Arquivo de etiquetas: tempo

O Tempo Não Cura Nada

O Tempo Não Cura Nada

O Tempo Não Cura NadaO Tempo Não Cura Nada

Salmo 90.12 - "Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio".

Quanto mais velho mais sábio… Está certo?

O tempo é o melhor remédio…

Está certo? 

É o melhor remédio para o quê?download sermoes

Relógios Que Não Param

Relógios Que Não ParamRelógios Que Não Param

“Orai sem cessar” (1 Tessalonicenses 5:17).

Se algumas pessoas tivessem o costume de olhar para seus
relógios antes de começarem a orar, certamente pensariam, ao
terminar a oração, que os mesmos haviam parado.” (Billy
Sunday)

Por que será que somos tão preguiçosos quando vamos falar
com Deus? Por que dedicamos tão pouco tempo para o Senhor?
Por que outras coisas, muito mais insignificantes, merecem
um momento maior em nossas prioridades?

Quanto mais tempo passamos diante de Deus, menos tempo nos
sobra para errarmos. Quanto mais tempo dedicamos à oração,
mais resultados positivos conquistamos em nossos dias.
Quanto mais tempo gastamos diante do trono da graça de Deus,
mais bênçãos acumulamos em nossas vidas espirituais. Quanto
mais seguimos a direção do Senhor, mais experiências de
alegria e felicidade desfrutamos enquanto estamos neste
mundo.

Se não conseguimos ânimo para ficar uma hora em oração
diante do Senhor, como passaremos a eternidade diante dEle?
Estaremos para sempre ao lado do nosso Salvador. Ali
estaremos louvando, adorando, desfrutando de Sua presença
gloriosa. Por que não começarmos a praticar aqui mesmo na
terra?

Que nossos relógios avancem seus ponteiros ou mostradores,
cada dia mais, enquanto falamos com Deus. Que eles caminhem
tanto que saiam do nosso alcance. Que possamos esquecê-los
durante o nosso período de oração. Que, em vez de acharmos
que estão parados, nos espantemos por terem avançado muito,
sem que o percebêssemos.

Falar com Deus é muito bom. Ouvir a voz de Deus é ainda
melhor. Deixar que nossas vidas sejam dirigidas pela vontade
do Senhor é a maior bênção que podemos receber.

Seu relógio fica parado quando você ora ou você nem se
lembra dele naquele momento?

Paulo Barbosa – Min. Para Refletir

**********

TRABALHO

trabalhoTRABALHO

João 6:27 – “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo”.

Um dia a filhinha perguntou à mãe:

– Mamãe, a senhora vai para o céu quando Jesus vier?

– Assim espero, minha filha.

– Bem, mamãe, espero ir também, senão a senhora vai se sentir só.

– Sim, respondeu a mãe, e eu espero também, que o papai vá conosco.

– Oh! não, o papai não pode ir. Ele não pode deixar o trabalho!

Quantos de nós não podemos deixar o trabalho! Estamos tão absorvidos e envolvidos com as  coisas que perecem, que não temos tempo nem oportunidades de dedicarmo-nos as serviço do Senhor!

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque, na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma” (Eclesiastes 9:10)

TEMPO

tempoTEMPO

Imagine que você tenha uma conta corrente e a cada manhã você acorde com um saldo de r$ 86.400,00, só que não é permitido transferir o saldo para o dia seguinte. Todas as noites o saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia.
O que você faz?
Você  irá gastar  cada centavo, é claro !
Pois saiba que todos nós somos clientes deste banco que estamos falando: ele se chama tempo. Todas as manhãs é creditado para cada um de nós 84.600 segundos. Todas as noites o saldo é debitado como perda, não é permitido acumular este saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs  a sua conta é reiniciada e todas as noites as sobras do dia se evaporam, não há volta.   Você precisa gastar vivendo no presente o seu depósito diário. Invista , então, no que for melhor. Invista seu tempo no Reino de  Deus. Mateus 6.26-33 nos diz: “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?26  Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?27  Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?

28  E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam.29  Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.30  Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?31  Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos?32  Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas;33  buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.34  Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal”.

O relógio está correndo. Por isso, não desperdice o seu dia. Não desperdice o seu tempo. Mateus 25:13 nos orienta:  “Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora”.

Para você perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que  repetiu o ano.
Para você perceber o valor de um mês, pergunte para uma mãe que teve o seu bebê prematuro.
Para você perceber o valor de uma semana, pergunte a  um editor de um  jornal semanal.
Para você perceber o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o trem.
Para você perceber o valor de um segundo, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente.
Para você perceber o valor de um milésimo de segundo, pergunte a alguém que ganhou uma medalha de prata em uma olimpíada.
O ontem é história.
O amanhã pertence a Deus.
O hoje é uma dádiva. Por isso, é chamado de presente!

GESTÃO DO TEMPO

gestao4

 GESTÃO DO TEMPO

Um consultor, especialista em GESTÃO DO TEMPO, quis surpreender a assistência numa conferencia.Tirou debaixo da mesa um frasco grande  de boca larga. Colocou-o em cima da
mesa, junto a uma bandeja com  pedras do tamanho de um punho e perguntou:
“Quantas pedras pensam que cabem neste frasco?”
Depois dos presentes fazerem suas conjecturas, começou a meter pedras até que encheu o frasco.
Depois perguntou:”Esta cheio?”
Toda a gente olhou para o frasco e assentiu que sim.
Então ele tirou debaixo da mesa um saco com pedrinhas pequenas, menores que a “brita”.
Meteu parte das pedrinhas dentro do frasco e agitou-o.
As pedrinhas penetraram pelos espaços que deixavam as pedras grandes. O consultor sorriu com ironia e repetiu: “Está cheio?”
Desta vez os ouvintes duvidaram “Talvez não.”
“Muito bem!” E pousou na mesa um saco com areia que começou a despejar no frasco. A areia infiltrava-se nos pequenos buracos deixados pelas pedras e
pelas pedrinhas.
“Está cheio?” – perguntou de novo.
“Não!”, exclamaram os presentes.
Então o consultor pegou uma jarra de água e começou a derramar para dentro  do frasco. O frasco absorvia a água sem transbordar.
“Bom, o que acabamos de demonstrar?”, perguntou.
Um ouvinte respondeu “Que não importa o quão cheia esta a nossa agenda, se quisermos, sempre conseguimos fazer com que caibam mais coisas.”
“Não!”, concluiu o especialista, “O que esta lição nos ensina e que se não colocarem as pedras grandes primeiro, nunca poderão colocá-las depois.

E quais são as grandes pedras nas nossas vidas?

PRIMEIRAMENTE, DEUS, DEPOIS, A PESSOA AMADA, NOSSOS FILHOS, OS AMIGOS, OS NOSSOS SONHOS E DESEJOS, A
NOSSA SAÚDE.
LEMBREM-SE: PONHAM-NOS SEMPRE PRIMEIRO. AS DEMAIS COISAS ENCONTRARÃO O SEU LUGAR!

    (Autor desconhecido)