Arquivo de etiquetas: Profeta Jonas

ISIS-explode-tumba-profeta-jonas

Extremistas muçulmanos divulgam vídeo da explosão do túmulo do profeta Jonas; Assista

ISIS-explode-tumba-profeta-jonasExtremistas muçulmanos divulgam vídeo da explosão do túmulo do profeta Jonas

Os radicais muçulmanos do grupo Estado Islâmico (ISIS na sigla em inglês) divulgou o vídeo da explosão da mesquita que foi erguida no local onde se considera que os restos mortais do profeta Jonas estava enterrado.

O profeta bíblico também é reverenciado por muçulmanos, e segundo historiadores, seu corpo foi enterrado em Nínive, mesma cidade a que foi enviado para pregar aos incrédulos e que hoje, faz parte do território iraquiano e é conhecida pelo nome de Mosul.

Anteriormente, os extremistas do ISIS haviam divulgado um vídeo mostrando a profanação do túmulo. Como não foram mostradas maiores evidências, surgiram dúvidas de que o local mostrado sendo violado fosse realmente o túmulo do profeta bíblico. Agora, um vídeo da detonação de toda a mesquita, incluindo o túmulo do profeta, foi divulgado por diversas emissoras de televisão.

Segundo o site The Wire, os radicais destruíram a mesquita e o túmulo de Jonas pelo fato de o profeta ser uma figura presente nas tradições judaico-cristãs. “ISIS ameaçou destruir qualquer santuário que considere não-islâmicos”, noticiou o portal.

De acordo com um relatório da agência France Press , os extremistas explodiram a construção à distância: “Primeiro impediram as pessoas de fazer suas preces na mesquita, colocaram as cargas explosivas no entorno e interior e, em seguida, explodiram-na em frente a um grande número de pessoas”, relatou uma testemunha que preferiu não se identificar.

Assista ao vídeo da explosão da mesquita construída sobre a tumba do profeta Jonas:

Radicais

Os radicais do ISIS são considerados extremistas demais até pelos membros da Al-Qaeda, conforme noticiou o Jornal Nacional na última semana. Os Estados Unidos, que pouco tempo atrás ainda ocupava o território iraquiano, teme que o avanço dos extremistas coloque em xeque a estabilidade de toda a região e se concretize um processo de erradicação de cristãos, que são minoria religiosa no país.

Fonte: gospel+

ImageProxy

Muçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas e incendeiam 11 igrejas

ImageProxyMuçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas e incendeiam 11 igrejas

ISIS inicia nova onda de ataques em Mosul, afirmando “acabar com a idolatria”.


Reconhecido como profeta por judeus e cristãos, a figura bíblica de Jonas é famosa por ter sobrevivido por três dias no estômago de um grande peixe no fundo do mar, tendo saído dali para pregar em Nínive. A tradição milenar que indicava o local de seu túmulo na cidade de Mosul, no território do atual Iraque, acaba de ganhar um triste capítulo.

Desde a semana passada surgiram rumores, só agora confirmados oficialmente, que membros do grupo terrorista Estado Islâmico (ISIS) violaram o local. Chamado de Younis, em árabe, o túmulo de Jonas era um local que atraía visitantes e ficava em uma mesquita que levava o seu nome.

Um funcionário do local, Zuhair al-Chalabi, disse durante a nova investida do ISIS contra os cristãos, o local foi destruído. Ele lamentou que os membros do ISIS não respeitaram a tradição muçulmana de reconhecer os profetas antigos e destruíram o túmulo do profeta Younis, tirando dali os seus conteúdos.

No entanto, o historiador Christopher Jones, da Universidade de Columbia, afirma que não foram apresentados dados que comprovem que os túmulos destruídos sejam realmente do profeta bíblico. “O relato de que militantes do ISIS no Iraque teriam destruído o túmulo do profeta Jonas (Nebi Yunus, em árabe) em Mosul é [apenas] uma onda”, disse o especialista no antigo Oriente Médio. “As imagens que pretendiam provar a destruição estão incluídas no artigo [do jornal], e mostram um homem negro com capuz golpeando uma fileira de túmulos de concreto pintados de verde com uma marreta”, acrescentou Jones.

“A alegação [da destruição do túmulo do profeta] apareceu em vários lugares nas redes sociais na última semana. No entanto, a cena no vídeo absolutamente não se parece em nada com o interior do suposto túmulo de Jonas visto em outras imagens. Algumas fontes afirmaram que o túmulo de Seth também foi destruído, mas não se parece com o ele. Então, o vídeo ou é falso, ou mostra ISIS destruir outra coisa. Por enquanto, o túmulo de Jonas parece ser seguro”, disse o especialista.

Confira aqui o vídeo dos extremistas destruindo o túmulo que alegam ser do profeta Jonas.

Na interpretação extrema da lei islâmica defendida pelo ISIS, que ecoa o Talibã, todas as representações de pessoas e animais são idolatria e proibidas pelo Alcorão.

Além de destruir museus, mesquitas xiitas e túmulos no território sob seu domínio, o Estado Islâmico prometeu erradicar os sítios arqueológicos importantes. A área em torno de Mosul, sede atual do ISIS, abriga 1.791 sítios arqueológicos registrados, incluindo ruínas de quatro capitais do império assírio. A cidade foi local de diversas batalhas bíblicas do Antigo Testamento e, de acordo com a tradição judaica e cristã, foi fundada pelo bisneto de Noé, Nimrode.

Nessa onda de ataques, mais 11 igrejas cristãs foram incendiadas na região de Mosul. Os líderes cristãos no Iraque lembram que muçulmanos e cristãos viveram pacificamente por um longo tempo na região lado a lado, mas temem que a violência atual poderá por fim a quase 2.000 anos de cristianismo no Iraque. Estima-se que os cristãos do Iraque eram 1.5 milhão em 2003 e restaram cerca de 400.000 hoje.

Após terem decretado o ressurgimento do califado e sua cruzada para unir todos os muçulmanos do mundo, o ISIS tem crucificado cristãos rotineiramente, destruído suas igrejas e oferecido recompensas para quem entregar os pastores e missionários que vivem no norte do Iraque.

Fonte: Christian Post via GP/Notícias Cristãs