTO-AVALIAÇÃO NO ENSINO DA EBD

autoavaliação

RESULTADOS

 

          Cada resposta “SIM”, vale 1 ponto, “NÃO”, zero ponto.

          Se você conseguiu:

 – 19 a 21 pontos - Parabéns! Continue esmerando-se no ensino e sendo um modelo para seus alunos e demais colegas de ministério.

 – 16 a 18 pontos – Você é um bom professor, mas precisa aperfeiçoamento. Não desanime!

 – 13 a 15 pontos – Você precisa reanimar-se no ensino. Verifique os pontos falhos e decida melhorar rapidamente!

 – Menos de 13 pontos – Examine-se diante do Senhor. Você tem que aprender, não ensinar. Decida o que você quer…

5-Programação-EBD

COMO PREPARAR UMA BOA AULA PARA CRIANÇAS NA EBD?

banner_mat_cultEnsina a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele”- Provérbios 22.6″

COMO PREPARAR UMA BOA AULA PARA CRIANÇAS NA EBD?

A resposta é: ame-as, e você estará apto a ser um bom mestre!

Se você tem amor pelas crianças, saberá usar sua criatividade, e realizar atividades condizentes com a idade delas.

Procure sempre ser alegre nas aulas e tratar a elas com carinho, respeito e consideração. Elas vão retribuir!

Faça o teste aqui linkado, para você se auto-avaliar como orientador de classe infantil!

Utilize recursos didáticos:

  1. Coros relacionados com o ensino bíblico, de forma a fixar a lição.
  2. Atividades simples (como dobraduras, pintura, pequenos exercícios) – você obtém algumas gravuras e atividades aqui mesmo….
  3. Ensine oração para as crianças (você fala, elas repetem).
  4. Cartazes e outros recursos visuais (veja a seção de fantoches).
  5. Memorização do versículo bíblico. 

Quanto ao que ensinar – ensine a Bíblia!

Não somos contra contar estórias para crianças na EBD (especialmente os pequeninos – abaixo de 5 anos), mas o ideal é relatar e ensinar sempre assuntos diretamente relacionados à história bíblica!

Comece ensinando Gênesis (a criação, a queda, etc.), seguindo uma seqüência lógica. Em datas especiais (Natal, Páscoa, etc.) ensine a relação do evento com a Bíblia.

Essas sugestões foram tiradas do livro “Socorro sou professor de Escola Dominical”.

socorro_professor_escola_dominical_mComo identificar o conteúdo de uma lição:

1.       Qual o principal ensinamento da lição a ser estudada?
2.       Quais são as principais informações a serem transmitidas e que reação tem com o ensinamento principal?
3.       Qual a relação com a lição da semana anterior?

Definir o conteúdo: em primário e secundário.

Estratégica didática.

1.       Qual a melhor maneira de introduzir esta aula?
2.       Como posso interpretar de maneira interessante e atraente este texto com a classe.
3.       Que tipo de aplicação seria mais eficaz para esta aula?
4.       Como concluir com eficácia minha aula?

Estudando um Assunto da bíblia

1.       Delimite a abrangência do estudo.
2.       Descubra as passagens pertinentes.
3.       Entenda o contexto da passagem.
4.       Anote observações e aplicações.
5.       Organize seu estudo.
6.       Identifique informações novas.

Os passos para um preparo bíblico eficaz:

1.       Ler varias vezes o texto.
2.       Usar material de consulta.
3.       Fazer perguntas ao texto.
4.       Fazer um esboço detalhado do texto.
5.       Alistar as lições mais importantes.

Uma dica preciosa: não se preocupe em ensinar demais, fatos, números, detalhes, etc. Ensine objetivamente, uma coisa de cada vez, reforçando o tema.

Ore, pedindo sabedoria no ensino. Ame seus alunos, crie um ambiente propício para o aprendizado na classe e você será um (a) bom  (a) professor (a)!

autoavaliação

TESTE PARA LÍDERES E ORIENTADORES DE ESCOLAS BÍBLICAS E CULTOS COM CRIANÇAS

banner_mat_cultTESTE PARA LÍDERES E ORIENTADORES

DE ESCOLAS BÍBLICAS E CULTOS COM CRIANÇAS

autoavaliação

Responda com todo seu coração e sinceridade e caso seja necessário reflita sobre o trabalho que você tem desenvolvido. Sempre há tempo para mudar.

euquero

Relaxe e responda: 

Pergunta Sim Não
Ama seus alunos, demonstrando por eles interesse e dedicação?
Prepara com antecedência a lição, concentrando-se no objetivo da mesma?
Tem uma vida cristã exemplar, de modo que você gostaria que seus alunos fossem como você?
Conhece seus alunos pelo nome?
Incentiva seus alunos a convidarem colegas para aula?
Tem procurado levar seus alunos a conhecerem Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador?
Lê livros, artigos e periódicos sobre pedagogia e educação cristã e outros que venham a enriquecer a aula?
Procura incentivar a aplicação prática dos ensinos bíblicos na vida de seus alunos?
Você procura responder a todas perguntas de seus alunos, motivando-os a refletirem sobre o que aprenderam?
Quando não está doente, não deixa de lecionar, é pontual na EBD/Cultinho, para dar exemplo e poder recepcionar os seus alunos?
Tem incentivado seus alunos para participarem nos trabalhos na igreja?
Você ora regularmente pelos alunos de sua classe?
Você utiliza recursos didáticos variados durante a lição (cartazes, dinâmicas de grupo, etc.)?
Faz análise do seu desempenho como professor, notando a reação dos alunos na classe e procurando corrigir falhas que você porventura tenha cometido?
Aceita sugestões de outros professores sobre aperfeiçoamentos no ensino, sem ressentir-se com eles?
Cuida de sua saúde espiritual, orando regularmente, lendo a Bíblia, buscando ser cheio do Espírito Santo, e servindo com amor ao Senhor?
Sabe controlar um aluno agitado, sem ofendê-lo ou gritar com ele?
Cuida de sua aparência física e higiene e da sua apresentação (vestimentas), para que em nada escandalize algum aluno ou demonstre relaxamento pessoal?
Visita seus alunos, ou procura conhecê-los pessoalmente?
Caso um dos alunos faltar por 2 aulas seguidas, lhe telefona para saber o motivo?
Tem procurado trabalhar em harmonia com os demais professores e dirigentes da Escola Dominical/Cultinhos?

SOME AS RESPOSTAS

Cada resposta “SIM”, vale 1 ponto, “NÃO”, zero ponto.

Agora, veja o resultado da avaliação.