Arquivo de etiquetas: Facebook

facebook-de-deus-e1406204009780

“E se Deus criasse um perfil no Facebook?” Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo; Confira

facebook-de-deus-e1406204009780“E se Deus criasse um perfil no Facebook?”

Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo

A mudança comportamental que as redes sociais estão impondo às pessoas já causou reflexões no meio religioso. O advento do Facebook e os costumes que ele impõe aos seus usuários já foram motivos suficientes para inspirar a cantora Suellen Lima a sugerir, com a música “Sai, Sai do Facebook”, que o crente deva gastar menos tempo com “curtidas” e mais com oração. Agora, há quem tenha proposto imaginar o contrário: falar com Deus através do Face.

O teólogo Mauricio Zágari publicou artigo em que sugere um exercício de criatividade para imaginarmos como seria se Deus tivesse uma página na rede social e resolvesse agir e falar apenas através dela.

“Deus, certo dia, decide que precisa ingressar na pós-modernidade e criar um perfil no Face, para não ficar deslocado. Claro que isso traria uma mudança na forma de Ele se relacionar com a humanidade, pois, se essa página de web conseguiu mudar a forma de milhões de pessoas se relacionarem umas com as outras, por que não mudaria também a do Todo-Poderoso?”, questiona o escritor.

Segundo Zágari, a fanpage de Deus poria um fim às vigílias de oração e cultos de louvor, pois bastaria “curtir” uma publicação d’Ele para praticar a versão século XXI do “vigiai e orai sem cessar”.

“Para começar, acabariam as orações e a leitura da Bíblia. Porque esses são os meios que Deus criou para ter relacionamento e criar intimidade com a humanidade: nós falamos com Ele pela oração; Ele fala conosco pela Palavra. Mas, com o Face, isso não ocorrerá mais. Oração e Bíblia tornam-se meios antiquados de dialogar.

O Senhor decretaria, então, que quem quisesse falar com Ele teria de mandar um scrap e esperar que o Altíssimo postasse uma resposta na linha do tempo. Jeová agora seria um de nós, trocando ideias on-line: um Deus da moda, antenado.

Claro que isso nos afastaria d’Ele, tornaria nossos contatos muito menos pessoais, mas… quem se importaria? Com o advento das redes sociais, em grande parte as pessoas já não se telefonam mais mesmo, não se visitam mais, não mandam cartões no Natal, fazem tudo pelo Face: convites de aniversários, marcação de encontros, votos de parabéns em datas festivas… não se gasta mais tanto tempo conversando, afinal. É só postar umas palavrinhas ali e está resolvido”, afirma, crítico, o teólogo.

Mauricio Zágari diz ainda que “outra vantagem da adesão do Divino ao Face seria que, finalmente, Deus não precisaria se dedicar muito tempo a longos processos de transformação na vida de uma pessoa: bastaria postar uma frase de efeito”.

A proposta do Evangelho, ao final, seria simplificada, ironiza o autor: “Jesus fez grandes discursos para dizer o que queria quando caminhou sobre a terra, mas, agora, basta pegar uma daquelas frases feitas de famosos, emolduradas num visual legal, e postar. Assim, o Todo-poderoso não levantaria profetas, mas postaria uma frase de Cazuza ou Clarice Lispector, dizendo algo como ‘Você foi feito para voar, abra as asas e se lance no vazio’. Ao ler isso, sua vida nunca mais seria a mesma”.

Ao encaminhar seu texto para a conclusão, Zágari destaca a importância das relações humanas e lamenta que as redes sociais da internet contribuam para o esfriamento desse contato: “Estar face a face é uma necessidade do cristão. Já estar no Face… sei lá, em dois mil anos de cristianismo não me parece ter sido tão essencial assim.

vc3adcio1

Apesar de o marketing da empresa Facebook ter conseguido convencer as multidões de que não estar no Face é algo como não fazer parte da raça humana, isso não passa de propaganda enganosa.

Como neste mundo o capitalismo, em geral, vence os bons argumentos, o Facebook e as redes sociais são um fenômeno de nossos tempos e devem durar ainda um bom período – quem se importa se o Face desumaniza as relações se, em um trimestre, seu faturamento com publicidade chega a US$ 1,24 bilhão? Enquanto o dinheiro entra, não se costuma fazer muitos questionamentos. E não será um blogueiro como eu que mudará isso”.

Por fim, a necessidade de estar com o semelhante é exaltada pelo autor como algo saudável: “Voz. Cheiro. Olho no olho. Lágrima. Sorriso. Abraço. Beijo. Carinho. Desculpem, não quero perder nada disso, porque ser gente que se relaciona com gente, que toca gente, que sente calor humano… é bom demais. E tudo o que nos rouba qualquer uma dessas coisas arranca um pedaço daquilo que faz de nós seres criados à imagem e semelhança de Deus”.

Fonte: Gospel+

critica-ong-rio-de-paz-copa-do-mundo

Pastor critica “afronta ao povo brasileiro” na organização da Copa do Mundo: “Nossa democracia sofreu um golpe”

critica-ong-rio-de-paz-copa-do-mundoPastor critica “afronta ao povo brasileiro” na organização da Copa do Mundo: “Nossa democracia sofreu um golpe”

O pastor Antonio Carlos Costa, presidente da ONG Rio de Paz, publicou uma crítica à organização da Copa do Mundo e ao não cumprimento das metas que previam um legado à população.

Costa, que foi ordenado pastor pela Igreja Presbiteriana e em há dez anos fundou o ministério Palavra Plena, afirmou que o povo está “falando mais sobre o fracasso da seleção do que sobre o Governo Federal ter mentido para o povo brasileiro, ao declarar que a Copa seria bancada com recursos da iniciativa privada”.

“O retorno social da Copa é pífio. Nas favelas nas quais trabalhamos [com a ONG Rio de Paz] a realidade continua a mesma”, disparou. “Nossas autoridades públicas – União, Estados e Municípios- investiram quantidade brutal de tempo no que era secundário. Melhor do que distrair o povo com futebol é lhe dar condições dignas de vida. Perdão pela obviedade. Nunca é demais ressaltar essa crueldade”, acrescentou Costa.

Para Antonio Carlos Costa, a Lei Geral da Copa aprovada pelos parlamentares brasileiros e sancionada pela presidente Dilma Rousseff (PT), permitiu que altos lucros fossem produzidos na Copa e nenhum centavo de imposto fosse pago: “A isenção completa de pagamento de impostos concedida à Fifa, às empresas patrocinadoras da Copa e às empreiteiras que construíram os estádios de futebol é afronta ao povo brasileiro”, frisou.

“Os governantes brasileiros, até agora, não pediram perdão ao povo pelos erros grosseiros que cometeram na organização da Copa. Em suma, os governantes brasileiros ignoraram o clamor popular das imensas, justas e democráticas manifestações do ano passado”, concluiu.

Fonte: Gospel+

facebook_cuidado

CUIDADO COM O FACEBOOK!



 

facebook_cuidado

CUIDADO COM O FACEBOOK!

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convém...
 Eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (I Co. 6.12)
Um estudo realizado em conjunto por duas universidades alemãs encontrou uma inveja desenfreada no Facebook. Testemunhar as férias, a vida amorosa e o sucesso profissional dos amigos no Facebook pode provocar invejas e causar sentimentos de infelicidade e solidão, segundo pesquisadores alemães.
Os pesquisadores descobriram que uma em cada três pessoas sentiu-se pior e mais insatisfeita com a sua própria vida depois de visitar o site. “Ficamos surpresos ao ver quantas pessoas têm uma experiência negativa no Facebook, com a inveja fazendo-as se sentirem sozinhas, frustradas ou com raiva”, disse à Reuters a pesquisadora Hanna Krasnova, do Instituto de Sistemas da informação na Uni-versidade Humboldt de Berlim.
Pesquisadores da Universidade Humboldt e da Universidade Técnica de Darmstadt descobriram que fotografias de férias eram a maior causa de ressentimento, com mais da metade dos incidentes de inveja provocados por imagens de viagens no Face-book.
A interação social foi a segunda causa mais comum de inveja, com os usuários podendo comparar quantas felicitações de aniversário receberam em relação a amigos no Facebook e quantas ações de “curtir” ou comentários foram feitos em fotos ou posts.
“O acompanhamento passivo provoca emoções amargas, com os usuários invejando principalmente a felicidade dos outros, o modo como os outros passam as férias e como socializam. A presença disseminada e onipresente da inveja em sites de Redes Sociais é mostrada para minar a satisfação de vida dos usuários”, afirmaram.
Estes sentimentos de inveja fizeram alguns usuários se gabarem mais sobre suas conquistas, sua boa aparência e vida social. Os pesquisadores disseram que os entrevistados em ambos os estudos eram alemães, mas esperavam que os resultados fossem os mesmos internacionalmente, já que a inveja é um sentimento universal e possivelmente impacta o mundo do Facebook.
Fonte: Yahoo.com – Adaptação: Pr. Cesar Ribeiro (IPB Árvore Grande – Pouso Alegre – MG)

Aos 10 anos, Facebook já é mais lido do que a própria Bíblia Sagrada, diz estudo

facebook

A maior rede social do mundo completou 10 anos de sua fundação esse mês e se tornou mais lido do que a Bíblia, revelou uma pesquisa realizada nos Estados Unidos e Canadá.

O estudo, encomendado pela rede de TV CBS, mostrou que 40 milhões de cristãos lêem a Bíblia diariamente nos Estados Unidos e Canadá, enquanto que a rede social de Mark Zuckerberg é acessada por mais de 143 milhões de internautas todos os dias apenas nos dois países.

“Apesar de todo o ministério maravilhoso acontecendo no Facebook, com vídeos de ensino e aplicativos, ele não é nenhum substituto para a leitura da Bíblia”, afirmou Jennifer LeClaire, num artigo publicado no Charisma News. “Afinal de contas, Jesus disse: ‘O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’ (Mt 4:4). De alguma forma, mesmo se o Facebook fosse uma parte da cultura judaica, eu não acho que Jesus iria desistir de comunhão com o Pai para checar seu Facebook. Tornou-se um vício para algumas pessoas”, acrescentou a colunista.

O Facebook se tornou um fenômeno cultural a nível mundial, e hoje já acumula quase 800 milhões de usuários, que compartilharam mais de 400 bilhões de fotos nessa primeira década, e o Brasil, que tem 76 milhões de inscritos na rede social, está entre os países com mais usuários, atrás apenas de Índia e Estados Unidos.

“Se você imprimir quatro fotos por folha e colocar uma do lado da outra, as 100 bilhões de folhas se estenderiam por cerca de 17 milhões quilômetros”, o que seria suficiente para ir à lua e voltar 34 vezes, de acordo com o relatório do estudo.

Fonte: Gospel+