Arquivo de etiquetas: Jesus Cristo

pastor-john-correia-e-familia

Pastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

pastor-john-correiaPastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

O pastor John Correia, líder da West Greenway Bible Church, na cidade de Glendale, Arizona (EUA), adotou um princípio polêmico na instrução a seus fiéis e com isso, atraiu uma polêmica enorme. Correia usa rifles no púlpito da igreja, enquanto prega o sermão.

Ex-oficial da Marinha dos Estados Unidos, o pastor costuma dizer que Jesus ama armas. Casado, pai de 3 filhos, Correia possui mais de 20 armas de fogo e leva sua família para caçar em uma base regularizada. Sua filha de oito anos de idade, Abby, ganhou um rifle rosa calibre .22 de presente de aniversário.

Correia acredita que as armas não são um problema nos Estados Unidos, e afirma que o único problema são as pessoas más em posse de armas de fogo, segundo informações do jornal inglês Daily Mail.

“O que alimenta a minha paixão por armas e autodefesa? Em primeiro lugar e acima de tudo a minha fé cristã. Gostaria que todos se dessem bem, eu gostaria que o mundo fosse bom, mas ele não é. E até chegarmos a esse mundo perfeito, onde Jesus vem de novo, precisamos ser capazes de nos defender. Em Lucas 22:36 Eu acredito que Jesus disse: ‘Deixe a pessoa que não tem espada, venda a sua capa e compre uma’”, argumenta o pastor.

Em meio à discussão na sociedade americana sobre as mortes causadas por armas de fogo, John Correia diz que seu interesse pelas armas é motivado apenas por precaução.

“As pessoas me perguntam o tempo todo sobre [o que a Bíblia diz a respeito da] paz na Terra e boa vontade a todos os homens? Absolutamente verdade, eu acredito muito fortemente em que Paulo diz no capítulo 12, versículo 18, diz ele, se possível, na medida em que depende de você, esteja em paz com todas as pessoas. E eu sou um amante da paz, eu sou amigável”, defendeu-se o pastor. “Mas você sabe de uma coisa? Há algumas pessoas que não vão estar em paz com você”, acrescentou.

pastor-john-correia-e-familia

Fonte: Gospel+

presidente-áfrica-sul-volta-de-jesus

Presidente da África do Sul quer “volta temporária” de Jesus à terra para purificar pecados

presidente-áfrica-sul-volta-de-jesusPresidente da África do Sul quer “volta temporária” de Jesus à terra para purificar pecados

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, falou recentemente durante uma reunião na capital do país que deseja por uma volta “temporária” de Jesus Cristo à terra antes de sua segunda vinda, para que ele possa purificar as pessoas de seus pecados.

A fala do presidente sul-africano aconteceu durante uma reunião com os embaixadores e comissários em Pretória, capital do país. Afirmando que quando Jesus voltar para buscar os cristãos a maioria das pessoas vai ficar para trás, ele pede por um retorno de Cristo “apenas” para purificar os pecados.

- Eu sei que eles dizem que Jesus vai voltar para nos buscar, mas eu não sei quantos vão ficar para trás… Talvez a maioria – justificou o presidente, segundo a News 24.

Zuma afirmou que os bispos e pastores estão em condições de pedir a Deus para mandar seu filho novamente, e explicou que seu desejo é que Jesus desça por alguns anos e “limpe” as pessoas de seus pecados antes de voltar totalmente.

- Desta vez não para nos buscar, mas só para vir e nos purificar de nossos pecados, porque nós temos causado mais danos do que ante – explicou.

Explicada com detalhes diferentes entre as várias tradições cristãs, a segunda vinda de Cristo é comumente descrita como a “volta gloriosa de Jesus Cristo, no fim dos tempos, para presidir o Juízo Final”. Apesar de diferentes linhas teológicas discordarem da forma com que essa vinda irá ocorrer, é consenso entre as diferentes interpretações Bíblicas que a segunda vinda será um retorno visível de Jesus Cristo do Céu para julgar a humanidade e estabelecer o Reino de Deus.

 

jesus-candidato-33333

De Jesus a Rambo cristão, eleições apresentam candidatos e propostas inusitadas; Assista

jesus-candidato-33333De Jesus a Rambo cristão, eleições apresentam candidatos e propostas inusitadas

O horário político obrigatório no rádio e na TV apresenta aos eleitores propagandas bizarras de candidatos com as mais inusitadas propostas de campanha. Porém, não são apenas as propostas que são incomuns, mas também os nomes adotados pelos candidatos, e seus figurinos.

Em Pernambuco, um candidato a deputado estadual filiado ao Partido da Mobilização Nacional (PMN) e que se apresenta como Jesus, usa o sugestivo número 33.333 para pedir votos aos eleitores.

Se eleito, Jesus quer lutar “contra as regalias políticas e pela paz em Pernambuco”. Apesar do figurino alusivo às representações mais comuns de Jesus Cristo na cultura ocidental, o candidato não menciona versículos bíblicos ou qualquer ligação com uma denominação cristã em sua propaganda. Assista:

Voto de protesto

Se eleito, Jesus poderá integrar a categoria a que pertence o deputado federal e candidato à reeleição Tiririca (PR-SP), como representante dos eleitores que, cansados da falta de seriedade nos políticos que ocupam mandatos eletivos, resolvem “chutar o balde” na hora do voto.

O próprio Tiririca não esconde que sua proposta é justamente essa: “Tá de saco cheio da política? Vote no Tiririca”, diz seu slogan de campanha. Em 2010, Tiririca atraiu 1,3 milhão de votos e se tornou o deputado federal mais votado do país naquele pleito, e o segundo mais votado da história, ficando atrás apenas do falecido Enéias Carneiro, do extinto PRONA, que obteve 1,5 milhão de votos em 2002.

Tradição bizarra

Os evangélicos estão se especializando em apresentar candidatos pouco ortodoxos nas campanhas eleitorais. Na última eleição municipal, em 2012, um candidato a vereador em Natal (RN) se apresentou como “Rambo”, e usou o visual do personagem consagrado pelo ator Sylvester Stallone nos cinemas.

“Que seja feita a vontade de Deus, e não a nossa. Só vitória em Cristo!”, dizia o candidato. Portando uma arma de brinquedo, afirmava que iria usar o “basucão no mensalão” para acabar com a corrupção. Assista:

facebook-de-deus-e1406204009780

“E se Deus criasse um perfil no Facebook?” Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo; Confira

facebook-de-deus-e1406204009780“E se Deus criasse um perfil no Facebook?”

Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo

A mudança comportamental que as redes sociais estão impondo às pessoas já causou reflexões no meio religioso. O advento do Facebook e os costumes que ele impõe aos seus usuários já foram motivos suficientes para inspirar a cantora Suellen Lima a sugerir, com a música “Sai, Sai do Facebook”, que o crente deva gastar menos tempo com “curtidas” e mais com oração. Agora, há quem tenha proposto imaginar o contrário: falar com Deus através do Face.

O teólogo Mauricio Zágari publicou artigo em que sugere um exercício de criatividade para imaginarmos como seria se Deus tivesse uma página na rede social e resolvesse agir e falar apenas através dela.

“Deus, certo dia, decide que precisa ingressar na pós-modernidade e criar um perfil no Face, para não ficar deslocado. Claro que isso traria uma mudança na forma de Ele se relacionar com a humanidade, pois, se essa página de web conseguiu mudar a forma de milhões de pessoas se relacionarem umas com as outras, por que não mudaria também a do Todo-Poderoso?”, questiona o escritor.

Segundo Zágari, a fanpage de Deus poria um fim às vigílias de oração e cultos de louvor, pois bastaria “curtir” uma publicação d’Ele para praticar a versão século XXI do “vigiai e orai sem cessar”.

“Para começar, acabariam as orações e a leitura da Bíblia. Porque esses são os meios que Deus criou para ter relacionamento e criar intimidade com a humanidade: nós falamos com Ele pela oração; Ele fala conosco pela Palavra. Mas, com o Face, isso não ocorrerá mais. Oração e Bíblia tornam-se meios antiquados de dialogar.

O Senhor decretaria, então, que quem quisesse falar com Ele teria de mandar um scrap e esperar que o Altíssimo postasse uma resposta na linha do tempo. Jeová agora seria um de nós, trocando ideias on-line: um Deus da moda, antenado.

Claro que isso nos afastaria d’Ele, tornaria nossos contatos muito menos pessoais, mas… quem se importaria? Com o advento das redes sociais, em grande parte as pessoas já não se telefonam mais mesmo, não se visitam mais, não mandam cartões no Natal, fazem tudo pelo Face: convites de aniversários, marcação de encontros, votos de parabéns em datas festivas… não se gasta mais tanto tempo conversando, afinal. É só postar umas palavrinhas ali e está resolvido”, afirma, crítico, o teólogo.

Mauricio Zágari diz ainda que “outra vantagem da adesão do Divino ao Face seria que, finalmente, Deus não precisaria se dedicar muito tempo a longos processos de transformação na vida de uma pessoa: bastaria postar uma frase de efeito”.

A proposta do Evangelho, ao final, seria simplificada, ironiza o autor: “Jesus fez grandes discursos para dizer o que queria quando caminhou sobre a terra, mas, agora, basta pegar uma daquelas frases feitas de famosos, emolduradas num visual legal, e postar. Assim, o Todo-poderoso não levantaria profetas, mas postaria uma frase de Cazuza ou Clarice Lispector, dizendo algo como ‘Você foi feito para voar, abra as asas e se lance no vazio’. Ao ler isso, sua vida nunca mais seria a mesma”.

Ao encaminhar seu texto para a conclusão, Zágari destaca a importância das relações humanas e lamenta que as redes sociais da internet contribuam para o esfriamento desse contato: “Estar face a face é uma necessidade do cristão. Já estar no Face… sei lá, em dois mil anos de cristianismo não me parece ter sido tão essencial assim.

vc3adcio1

Apesar de o marketing da empresa Facebook ter conseguido convencer as multidões de que não estar no Face é algo como não fazer parte da raça humana, isso não passa de propaganda enganosa.

Como neste mundo o capitalismo, em geral, vence os bons argumentos, o Facebook e as redes sociais são um fenômeno de nossos tempos e devem durar ainda um bom período – quem se importa se o Face desumaniza as relações se, em um trimestre, seu faturamento com publicidade chega a US$ 1,24 bilhão? Enquanto o dinheiro entra, não se costuma fazer muitos questionamentos. E não será um blogueiro como eu que mudará isso”.

Por fim, a necessidade de estar com o semelhante é exaltada pelo autor como algo saudável: “Voz. Cheiro. Olho no olho. Lágrima. Sorriso. Abraço. Beijo. Carinho. Desculpem, não quero perder nada disso, porque ser gente que se relaciona com gente, que toca gente, que sente calor humano… é bom demais. E tudo o que nos rouba qualquer uma dessas coisas arranca um pedaço daquilo que faz de nós seres criados à imagem e semelhança de Deus”.

Fonte: Gospel+

fiel-maradoniano

Argentinos pretendiam transformar Messi num “Jesus Cristo” da Igreja Maradoniana se jogador vencesse a Copa do Mundo

fiel-maradonianoArgentinos pretendiam transformar Messi num “Jesus Cristo” da Igreja Maradoniana se jogador vencesse a Copa do Mundo

A Igreja Maradoniana da Argentina, que se refere ao ex-jogador Diego Maradona como um deus, pretendia “canonizar” o atacante Lionel Messi em caso de um título argentino na Copa do Mundo.

A ideia dos fiéis da denominação era que o jogador do Barcelona fosse alçado à “categoria” de Messias, sendo uma espécie de Jesus Cristos dos adoradores de Maradona.

O principal defensor da ideia era o jornalista Hernan Amez, que antes da derrota na final da Copa do Mundo tinha a expectativa de incluir Messi no panteão dos deuses da Igreja Maradoniana: “Se Messi ganha a Copa do Mundo, estará sentado à direita de D10S Diego, no olimpo Maradoniano e será o Messias. Ele escreverá o novo testamento da nossa religião Maradoniana”, disse Amez numa entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Lionel Messi nasceu em Rosario, mesma cidade onde a religião maradoniana foi fundada. Amez explicou que mesmo sendo o berço da religião, a cidade não possui nenhum templo dedicado a Maradona. “Quem faz a Igreja Maradoniana é o povo, os seguidores”, disse.

O jornalista esteve no Brasil e acompanhou in loco a partida em que a Alemanha venceu a seleção de seu país, e viu seus planos de tornar Lionel Messi um “messias” de sua denominação irem por água abaixo.

A denominação de adoração a Maradona foi fundada em 1998, e comemora a “páscoa” no dia 22 de junho, data da vitória da Argentina sobre a Inglaterra, na Copa de 1986, com dois gols de Maradona, sendo um deles com a mão, e o outro driblando quase todos os ingleses e sendo lembrado até hoje como um dos mais belos gols da história das copas.

Já o Natal dos fiéis maradonianos é comemorado no dia 30 de outubro, data de nascimento do ex-jogador e ex-técnico da seleção argentina.

Fonte: Gospel+

pastor-marco-antonio-rodriguez

Árbitro que apitou partida entre Brasil e Alemanha na semifinal da Copa do Mundo é pastor e diz que já ouviu a voz de Deus

pastor-marco-antonio-rodriguez

Árbitro que apitou partida entre Brasil e Alemanha na semifinal da Copa do Mundo é pastor e diz que já ouviu a voz de Deus

O árbitro que apitou a partida entre Brasil e Alemanha pela semifinal da Copa do Mundo é pastor de uma igreja no México, e sua atividade fora dos gramados ganhou destaque após a escalação para o jogo.

Marco Antonio Rodriguez é conhecido por ser um árbitro rígido, que não economiza cartões amarelos e vermelhos, mas em seu país, também é conhecido por ser líder de uma igreja na cidade de Milpa Alta, na região metropolitana da Cidade do México, e por recusar um apelido que classifica como “demoníaco”.

Os torcedores mexicanos o apelidaram de “Chiquidrácula” (Minidrácula), graças a sua semelhança física com um personagem de uma antiga novela. O pastor e árbitro não gosta por entender que sua atividade de fé não combina com a brincadeira, segundo informações do Uol.

Em seu testemunho, o pastor deixa claro que teve a vida transformada ao se converter ao Evangelho: “Estou muito feliz de estar aqui hoje. Poderíamos falar sobre porque não dei um pênalti para o Toluca ou porque expulsei Cuauhtémoc Blanco, mas hoje quero contar a vocês como Deus mudou a minha vida”, diz Rodriguez.

A aproximação de Deus aconteceu na véspera de uma partida que apitaria no Qatar em 2003: “Ouvi claríssimo, pela primeira vez: ‘Para agora! Porque vai acontecer uma tragédia em sua família’”. Obediente, ajoelhou e orou por um longo período, até que sentiu uma “paz” no coração.

No dia seguinte, foi informado por sua esposa que sua irmã esteve perto de morrer. Convicto de que a oração havia poupado a vida da irmã, o árbitro passou a dedicar-se mais à fé: “A partir daí, comecei a sentir um desejo ardente de me tornar íntimo de Jesus Cristo”.

O pastor conta que os milagres divinos começaram em sua vida quando sua esposa, classificada pelos médicos como infértil, deu à luz a primogênita do casal, Abigail. Um segundo milagre ligado à família aconteceu na gestação do segundo filho, Shalom, quando um problema no útero forçou os médicos a dizerem que era necessário uma cirurgia para salvar a mãe, mas matar o bebê. “Deus vai nos mostrar algo, Deus vai nos mostrar algo”, disse Rodriguez aos médicos, antes de recusar a cirurgia, mesmo com todos os riscos. “O médico disse que eu estava louco, mas eu acreditava no Senhor”, lembra o juiz, que viu seu filho nascer sem problemas cinco meses depois: “A minha relação com Deus é pessoal”, argumentou.

Marcado nesta Copa do Mundo por ter sido o juiz que não viu o atacante uruguaio Luiz Suárez morder um adversário durante o jogo contra a Itália, Rodriguez pretende passar despercebido na partida de hoje, e voltar à sua rotina de pregador do Evangelho.

Fonte: Gospel+